As muitas versões de Guilherme de Pádua – depois do rompimento

No mesmo dia em que a entrevista de Paula Thomaz vai ao ar, Guilherme de Pádua convoca uma coletiva, onde afirma, recusando-se a entrar em detalhes, que ela estava no local do crime. A pergunta que não podia calar era: porque Paula Thomaz mataria Daniella se elas mal se conheciam? ciúmes? Ciumes de que? havia algum envolvimento entre seu marido e Daniella? Guilherme de Pádua se esquiva, e no momento em que a pergunta  lhe é feita diretamente, ele gagueja e Ramalho o interrompe, finalizando a entrevista.

Ele sabe que para responsabilizar Paula era preciso dar a ela uma motivação, e entre pessoas que mal se conheciam, essa motivação só podia ser uma -ciúmes. Mas as cenas da novela eram insuficientes para sustentar isso: eram cenas de humor. O par romântico da personagem de Dany era a personagem de Fabio Assumção. O namorico com Bira, personagem de Guilherme de Pádua foi uma passagem breve, utilizada para movimentar a trama. Durante o pouco tempo que durou, aconteceu um único beijo entre os dois. E na vida real, como falar de um caso, ou de um namoro entre dois atores da novela das oito sem uma única pessoa que tivesse visto, ouvido, desconfiado ou que soubesse disso? Guilherme de Padua não tinha nenhum colega de trabalho, nenhum amigo pessoal, nenhum garçom de bar, de motel, nenhum porteiro, ninguém por testemunha! Então ele não se compromete: apenas sugere com sorrisos, com palavras vagas que havia alguma coisa como um clima.

Assim começa a nascer a nova versão: ele teria levado Paula, escondida no banco de trás do carro  para um encontro com Daniella, a fim de  provar a ela que não existia nada entre os dois.

Paula veria que ele era sincero, que não tinha nenhum segredo para ela e passaria ainda a dar mais valor ao marido (trecho do livro publicado na imprensa)

Mas como? ele não sugere que existia alguma coisa entre eles? Se existia, ele não levou Paula a esse encontro para tranquiliza-la, é evidente! E qual o intuito de, dois tres dias antes do crime, ter se empenhado em despertar, nela,  um ciúme que ela até então ela não havia manifestado? E porque o encontro precisava acontecer num local de desova?  Guilherme de Pádua nunca conseguiu esclarecer essa nem as outras contradições da versão nova.

Anuncia, então, que vai escrever um livro, e já na introdução, avisa:  se trata de um romance autobiográfico, e não de um livro denúncia. Apesar de ter conseguido proibir a divulgação desse livro na justiça, nosso advogado, Arthur Lavigne, o distribuiu aos jurados bem antes do dia marcado para o julgamento, para que não se alegasse nenhum cerceamento de defesa.

O livro de Guilherme de Pádua chega a ser risível: mal escrito, recheado de histórias estapafúrdias, de ressentimento contra os colegas mais talentosos e bem sucedidos que ele, e de arrancos megalomaníacos. Retrata a si próprio como o ator talentoso, injustiçado e perseguido pela inveja dos outros. Em toda parte parece haver perigo e ameaça para que ele não chegue ao sucesso. Atribui a Daniella, uma iniciante, o poder então exercido pelo Boni: afirma que ela mandava e desmandava na Globo, admitia e demitia funcionários, reafirmando sua convicção de que ela poderia, sim, não apenas tira-lo daquela novela, mas destruir mesmo a sua carreira de ator.

Quando se trata de retratar  o "clima" sugerido entre ele e Daniella, perde a noção de limites e copia, literalmente, uma cena da novela De Corpo e Alma, incluindo parte do diálogo!

As fitas originais das entrevistas que me foram fornecidadas pelos reporteres que o entrevistaram nessa época, mostram muito claramente como essa "versão" foi sendo construída. Os detalhes vão mudando a cada fita, se aprimorando.

Nesse livro, que a imprensa recebeu e publicou vários textos, ele  nem tenta explicar porque aceitou ir a um matagal a 6 kilometros da Tycon, situado numa direção que não era a do Barrashopping nem a da zona sul, com uma mulher insana que, segundo ele,  o perseguia e ameaçava, só para bater papo! Olhem o tom da conversa que precisava ser mantida em lugar  tão sinistro:

-Tô cansada, tô louca pra essa novela acabar -Ah, Daniella, não fala assim, não. A novela é tão legal! -Eu sei, mas é que não tô com cabeça

Na sequencia, acusa Paula de ter matado sozinha, quando ele não estava vendo. E descreve o  clima de romance e cumplicidade em que os dois sairam do local do crime, para lavar o carro do sangue de Daniella, combinar uma história para contar pra polícia, se chamados para testemunhar, e ir dar pêsames a nossa familia na delegacia. Ele relata isso no livro que escreveu:

calma amor, eles não vão descobrir que foi a gente não

Estavam tranquilos, claro: haviam eliminado a ameaça. Naquelas mentes doentias, a carreira de Guilherme de Pádua estava salva! Não foi à toa que ele se recusou a fazer a reconstituição desses fatos, reinvindicando seu direito de não produzir prova contra si próprio! isso diz tudo! O assassinato de Daniella alçou  Guilherme de Pádua ao patamar de protagonista. Não foi bem da maneira como ele  esperava. Mas para a mente perversa de um psicopata,  o que importa mesmo é que os refletores estejam acesos e voltados pra ele!
Compartilhe
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

, , , , , , , ,

16 Responses to As muitas versões de Guilherme de Pádua – depois do rompimento

  1. Karina 24/03/2016 at 1:17 am #

    Triste demais ver o quanto Guilherme inventou mil e uma histórias loucas para que todos acreditassem que Dany era uma insana. Nossa justiça eh uma justiça podre, sem escrúpulos e sem nenhuma credibilidade. Era fã incondicional dela, assistia a novela e sempre a considerei uma das atrizes que eu mais gostava. Vendo agora que esse psicopata tem Facebook tem quase 5000 amigos e seguidores de todos os lugares, me enoja ver como tem gente sem noção no mundo em que vivemos ter o desplante em conhecer uma pessoa dessas. Revoltante!!!

  2. kesia 14/08/2014 at 4:23 pm #

    Ontem acordei lembrando da Dany, resolvi pesquisar o fato.Quando ocorreu o crime tinha apenas 7 anos, lembro que chorei muito.Até hj não sabia ao certo como tinha acontecido, no entanto nunca esqueci o nome desses desgraçados que fizeram isso com ela.
    Tenho nojo dessa justiça brasileira!E esse desgraçado ainda teve a indecência de insinuar que a Dany teve envolvimento cm ele!Psicopata!
    Meu sonho e que viesse a existir pena de morte no Brasil e que eles ainda se enquadrassem na pena.
    Apesar do passar dos anos ainda me dói muito lembrar disso.Talvez por sentir que a justiça foi muito falha!

    Abraços Glória.

  3. Daniela Galvão 18/07/2011 at 12:38 am #

    Da pra ver claramente que ele está mentindo. Ele não sabia mais o que dizer pra justificar tanta barbaridade. Tentou inventar de tudo pra ver o que “colava”. Dá pra ver claramente que ele inventou suas versões. Ele na maioria de suas entrevistas, titubeia, pára para pensar, faz a famosa “pausa dramática”. Nunca demonstrou uma mínima vergonha ou pesar por acabar com a vida de uma jovem de 22 anos, por condenar uma família, principalmente a mãe, ao sofrimento, sempre. E ainda se faz de bom samaritano e coitadinho. Por favor Glória, conclua logo o seu livro sobre Dani. Não vejo a hora. Abraço.

  4. Thotys 28/04/2011 at 11:47 pm #

    Se o Guilherme era tão bom ator pq nao largou a globo e foi para hollywood? Não precisava ter matado não! Ele era brilante mesmo, então, era só ter ido pro cinema americano!!!!! Psicopata insuportável! O que mais me revolta é que nunca matei ninguem assim como muitas pessoas nesse mundo, mas somos obrigados a conviver e a tolerar assassinos soltos! Não aceito isso – sou a favor da pena de morte até pq nao quero pagar impostos altos para alimentar hediondos e psicopatas na cadeia correndo o risco de serem soltos e matarem novamente!

  5. Yasmin Villefort 01/04/2011 at 2:19 pm #

    ****quem devia respeito à ela era ele.
    Troquei as bolas no comentário abaixo.

  6. Yasmin Villefort 01/04/2011 at 2:16 pm #

    Olha, mesmo que a Dany tivesse se envolvido com ele, seria ridículo ainda assim esse crime, primeiro, pq nada justifica matar alguém, trucidar desse jeito, segundo, pq mataram e nem juntos ficaram, a lógica deles, principalmente da Paula é incrível, ela tinha ciúmes da Daniella, fizeram essa covardia com ela e depois nem ficaram juntos, nem sentiam amor um pelo outro de fato. E outra, se ela fosse digna e madura e achasse que o Guilherme tava dando emcima da Dany, ela não teria que ter raiva da Dany, quem devia respeito à ele era ela, separava e pronto. Ou seja, tudo isso, Dany perdeu a vida aos 22 anos de forma horrível, toda esfaqueada, tudo isso para se livrarem do “fantasma” da Dany “rondando” o casamento deles. Que casamento? Que amor? Então tudo é muito absurdo. Mais absurdo ainda a Dany sofrer perseguição dele por meses, depois ser estupidamente assassinada e depois difamada. Minha mãe me disse que no início, nos primeiros dias após o crime, eles ficavam se acariciando pra imprensa ver “o intenso amor deles” e achar que a Daniella não valia nada e que deveria estar mesmo tentando destruir o casamento deles. Que eles trocavam carícias, e ele passava a mão na barriga dela tbm. Ai não dá viu.

  7. Nice Vianna 05/01/2011 at 4:52 pm #

    Glória Perez:
    É verdade que a Daniella teve uma parada cardíaca após receber a gravata? Eu espero ter essas dúvidas resolvidas no livro, eu imagino que essa gravata existiu mesmo, eu só não entendo em que momento ele aplicou a gravata, Daniella acordou após o soco aonde? Em que momento? Ela tentou correr? Ela unhou ele?
    Esse crime é muito horrível, foi uma monstruosidade inesquecível, não dá pra esquecer após tantos anos.

  8. Eduardo M. Sá 02/01/2011 at 4:27 pm #

    Que romance que nada, a Dani nunca deu trela pra esse sujeito, que ficava dando emcima dela lá nos bastidores, caso contrário, ele já teria provado a muito tempo que estava tendo um caso com ela, mas não, só sugere com palavrinhas vagas. O povo precisa acordar, as pessoas que ainda dão ouvidos à essas versões fantasiosas têm que enxergar as coisas, discernimento é bom. Falar, todo mundo pode falar o que quiser, agora provar, é outra história, e o Guilherme nunca provou nada do que inventou da Daniella até hoje, pelo contrário, surgiram podres dele e daquela ex dele. A vida da Daniella não tinha manchas, era limpa e digna, uma pessoa normal que levava a vida, e eles? Já deles não se diz o mesmo.
    Espero que o seu livro fique logo pronto Glória Perez pra acabar com a falta de informação do povo e com especulações. Daniella não dava emcima do Guilherme, não tinha um caso com ele, não ameaçava a vida dele, não queria prejudicar a carreira dele. Tudo isso é caô, mentira.
    Sou psiquiatra e entendo bem essas mentes.

    Abraço.

  9. Megg 28/12/2010 at 5:43 pm #

    Palewa, depois vc conta para nós o desfecho de tudo tá? Espero que tuido dê certo pra vc

    Saulo, realmente, esse crime não pode ser esquecido, a família sofre.
    Não só vc como todos os homens que postam por aqui têm sido uma grata surpresa, homens nada machistas que sabem respeitar uma mulher.

    Glória Perez, força.

  10. Palewa Merçon 28/12/2010 at 4:25 pm #

    Esse Guilherme é muito ruim mesmo e totalmente alienado. Que loucura tudo isso. Vc é realmente uma mulher muito forte hein Glória, pois que tragédia horrível se abateu sobre a sua Daniella e vc continua aí vivendo feliz e aceitando os rumos tortos da justiça de maneira tão equilibrada. Eu não consigo ver em vc uma pessoa revoltada, somente uma batalhadora.
    Coitada dessa moça, o que ela passou na mão desse canalha doido antes de morrer… ele pode até dar a explicação dele para ter cometido esse assassinato, mas nada justifica. Tudo ainda é muito surreal. Conheci um homem em 2008 que age e pensa como o Guilherme, ele também julgou que eu poderia prejudicá-lo e passou a me perseguir e tentar me difamar para amigos meus e em ambientes que eu frequentava. Foi um período muito difícil para mim, até pq esse desgraçado é oficial da PM, ele me ameaçou de morte e ate de arrumar um flagrante de drogas contra mim, botar tais coisas na minha bolsa e me denunciar. Um canalha de carteirinha, literalmente. Até hj esse meu caso não teve solução na justiça e esse psicopata continua trabalhando na polícia impunemente. Descobri também que ele já fez mal a outras mulheres e civis. Enfim, entro em desespero quando lembro que ele ainda está solto por aí e que não posso impedir ele de fazer mais vítimas. Tenho que esperar uma posição da justiça, e que lentidão para haver uma solução. É um saco mesmo. Haja paciência…
    O que quero deixar claro é que conheci bem de perto um cara que pensa, age e fala igual esse Guilherme e que isso me assustou muito. Extremamente cínico, mentiroso,malicioso. Enfim, tudo de maldade era com ele mesmo. Nunca tinha visto tão perto uma maldadetão afloradaem alguém, tão perceptível. Não queiram passar por isso, é uma sensação péssima. Cheguei a ter stress pós-traumático e depressão reativa por ansiedade. Como ele passou num psicotecnico e na investigação social com um passado tão sujo que até antes de eu me meter, estava escondido? Questionei isso na Corregedoria da Pm e não souberam me dar uma resposta convincente. E ainda continuam protegendo esse sujeito pq ele é oficial, varios parentes dele também sao e inclusive tem um pai Coronel da PM. Deveriam se ater à verdade, à honestidade, etc. Mas não, preferem ser corporativistas e deixar para lá, depois não compreendem pq a população não confia mais na polícia. Aff. Olhem, muita coisa tem que mudar ainda nesse país. É muito difícil se fazer justiça no Brasil e se manter firme nesse tipo de luta. Eu continuo lutando pq isso me dá força, mas não estou mais animada como antes. Desgasta muito. Espero que eu ainda alcance a vitória e mostre para esse cretino que não se faz as coisas tão impunemente como ele pensa, já que ele sempre escapou usando a farda suja dele para intimidar suas vítimas a não denunciá-lo. Enfim, espero que torçam para que eu tenha sorte. O desfecho que tiver essa história eu conto para vcs depois.

    Um forte abraço a todos e muita paz para vc Glória.

  11. Saulo Soares 28/12/2010 at 2:14 pm #

    Sou um cara que praticou jiu jitsu e krav maga por esporte e sou contra total a violência. Eu era absurdamente ansioso e me indicaram esportes à epoca para extravasar a ansiedade.
    Mesmo se essa versão absurda fosse verdade esse cara não teria pq dar uma ‘gravata’ na Daniella, uma pessoa frágil fisicamente. E se ele tivesse dado a ‘gravata'(não sei se de fato houve ‘gravata’ no crime), foi covardia. Aliás mais uma.
    Esse crime não pode ser esquecido, não se pode passar uma borracha nisso. Uma mãe, uma família inteira sofre até hj por conta disso.

    Abraço.

  12. Irene Ribeiro 08/12/2010 at 12:29 pm #

    Oioi
    Considerando que essa versão absurda e sem respaldo de provas fosse real, vamos pensar que seja verdade tá. Ele deu uma gravata e ela caiu desacordada, aliás ele nem percebeu que ela estava sufocada, pq a Daniella provavelmente deve ter sido o único ser humano no mundo que ao ser agredida ficou quieta, não se defendeu, pq por essa versão, Daniella levou a gravata e nada fez, e daí ele nem percebeu que ela estava sem ar. Ela ficou quietinha esperando ser sufocada, não esperneou, não se debateu, não tentou arranhar ele, nada né, pq se ele não percebeu… tá, continuando, segundo ele, ela cairia desmaiada, ele e Paula entrariam em desespero achando que ela estaria morta, a Paula tem a brilhante idéia de forjar uma situação, um assallto ou ataque de um fã lunático, estilo caso John Lennon. Tá, primeiro, mesmo achando que a pessoa está morta, e golpear, dar tesouradas(tesouradas segundo disseram eles né). tem que ter muita frieza, falta de compaixão mesmo, alguem se imagina esfaqueando um alguem que supostamente estaria morto pra vc? Vc esfaquearia um cadáver? Uma pessoa que tinha acabado de cair morta na sua frente? Segundo, já pensou a piração que deve dá na cabeça matar alguém acidentalmente? ele estaria hj cheio de remorso, teria ficado com trauma na mesma hr e até hj, ficaria até em choque, iria chorar, se sentir péssimo, até mesmo perturbado se não fosse psicopata e tivesse matado por acidente. Ainda mais sendo Daniella alguem próxima. Então todos esses pequenos detalhes até mesmo sem ser perito, até mesmo sem as provas que mostram tudo, quem mata acidentalmente deve ficar desesperado, pois não queria fazer aquilo, acho que a pessoa pode até pirar, é uma culpa que carregará pra sempre, matar alguém acidentalmente. Tuuudo premeditado. Cada post aqui desse blog vai dando essa visão. Beijos.

  13. Pedro Jordão 30/11/2010 at 7:00 pm #

    O Guilherme tentou empurrar essa história de caso amoroso com a Daniella a todo custo, nunca provou isso por a+b. Ele não teria onde ter um caso com a Daniella, eles não iriam a motel ou restaurante, eram famosos! E aí, esse caso amoroso aconteceu por telepatia?! Se ele tivesse um caso com ela ia matá-la pq?! E outra, foi como eu li numa postagem de alguém em ‘A Sentença de Guilherme’! Se ela tivesse alguma coisa com esse Guilherme, ela teria que arrumar tempo pra ele claro, então ela ia ter que chegar tarde em casa várias vezes, desaparecer exporadicamente, então com o sumiço dela no dia do crime, o Raul iria era ficar desconfiado e não preocupado, desesperado como ficou, achando já que era acidente, sequestro e tudo mais!
    Ele tem vergonha de dizer que foi rejeitado!

    Pedro.

  14. Luíza 14/11/2010 at 12:52 pm #

    OUTRA MENTIRA DESLAVADA DESSE CARA É QUE ELE FALA QUE SEGURANDO A DANI COM A GRAVATA, NÃO CALCULOU A FORÇA E SEM QUERER A FEZ DESMAIAR. CLARO QUE ELE PERCEBERIA, PQ COM CERTEZA ELA LUTARIA PRA SE LIBERTAR, PUXANDO O BRAÇO DELE, ARRANHANDO, FAZENDO QUALQUER COISA, E ELE PERCEBERIA E SE NÃO QUISESSE MATAR, SE TOCARIA QUE TAVA ENFORCANDO E A SOLTARIA. ELA NÃO FICARIA QUIETA SENDO ENFORCADA. OLHA, TODAS AS VERSÕES DELE TEM TANTOS FUROS, É SÓ RACIOCINAR, TANTO QUE ACUSAÇÃO DESARMOU FACINHO TODAS, UMA A UMA. VAMOS IMAGINAR QUE ESSA VERSÃO DELE FOSSE VERDADE, ENTÃO ELE TERIA DADO A GRAVATA E ELA FICARIA SUFOCADA, ELE PERCEBEU PQ ELA REAGIU, SE DEBATOU, MACHUCOU ELE ATÉ PRA TENTAR SE LIBERTAR E MESMO ASSIM O MONSTRO NÃO A SOLTOU. FRANCAMENTE NÃO TENHO CETREZA SE EM ALGUM MOMENTO A DANI RECEBEU UMA GRAVATA, SE NÃO ME ENGANO O LAUDO MOSTRA Q ELA TEM ESCORIAÇÕES NO PESCOÇO D ENFORCAMENTO, NÃO SEI EM Q MOMENTO ELE TERIA ENFORCADO ELA, SE ELA ACORDOU EM ALGUM MOMENTO POR ISSO ELE DEU A GRAVATA PRA APAGA-LA NOVAMENTE.ME PERGUNTO TB SE A DANI VIU A PRESENÇA D PAULA PQ EU UMA VEZ LI NEM LEMBRO AONDE PQ JÁ LI TT COISA EM TT LUGAR, Q A PAULA QUIS ACORDAR A DANI PRA QU ELA SOUBESSE Q SERIA MORTA, AGORA SE ESSA MONSTRA FEZ ISSO EU NÃO SEI E NEM SEI SE A DANI ACORDOU PQ O GUILHERME TEM MARCAS NO BRAÇO E TESTA, MAS NÃO SEI EM QUE MOMENTO ELA TERIA ACORDADO, SE NO CARRO OU JÁ NO MATAGAL.BEIJOS GLÓRIA.

  15. Luíza 07/11/2010 at 9:10 pm #

    JÁ CONHEÇO A VERSÃO MAIS “MODERNA” DELE DE LONGA DATA. ELE É MUITO FALSO DIZER QUE A SEGUROU DANDO UM GOLPE DE GRAVATA PARA IMPEDIR UMA BRIGA ENTRE AS DUAS, E QUE FOI TUDO “SEM QUERER”. MENTIRA PURA, DESMASCARADA AINDA BEM. ELE ERA FORTE, É HOMEM, ERA LUTADOR, E DANI ERA MAGRINHA, PEQUENA, FRÁGIL, ELE NÃO PRECISAVA ENFORCAR, SE QUISESSE SÓ SEGURAR , ELE PODERIA MUITO BEM AGARRAR ELA, PEGAR PELOS BRAÇOS, ATÉ PEGAR NO COLO PRENDENDO OS BRAÇOS DELA, OU PEGO A PAULA PELO BRAÇO E IDO EMBORA. JÁ LI MUITAS VEZES ELE CONTAR QUE A PAULA FOI QUEM GOLPEOU SOZINHA E ELE NEM SABIA, SÓ VIU NO FINAL E TEVE MTAAAA PENA DA PAULINHA. ELE DIZ QUE TAVA FALSIFICANDO A PLACA, OK, ELE USARIA A TESOURA E FITA ISOLANTE, PAULA USARIA A TESOURA PRA MATAR, AMBOS PRECISAVAM DA TESOURA, ENTÃO UM SABERIA DO OUTRO, UM SABERIA O QUE O OUTRO ESTAVA FAZENDO, ELE NÃO VERIA A PAULA IR BUSCAR A TESOURA ENQUANDO ELE FALSIFICAVA A PLACA?ELE A VERIA, OU ENTÃO ELA PEGOU A TESOURA COM ELE DEPOIS QUE ELE USARIA PRA FALSIFICAR, OU ELE PEGARIA DAS MAOS DELA, DEPOIS QUE ELA JÁ TIVESSE MATADO A DANI. ISSO LEVANDO-SE EM CONTA SE FOSSE VERDADE A VERSÃO DELE. ELE NÃO IA FICAR ALI SE ARRISCANDO, FALSIFICANDO A PLACA. MAS COMO DISSE, ISSO SE FOSSE VERDADE ESSA VERSÃO MAIS ATUALIZADA DELE LÁ NA ÉPOCA DO JULGAMENTO, ENFIM, VERSÃO QUE JÁ SE SABE QUE NÃO É VERDADE, QUE FOI UM CRIME PREMEDITADO E ELE SEMPRE TENTOU ESCONDER E DANI NÃO FOI PRA AQUELE MATAGAL PQ QUIS. MAS VC GLÓRIA, NUNCA DESISTIU DE RESGATAR A VERDADE, TENHO CERTEZA QUE A DANI ONDE ESTIVER SE ORGULHA DE VC. EU ACREDITO QUE QUANDO O LIVRO QUE VC ESCREVER FINALMENTE SAIR GLÓRIA, MUITA GENTE VAI SE SURPREENDER COM O QUE VAI LER. BJS.

  16. Flávia Araújo 08/07/2010 at 5:44 pm #

    Sobre o diálogo inventado dele com a Daniela no local da desova – Seria até cômica essa atitude tão irônica, se não fosse sobre uma situação extremamente trágica.
    Que Deus dê forças e coragem à você e a tantos outros como você, Glória, que a cada dia permanece nessa luta por um mundo mais justo e sem psicopatas.

Leave a Reply

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes