Cartas e bilhetes

As cartas, bilhetes e cartões mostram um pouquinho de como era afetuosa a maneira de Dany se relacionar com a gente. E uma curiosidade -o apelido Dany se fixou no colégio. Em casa, nos variávamos muito a maneira de chama-la: era Dany, Danda, Dandi, Dandan, Dandica, Dan. Por isso ela nem sempre assinava Dany, quando escrevia pra nos.

para o irmão Rafinha que estava em Brasilia:

para o irmão Rodrigo:

cartão de aniversário para mim:

um convite:

Eu tinha extremo cuidado com Dany. A primeira vez que ela foi passar um fim de semana na casa de campo de uma amiguinha do colégio,  cuja mãe eu não  conhecia, tinha 16 anos. Deixei -todas as outras meninas da turma iam também. Mas fiquei aflita. Quis voltar atrás. Olhem só o drama que eu fiz:

Compartilhe
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

78 Responses to Cartas e bilhetes

  1. Joliane 15/09/2016 at 10:44 am #

    Olá vi uma publicação de Glória e vi a foto de dany fiquei curiosa e entrei no site pra saber maos detalhes do ocorrido… E muito trsite saber q tem pessoas más no mundo, nunca imaginei um ser humano que trabalha com você e quer seu mal, a dor vai ser senpre lembrada, mas ela esta em um bom lugar com o senhor Jesus.
    Tenho certeza que um dia as pessoas que fizeram isso vai presta conta com Deus a verdade e isso.. Muita força a familiares e amigos de Dany… Um grande beijo Joly

  2. Ana Flávia Rodrigues Emiliano 12/02/2015 at 3:42 pm #

    Ai Glória! Já se passaram tantos anos e essa menina é inesquecível! Quando ela se foi eu era adolescente e agora sou adulta e nunca me esqueci dela. Sempre reviro a internet para rever algumas coisas, fiz uma pasta com fotos e reportagens sobre ela que guardei a anos. Glória talvez vc não leia esta msg, mas se ler quero que saiba que oro e torço por vc, vc é uma guerreira e a Daniela um anjo. Que Deus continue abençoando sempre, sempre!

  3. Indira 27/12/2014 at 1:32 am #

    Resolvi rever este capítulo do blog: Dany. Adoro ler esses bilhetinhos que ela escrevia. Como a glória disse “mostram muito da personalidade dela”: carinhosa, afetuosa, meiga, amiga, uma pessoa muito linda por dentro e por fora. Podia estar aqui hoje…mas ao menos deixou lindas lembranças. Mesmo aqueles que não a conheceram conseguem sentir a energia boa que tinha. Sempre que vejo fotos, vídeos, escritos dela me sinto inspirada pra aproveitar melhor a vida, a viver bem e melhor.
    ✨✨✨✨Daniella perez eterna✨✨✨✨✨✨

  4. Cláudio 09/02/2014 at 2:20 am #

    Que tocante o que ela disse em uma das cartas: “Mâe, deixa de ser boba que você não vai perder sua filha pro resto da vida”.
    Ironia do destino, acabou acontecendo isso. Sei que não tem dor maior no mundo do que a perda de entes queridos e ainda mais os mais próximos, carne da nossa carne. Digo isso, pois perdi meu pai quando tinha 8 anos de idade e até hoje ainda dói.

  5. edson Santa Catarina 09/09/2013 at 4:42 pm #

    Saudades Dany.

  6. a.daniele 21/11/2012 at 2:42 am #

    eu sei que a dani ta bem sonho as vezes com ela engraçado pois numca a conheci e nem olhava novela quanto mais tv pois minha mãe me proibia,mas sonho e sei que que ela trabalha la do outro lado e ajuda muita gente que precisa de auxilio,como quem teve o privilegio de conviver com um ser iluminado com ela so resta agradecer pois são presentes de deus..

  7. ANA 01/11/2012 at 4:22 pm #

    EMOCIONANTE ESSE SITE. Q FORÇA QUE VC TEM. PARABÉNSSSS !!! E AGRADEÇO POR POSTAR ESSAS COISAS ASSIM DIVIDINDO UM POUCO DA SUA FILHA CONOSCO. OBRIGADA MAIS UMA VEZ.

  8. Juliana 13/10/2012 at 5:55 pm #

    Eu era pequena quando Dani faleceu. Lembro que eu adorava a novela, por causa dela. A fisionomia dela me lembrava a de um anjo. Eu dizia que quando eu crescesse queria ser como ela: alegre, doce e amiga. Pois era assim que eu a enxergava. Ontem, depois de tanto tempo sua fisionomia ficou gravada em meu pensamento e uma angústia ficou em minha alma. Não sei o motivo. Enfim, posso entender sua dor. Por favor Glória, continue lutando para um Brasil mais justo.

  9. Ana C. 13/10/2012 at 4:42 am #

    Boa noite Glória e filhos.

    Cheguei a este site ao acaso nesta noite.

    Na época do fato, eu tinha 17 anos e lembro como se fosse hoje quando recebí a notícia:horário de almoço, meus pais comentando a barbarie e eu, recém chegada da aula, perguntei se estavam comentando capítulo anterior da novela.

    Na época, às voltas com o vestibular, eu cursava o 3º ano do 2º grau pela manhã e, à tarde, o pré-vestibular.

    Não preciso comentar que, naquela tarde, o que menos comentávamos em aula era o vestibular.

    Pois bem… O que me motivou a deixar este registro foi a imagem do teu bilhete quando da viagem da Daniella com as amigas.

    Ao terminar a leitura, me peguei chorando: identifiquei, de certa forma, muitas semelhanças na tua relação com a Daniella e na minha com minha mãe.

    Sou muito próxima à minha mãe e ao meu irmão (meu pai é falecido); nos falamos diariamente (e quando não ligo, ela me cobra… risos… sob a alegação de ser preocupação de mãe – mesmo já estando casada, ainda sem filhos). Sou a filha mais velha, leonina do mês de Agosto.

    Acompanhei o sofrimento de minha avó quando do falecimento de minha tia. Ela sempre dizia que a pior coisa na vida de uma mãe é vivenciar a morte de um(a) filho(a).

    Então… Após a leitura dos bilhetes, juro que meu deu vontade de ligar à minha mãe e dizer o quanto a amo e o quanto ela é importante para mim!!!! Mas dado ao horário, 1h34min, melhor deixá-la dormindo… Amanhã, almoçaremos juntos.

    Não creio que a minha mãe teria 1/1000 da tua força interior diante da perda que sofreste. Pelo contrário: acredito que ela seria como a minha avó – que só agüentou exatos 2 anos a perda da filha.

    Parabenizo-a pela luta e pela determinação na busca pela verdade.

    Infelizmente, as tuas conquistas não trarão de volta a amada filha e amiga de volta.

    Mas esteja certa de que, apesar da Justiça Brasileira beneficiar demais pessoas (se é que podemos chamar aqueles monstros de tal), a Justiça Divina é MAIOR e a Daniella jamais será esquecida pelas pessoas que tiveram o privilégio de conviver com ela e admirar o seu trabalho, como eu quando assistia aos capítulos da novela.

  10. Nana 04/08/2012 at 5:35 am #

    Minha mãe nunca me deixou dormir na casa de nenhuma amiga. Quando um dia ela descobriu que ao invés de estar com meu pai, eu estava com meu então namorado, pirou. Me telefonava de meia em meia hora pra saber se eu estava bem. Isso durante um final de semana inteiro!

  11. Irene Ribeiro 03/05/2012 at 11:41 pm #

    Que saudade da ternura e doçura da Dani.

    Adoro ler seus escritos, ver suas fotos, vídeos, relembrar a pessoa tão doce e especial que ela era, pessoas como a Dani, infelizmente, são raras no mundo, cada vez mais me certifico disso.

  12. Luciane 23/02/2012 at 11:36 pm #

    Gloria

    Achei esta ideia muito original.
    Porém tenho um pai que faleceu deixando muitas coisas escritas e acredito que , ele, ao se dedicar todos os dias pelas manhã ou a noite a escrever durante muitos anos, era para alguém ler algum dia.
    Vou escanear aos poucos esse material (baseada nesta ideia/blog) e colocar a disposição de familiares e amigos, os quais são citados nestes textos com muito amor e carinho.

    Bjs

  13. Glaucia Vic 20/01/2012 at 6:06 am #

    Olá Glória…estava lendo o blog da sua filha…fiquei triste hoje com a notícia da morte do filho do Heleno (Coordenaor de produção), que caiu no Parque Lage e acabei contando ao meu filho Frederico Volkmann(que também é ator sobre a sua filha). Descobri no google esse blog e resolvi ler algumas coisas. Na verdade eu postei no Facebook, sobre a morte acidental do rapaz, para que meu filho mais velho que também é ator (Sergio Malheiros) e tem 19 anos, pudesse ler. Falei sobre a dor da perda dos filhos.. e de como eles dveriam se cuidar mais qdo jovens, enfim, vim parar nesse blog. E num certo momento ri do seu bilhete, fazendo chantagem pra sua filha não ir viajar sozinha aos 16 anos…na verdade eu me vi nas suas palavras, pois meu filho vai fazer 19 anos em março e ele só viajou sozinho num carnaval com amigos exatamente aos 16 e mesmo assim, era obrigado a me ligar todos os dias no mesmo horário, caso contrário eu iria a Saquarema buscá-lo…mas antes disso, disse-lhe o qto seria melhor ficar conosco, que estávamos em Praia Seca…pertinho…tinha comida na hora certa, cama quentinha…pois minha tia tem uma casa lá e neste ano resolvi passar lá por ser próximo a Saquarema…na verdade eu ia toda noite em Saquarema, sem que ele soubesse e ligava…ele me dizia que estava bem, tudo certo…e eu ali …olhando milhares de pessoas mas procurando um único rosto…por fim ele resolveu na terça feira ir pra lá ficar com a gente…nossa foi uma alegria no meu coração. Ele me disse: Vc tanto fez que conseguiu né mãe…fingiu que deixou mas ficou aqui do lado só me dizendo coisas pra me deixar com vontade de vir pra cá. Eu respondi…ué…vc veio por que quis…mas na verdade eu ficava contando que os primos estavam se divertindo muito lá…que o avô queria vê-lo, que tínhamos encontrado uns amigos do Condomínio antigo e todos estavam afim de revê-lo…fiz de tudo mesmo..até que ele foi e ficou com a gente. Na verdade…percebo que as mães são sempre iguais…e eles também. As palavras da usa filha, ainda são as palavras de filhos de hoje, de mães como nós…Eu costumo dizer que para protegê-los, vale tudo…muitas vezes eu arrumava uma encrenca com ele só pra deixá-lo de castigo (que ele não leia)…assim ele ficava p. da vida, mas estava ali, no quarto de cima…no máximo reclamando de mim na net ou no nextel com os amigos…mas dormíamos todos em segurança. Desculpe te contar tanta história…é que fui contar a Frederico sobre essa coisa monstruosa que esses bichos fizeram a sua filhinha e acabei lendo aqui. Sabe…eu me lembro muito bem de tudo que aconteceu naquela época…eu estava grávida de 6 meses desse meu filho Sergio… e morava em Bento Ribeiro…acompanhava a novela e sempre sonhei em ser atriz, o que vim a me tornar anos mais tarde, já depois dos meus filhos serem atores…me lembro que estávamos eu e uma amiga que trabalhava com minha família,a Zezé, que faleceu agora em outubro de 2011, já velhinha…Lembro que nós duas estávamos na sala qdo ouvimos na Tv a notícia da morte da sua filha, ainda sem suspeitos…eu olhei para ela e disse…aposto que foi esse ator Guilherme de Pádua que faz o namorado dela na novela, esse cara tem uma cara de maluco…só pode ser ele…quem faria isso…do jeito que encontraram a menina parece o comportamento dele na novela..ele qdo faz essas cenas com ela parece muito profunda. Horas seguintes, veio a bomba…e a Zezé me disse: Sua boca não é mole…bem que vc falou. Não sei porque me ocorreu isso naquele momento onde ninguém poderia imaginar que um cara fazendo uma novela sua, no auge de uma promissora carreira jogaria tudo fora de uma forma tão absurda e cruel. Sei que nunca esqueci isso…e hoje meus filhos são atores também…e chorei com a notícia da morte do Kemeron, assim como chorei e ri lendo seus bilhetes e o da Dany. Assim como na época nunca poderia imaginar que meus filhos se tornassem atores, apesar de eu gostar muito, nossa realidade era muito longe das telas…minha família nunca imaginou ter alguém famoso por perto e então hoje eles são o orgulho da gente. Fiz minha faculdade e qdo terminei estava com 40 anos…mas tirei meu certificado e registro de atriz…embora seja um sonho…eu realizei. Estou contando toda essa história porque tudo isso que aconteceu hoje com esse menino é o que vivo dizendo ao meu filho qdo vai sair com amigos, ou a praia…qdo ele fez um cruzeiro aos 18 anos eu quase morri pois não conseguia contato no tel dele e ele, muitopão duro só me ligou duas 3 vezes do navio…porque dizia que a ligação era muito cara, rs. Nossa eles não sabem o que a gente passa…eu sinto muito por vc e muitas mães como nós, que amam seus filhos e os cercam de amor e carinho. Peço a Deus por meus filhos todas as noites e peço que ele tenha juizo e sorte também…porque eles são meninos de ouro, mas a maldade do mundo é muito grande e por isso a gente cuida. Um dia queria poder te dizer isso pessoalmente…mas acabei descobrindo aqui uma forma de lhe contar…que naquela noite que sua filha morreu eu tive um pressentimento certeiro que tinha sido esse troço de gente que havia feito isso com ela…e eu estava grávida do meu filho…que hoje é ator também. Um beijo no seu coração e outro pra tantos que perderam seus filhos precocemente, assim como o Heleno e sua família que perderam seu lindo filho de 19 anos hoje. Um beijo no seu coração…a sua dor nunca foi e nunca será esquecida por ninguém que conheceu a sua história…até meu filho de 9 anos disse: Que cara imbecil, fazer uma coisa dessa qdo estava começando a fazer sucesso…parece até o Bruno (Goleiro). Pra vc que uma criança…de apenas 9 anos que também é ator e sabe da dificuldade dessa carreira teve discernimento pra entender a oportunidade que esse idota teve e destruiu…sem contar que ele viu a foto da Dany e achou ela linda…parecida com a Stephanie Britto. Fique com Deus e eu tô sempre na luta apoiando mesmo de longe todas as mães que tiveram precocemente seus filhos arrancados da vida. Fica em paz…talvez um dia eu possa lhe dizer pessoalmente! Glaucia Vic

  14. Lilian 06/01/2012 at 12:29 pm #

    ….dá uma dor no coração de ler estes bilhetes… A Glória cuidou tão bem de sua filha Dany, se preocupando até com essa viajem que a filha foi, pra depois chegar esses monstros e tirar sua vida sem ninguém poder fazer nada por ela, para a tirar das garras desse malígno….a justiça da terra infelizmente é falha, mas a de Deus nunca é, e aqui se faz e aqui se paga….
    a Dany estará sempre viva em nossos corações, nas nossas lembranças!!!

  15. Eduardo 03/01/2012 at 4:16 pm #

    Oi, Glória! Conhecí este site hoje, 03/01/12. Gostaria de lhe perguntar se a Daniela gostava de brincar com pulseiras suas quando criança e, se teve algum bicho de pelúcia ou algo do gênero, como o chamava. Beijo grande.

  16. Palewa 01/01/2012 at 6:01 pm #

    Eu queria não só mais fotos, como também mais vídeos e escritos da Dany. Adoro tudo dela, impressionante! Parece que renova as minhas esperanças. Até esqueço que a própria Dany foi vítima de uma tragédia, por uns instantes… de tanta energia boa que cada coisa que vejo dela me passa. Atualiza mais Glória, por favor. Sempre quis ver mais fotos dela com vc e dé trabalhos na época da Yasmin. Eu amo aquele ensaio de fotos dela com véu na cabeça, o enrolada numa toalha ou roupão branco com cabelos molhados e outro dela de top preto e short jeans curto.

  17. patricia 31/12/2011 at 8:31 am #

    Relacionamento entre filhos é muito importante.o amor que gera dentro da gente é o fruto de um boa relaçao familiar
    a uniao é´mais emportante que tudo.ha muita gente que sofre
    com essa falta de atençao,carinho,apoio e compartilhaçao
    cada vez que vejo compriendo ainda mais sua saudade por Dani.acredito que apezar de tudo a ligaçao etre vc e sua filha
    jamais se perderar (laços)seguro torço por vc thau!

  18. Milane 22/11/2011 at 12:52 pm #

    “você não vai perder a sua filha pro resto da vida”…Tadinha…lamentável realmente isso o que aconteceu, mas ela te deixou lembranças maravilhosas que muitas filhas que passam a vida toda com a mãe não deixam. Momentos eternos, felizes, espetaculares…Momentos de família, mãe e filha…é maravilhoso ser mãe de uma mulher…eu sou mãe de uma e é uma cumplicidade enorme.

  19. Beatriz 04/10/2011 at 1:56 pm #

    Olá Glória,
    tenho 41 anos, sou de BH. Nasci em 19 de agosto de 1970. Como vê, eu sou exatamente 9 dias mais nova que a nossa Dany e me lembro muito bem daquele dia. Fico imaginando como ela seria hoje, aos 41 anos, se teria filhos como eu, se seria uma grande atriz, como muitas de sua geração…
    Foi com lágrimas nos olhos que constatei através dos bilhetinhos,que sou como você, e minha filha de 17 anos é como ela: eu, super protetora e ela, tão linda e espetacular…você é um exemplo de força, fé e coragem para todas as mães. Você também é espetacular!!
    Deus deve se orgulhar muito de você…

  20. Maria Gorete Cezar Monteiro 23/08/2011 at 2:13 am #

    Olá querida Glória. Sempre que penso em dor e superação, lembro de nós. Sim nós, mães e mulheres, que matam leões todos os dias num universo de coragem feminino. Eu também tratei um câncer de mama em 2009, e ha sessenta dias perdi minha neta Sofia de dois anos, com um câncer no cerebelo. Ainda estou tentando lidar com essa perda e a saudade dela. Pensei em você e na sua garra.Pois nunca esqueci do dia em que perdemos a Daniela. É para sempre. Abraços.

  21. Ana Clara 23/08/2011 at 1:10 am #

    Não há nesse mundo nada mais lindo e mágico do que o amor de uma mãe por um filho.
    Eu pessoalmente acredito que a morte não apaga esse vínculo,ele é eterno…

  22. Marcella 22/08/2011 at 11:51 pm #

    Como ela era amavél.A imagem que ela sempre me passou foi a de uma moça carinhosa,e estou vendo que não estava errada.

  23. Irene Ribeiro 12/08/2011 at 12:06 am #

    Glória, se puder posta mais aqui, adoro ler escritos da Dany, eu gostaria de ler algo que ela tenha escrito para o marido, se possível pode ser os bilhetes que ela escrevia para ele e deixava na porta da geladeira, pelo menos um deles, ou qualquer coisinha que ela tenha escrito para ele, enriqueça mais os escritos da Dany aqui no blog Glória, por favor. Obrigada.
    Saudades dela e deste blog, mas agora na nossa loja só se pode operar sites de trabalho, foi bloqueado, e como passo grande parte do tempo na loja, quase não entro mais em alguns sites. Agora, nunca esqueço a Dany mesmo.

  24. Ivonete Moreira 11/08/2011 at 10:59 am #

    Lendo as cartinhas ouvia como se fosse a voz da Dany narrando,,,SAUDADES infinitas dela, gracias a esse blog me sinto mais perto dela…tenho agora 29anos e adoro ela desde que tinha 8 anos, amava sua dança, minha mae teve que me colocor em classe de balé porque eu queria ser como ela.
    Estaras eternamente em nossas vidas te amamoooosss..

  25. Aline Escorsin 01/08/2011 at 6:04 am #

    Chorei quando li a última cartinha que você postou, Glória, pois me lembrei de minha mãe, que não está mais aqui… Exatamente o mesmo tipo de preocupação e a resposta da Daniella, exatamente como eu respondia às preocupações de minha mãe… Amor demais, não é?

    Aline Escorsin.

  26. Palewa Merçon 28/06/2011 at 6:56 pm #

    Exatamente, Megg. Não sei como elas suportam com tanta firmeza isso tudo. Eu por muito menos fico mal, não suporto me sentir injustiçada. Não lido numa boa com isso nao… ate me considero uma pessoa forte, mas acho que desabaria no lugar da Glória. Por isso quando sofro qualquer injustiça, foco pensamento na Dany e na Glória. De certa forma isso me dá mais força, me consola.

  27. andreia 28/06/2011 at 6:13 pm #

    GLORIA POR FAVOR SEMPRE QUE PUDER POSTE FOTOS DA DANY E TB VIDIOS DELA COMO YASMIM,ADORO A DANY

  28. Megg 24/05/2011 at 12:59 pm #

    Perlla fiquei tocada com o bilhete do seu filho, deve ser uma dor indescritível, não sei como pessoas como vc, Glória suportam tudo isso, a impunidade, as difamações… isso é heróico a meu ver.
    A Dani era uma moça muito sensível, especialíssima, essa parte do blog, realmente cumpre direitinho o papel de resgatar sua humanidade, muitos disseram o que quiseram dela, sem o menor conhecimento de causa, sem conhecer nada da sua vida, da sua personalidade, leviandade pura. Por isso procuro ao máximo divulgar este espaço tão especial e que nos permite conhecer melhor sobre o crime e sobre essa moça que estava “diluída nos autos do processo”, tendo sua humanidade resgatada. Sabe mais da Dani (já sabia bastante), foi ótimo.

    Abraço a todos.

Leave a Reply

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes