A sentença de Guilherme de Pádua

A defesa lançou mão de todos os recursos para adiar o julgamento. Só 5 anos depois aconteceu o Juri: durou tres dias. Na época, se a pena  fosse maior que 20 anos, havia automaticamente outro Julgamento!  Para evitar  isso, os juizes costumavam substituir a pena máxima (30 anos) por 19 anos e alguns meses.
O reu Guilherme de Pádua Thomaz Foi denunciado, pronunciado e libelado como incurso nas penas do art. 121 § 2 º, inciso 1 e inciso 4 do Código Penal Brasileiro, por ter no dia 28 de dezembro de 1992, no período noturno, em local erno existente na Barra da Tijuca, nesta cidade, fazendo uso de Instrumento pérfuro-cortante, desferindo golpes em Daniela Perez Gazolla, causando-lhe, em conseqüência a morte, conforme descrito conforme no auto de  exame cadavérico de fls. 59/60.
A acusação ainda envolve as qualificadoras do motivo torpe e recurso  que impossibilitou a defesa da vítima.  (...) Formulados quesitos, conforme termo próprio, o conselho de sentença acolheu integralmente a pretensão acusatória.Em face da decisão soberana dos senhores jurados, julgo procedente a pretensão punitiva estatal e condeno o reu Guilherme de Pádua Thomaz nas penas do art. 121, incisos 1 e 4 do Código Penal. (...)
A conduta do reu exteriorizou uma personalidade, violenta, perversa e covarde, quando destruiu a vida de uma pessoa indefesa, sem nenhuma chance de escapar ao ataque de seu algoz, pois, além da desvantagem da força física, o fato se desenrolou em local onde jamais se ouviria o grito desesperador e agonizante da vÌtima. Demonstrou o reu ser uma Pessoa inadaptada ao convívio social, por não vicejarem no seu espírito os sentimentos de amizade generosidade  e solidariedade, colocando acima de qualquer valor sua ambição pessoal.
Diante destas circunstâncias, onde se acentuam intenso grau de culpabilidade, impõe-se uma resposta penal condizente com a exigência da necessidade e suficiência para a reprovação e prevenção do crime (...) O acusado, em que  pese sua personalidade antes retratada é primário.Nestas Condições fixo a  pena base em dezenove anos de reclusão tornando-a definitiva, ante a ausência de  circunstancia legal ou causa especial que justifique sua alteração.
Condeno, ainda, o reu a pagar as custas do processo.O regime prisional para o inicio do cumprimento da pena é o fechado. Recomende-se o reu à  prisão onde se sncontra, porque lhe nego o direito de recorrer em liberdade, Pelas razões de sua custódia preventiva e tambem por força desta  condenação.Transitada julgado, lance-se o nome do reu no rol dos culpados e expessa-se  carta de sentença.Publicada nesta Sessão Plenária, intimadas as partes, registre-se e comunique-se.
Rio de Janeiro, em 25 de janeiro de 1997
José Geraldo Antônio
Juiz Presidente
Compartilhe
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

, , , , , ,

186 Responses to A sentença de Guilherme de Pádua

  1. Kelly Cristina Leal 12/08/2011 at 4:58 am #

    Sabe Palewa, até que a questão da minha filha já tenho bem resolvida hj em dia, ela é a minha lembrança mais particular. Glória é um exemplo.
    A minha síndrome do pânico tá dentro de mim, mas digamos, tô controlada, retomei minha vida e estou mais forte, me sinto assim.

  2. Palewa 12/08/2011 at 4:35 am #

    Não há nada mais importante para mim que justiça. Sempre tive isso muito forte em mim, desde pequena. Tanto que hj tambem me tornei anti-cristianismo pq nao acho justo falarem que pessoas vao pro inferno por nao aceitarem ou nao creem em Jesus. É algo egoista de se proclamar e que tem causado muitas revoltas mundo afora por causa do fanatismo. Fora as outras coisas que sabemos a respeito do cristianismo, neh? O passado é negro! Boa parte da minha racionalidade e segurança devo ao ateísmo e tudo que venho debatido com outros ateus. Falam que nós ateus somos vazios pq nao temos no que nos agarrar quando passamos por dificuldades… ledo engano! Eu me agarro na minha esperança, nos meus amigos e familiares. O que os cristãos tempara se sentir seguro? Coisas abstratas como fé, um deus invisivel e a promessa de bonança pós morte num paraíso?! Dispenso esse tipo de “segurança” barata e perigosa. Mas respeito quem acha que isso é a melhor e unica coisa no mundo. Tenho postado muita coisa no meu blog ultimamente, ate alguns desabafos… rs
    Sinto coisas boas em relaçao a vc tambem, Kelly. E devemos ser assim: justas, nao ter medo de opinar sobre o assunto que seja, pois é um direito e dar a volta por cima sempre. Tambem já passei muitas coisas ruins na vida. E esse ano de 2011 nao tem sido bom ate agora para mim, mas continuo forte e feliz com a vida. Tem tanta gente passando coisa pior, veja agora o caso do Gianechinni com cancer. Imagina a luta que ele vai ter que vencer daqui para a frente, e um rapaz tão jovem talentoso e bonito. Sei que vc ainda sente muito a morte da sua filhinha, tenho tantas coisas para conversar com vc que nem imagina. Escreve um mail para mim sim, vou adorar. Amo trocar ideias, experiencias e dar e receber conselhos. Sei me colocar no lugar dos outros, ate dos que acho errados.
    Vc vai sair dessa de sindrome do panico, mas para isso basta acreditar mais em vc mesma. Eu as vezes fico assim tambem, meio com medo de tudo, de gente e da rua. Mas para sair dessa vc precisa encarar e sair mais de casa, a conversar mais com amigos, a desabrochar mais para a vida. Nada pode trazer sua filha de volta, vc já teve seu tempo de luto, agora é hora de seguir em frente. Se essa menina pudesse falar com vc, com certeza ela diria para vc ser feliz e não ficar lamentando nada. Aconteceu, não tem mais o que fazer. Vc terá filhos lindos ainda, que vao te ajudar a amenizar a dor. Veja a Dany, queria tanto viver e lhe tiraram esse direito. Nós duas, por mais problemas que tenhamos, ainda estamos vivas para mudar as coisas. Entao pq nao acreditar mais na vida, pq nao buscar a felicidade? Eu tô tentando incansavelmente, lembrando sempre que a felicidade sao momentos. Não dá para ser 100% feliz. Senao nem teria graça! rs

  3. Kelly Cristina Leal 12/08/2011 at 4:14 am #

    Palewa, vou te mandar um email, vc me conhecerá melhor e vice-versa.
    Além da perda da minha filha aconteceram tantas coisas, e eu cresci muito, é como a Dany disse uma vez, que a gente aprende com as porradas da vida que leva. Bem, cada um aprende de um jeito, outros nada aprendem, o fato é que hoje sou mais decidida, mais forte e nem ligo pro que pensam de mim, largo o que me faz mal, sou o que sou. Já fui muito reprimida, depressiva, dependente. Hj sou segura.

  4. Kelly Cristina Leal 12/08/2011 at 4:01 am #

    Palewa, eu to sem face, twitter, eu deletei tudo na época que sofri ciberbulliyng, isso juntando com uma péssima fase que eu tava ainda tbm não recuperada totalmente da síndrome do pânico, mas vou refazer tudo e tbm gostaria de te conhecer mais pois vc diz o que pensa e me passa ser uma pessoa justa. Tive uma ótima impressão sua.
    Já notei por exemplo vc aqui sendo solidaria a pessoas que comentaram que sofreram perdas violentas. Gostei de te conhecer.

  5. Daniela Galvão 12/07/2011 at 5:12 pm #

    Muito bom o blog Glória, parabéns, vou divulgar bastante. Depois vou voltar e ver mais. A sua luta foi incrível, pena que as leis sejam muito falhas, mas te falo que sem seu esforço eles não teriam nem sido presos. Tem que lutar, correr atrás, as vezes me sinto de mãos atadas e nem sei por onde começar. Eu já há muito tempo escrevi para o congresso. Se cada um fizer sua parte. Tenho um ideal tão forte de ao menos um país melhor, mas é tão distante. Faço parte da associação de moradores do meu bairro e ali tento batalhar em tudo que acredito, mas queria mais. Mas meu marido diz que sou uma sonhadora, romântica, mas que tento poxa.
    Sei que pode ser uma bobeira mas ainda acredito em mais justiça, humanidade, tabus estão se quebrando, hoje em dia por exemplo homossexuais tem seus direitos, mulheres mais tratadas de igual pra igual. Então na minha visão vai caminhar pra melhor. Abraço!

  6. indira 12/07/2011 at 2:48 pm #

    Eu tb gostaria de ir ao lançamento do livro mas nao moro no Brasil. Só espero que o livro seja lançado em outros paises tambem.Se for lançado só no Brasil vou ficar muito chateada!

  7. Palewa Merçon 12/07/2011 at 5:32 am #

    Eu tambem já estive no fundo do poço, Kelly. E nao foi Deus nenhum que me ajudou, nem religião. Fui eu mesma, meus amigos e família. Tambem medicos. A principal força esta dentro de nós. Eu era mais fragil quando acreditava que tinha um Deus amoroso olhando por mim. Sempre me decepcionava, pq por mais que eu rezasse, pedisse e cresse… as coisas ruins aconteciam quando tinham que acontecer, como na morte de um tio que era um pai para mim. Aí questionava a Deus, e os lideres das iogrejas questionavam minha fé no criador. Mas tenho certeza que naqueles momentos tive total confiança em Deus. E de que adiantou? NADA! E a culpa ainda foi minha? Absolutamente NÃO! De nada adianta pensar positivo, orar, ter fé… o que vale é a gente correr atras, buscar apoio em quem nos ama e amamos.
    Nossa, estou adorando dialogar com vc, Kelly. Adoraria conhece-la mais a fundo, pois pensamos muito parecido. Eu, vc e Gabriel pensamos parecidíssimos. Vc tem facebook, Kelly? Twitter? Meu mail pessoal é palewatayssa@yahoo.com.br, me escreva contando mais de vc, da sua perda… sabe, eu já passei por muita coisa ruim na vida, ainda tô passando… mas continuo firme e forte. Não sou amargurada como a moça do outro post me rotulou, só pq posto abertamente aqui nao crer em Deus. Mas tudo bem, não ligo. Estou acostumada. Deixo muito bem explicado aqui pq nao creio e acho que nao demonstro amargura, rebeldia sem causa, pirraça ou infelicidade. Nada a ver esse tipo de comentario maldoso! Quem me conhece sabe que sou bem espontanea e alegre. E não preciso provar nada para ninguem! O onus da prova é de quem alega…
    Sabe Kelly, eu já me decepcionei bastante com pessoas que eu pensava que eram minhas amigas, e no entanto, aqui na net, vira e mexe conheço pessoas que acabam se tornando grandes amigas. Gostaria muito um dia ter oportunidade de conhecer alguns de vcs aqui pessoalmente. Podia ter um encontro do pessoal do blog, neh? Ou no lançamento do livro da Gloria sobre a filha… não vejo a hora! rs

  8. Kelly Cristina Leal 12/07/2011 at 3:49 am #

    Pois é Palewa, já fui até o fundo do poço e voltei. Muita gente me deu a mão e me puxou. E não era de verbalizar meu sofrimento. Tudo dentro de mim.
    Sim eu li a bíblia e faz tempo,muita coisa nem lembro, mas eu lembro bem do lance do primogenito que vc citou, e lembro que achava muita coisa estranha e chocante, sacrifícios…
    Seus comentários tem coerência, bom debater com quem expõe bons argumentos, e vc sabe né que é MUITO QUERIDA aqui no blog e está sempre interagindo com muita gente aqui.
    Realmente é o que vc citou, aqui há debates com muito respeito e espero que continue sempre assim. Já tivemos muitos debates sadios com opiniões divergentes. Aliás, vamos aparecer galera. 🙂
    É maravilhoso o espaço, adoro, me faz bem. A Dany era puro amor, energia gostosa, a Glória uma guerreira. Vindo delas nada poderia ser diferente.;)

  9. Palewa Merçon 12/07/2011 at 12:33 am #

    Nenhuma religião tem lógica, Kelly. FATO! Queria tanto que tudo isso fosse debatido numa novela. Seria super interessante, um tema rico.
    A bíblia é tão ridicula que chama nós, ateus, de malditos do inicio ao fim. O pior castigo no julgamento final está reservado a nós, os incredulos. É tão bizarro que Deus nao está nem aí se formos bons ou justos, não crer nele para ele é o que há de mais terrível. Engraçado que o livro tambem deixa claro que é Deus que nos cega para nao conseguirmos crer nele. E ainda assim seremos punidos! Isso tem nexo, por acaso?!
    E que Deus é esse que só é bom se os filhos puxarem o saco dele, ficar louvando ele, lendo o livro dele, orando, jejuando, etc.? Que pessimo! Parece uma escravidao! Eu quando faço o bem a alguem, o faço pq tive vontade, pq gosto e tambem pq me faz bem. Não peço nada em troca. Não cobro que me agradeçam. Mas Deus quer que o idolatrem o tempo todo. Ele é prepotente na biblia lembrando o tempo todo que ele é o Senhor, ameaçando o tempo todo de infligir castigos terriveis a quem fizer questao de esquecer disso. Isso que chamam de um Deus de amor?! Tem uma parte que fala que ele detesta mais o pecador que o pecado. E nao foi ele mesmo que decidiu que já nasceríamos em pecado? Aff! Vc já leu a biblia toda, Kelly?
    E a historia do faraó em Exodo? Que horror! Depois que Deus endureceu o coração do faraó, ele mata todo primogênito entre as crianças egípcias. “Quando ele acabou não havia uma casa onde não havia um morto.” Depois disso, não satisfeito com tantas mortes, ele mata o primogênito de todos os animais também. Depois Moisés ensina aos israelitas para que sacrifiquem a Deus “todo primogênito” para comemorar o massacre divino das crianças egípcias, – todos os machos. Isso é bom?! “O SENHOR é varão de guerra.” Realmente, julgando seus atos no Velho Testamento, ele é um monstro bélico! E quando Deus dá instruções para matar animais. Ele diz que se fizermos tais sacrifícios em “holocausto”, ele nos abençoará por isso. Que tipo de mente seria agradada pela matança de animais inocentes? “O que sacrificar aos deuses e não só ao SENHOR será morto.” Se esta ordem fosse obedecida, então deveriam ser mortas as quatro bilhões de pessoas que não acreditam no deus bíblico!
    Em Levítico fica claro que atos homossexuais são uma abominação a Deus. Engraçado que assassinar uma moça indefesa como a Dany é perdoável facinho. Em Romanos está escrito que homossexuais (aqueles “sem afeição natural”) e os seus simpatizantes (aqueles que “consentem”) são “dignos de morte”. Nos livros de Timóteo diz que homossexuais são incluídos na lista de Paulo das pessoas sem lei, desobedientes e profanas. Paulo diz “que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos” aos “sem afeto natural”. Fundamentalistas dizem que isto se refere a homossexuais.
    Abraão implora para que Deus não mate todos em Sodoma e Gomorra. O que é estranho, já que mais tarde Abraão nem mesmo questiona o pedido de Deus para que ele mate o próprio filho. Ele faz duas boas perguntas para Deus: “Destruirás também o justo com o ímpio?” e “Não faria justiça o Juiz de toda a terra?” Ló se recusa deixar dois anjos a mercê de um bando de pervertidos, e ao invés disso, ele oferece as duas “filhas virgens”. Ele diz para o grupo de estupradores: “fareis delas como bom for nos vossos olhos.” Este é o mesmo homem que é chamado de “justo” o tempo todo.
    Levítico é um livro repugnante. Ali Deus descreve os tormentos que ele planejou para aqueles que o desagradam. Os habituais: pestes, febres ardentes que consumirão os olhos, etc. mas ele reserva o pior para as crianças. Ele diz que “semeareis debalde a vossa semente, e os vossos inimigos a comerão”, “enviarei entre vós as feras do campo, as quais vos desfilharão” e “comereis a carne de vossos filhos e a carne de vossas filhas comereis.” Credo, neh? Isso é legal e louvável mesmo?! Eu nao aguento. E ainda falam que a biblia é um cogigo moral para nos?! Não sei como os cristaos conseguem achar essas coisas desculpáveis e justas. Entao eu nao sei o que é ser justa, definitivamente. Só pq Deus é o criador, ele tem o direito de fazer o que bem quiser com suas criaçoes: afogar, tacar fogo, etc? Fala serio! 😀

  10. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 8:37 pm #

    Sobre o que vc citou abaixo sobre gays e ateus. Até homossexuais sofrem preconceito no fundo iniciado por dogmas religiosos. O caráter pouco importa. Ainda sim há preconceito incubado. E se a bíblia renega gays então pq deus permite que haja que gosta do mesmo sexo, ou os bissexuais? Ah o livre arbítrio, o mesmo que faz com que ateus sejam malditos…

  11. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 8:27 pm #

    Se não me engano, na revista tava que Dany e a mãe eram irmãs em outra vida. E Guilherme e Paula renegados em outra vida, não lembro quase nada nada, mas era mirabolante e viajante. E tb já vi uma pessoa dizer que ela, Dany teria de viver 60 anos ou 62 sei lá e vai ficar vagando até o dia em que morreria.
    isso é mirabolar um crime bárbaro, um ato cruel e desumano. Ah pro meu caso tb já ouvi cada uma…

  12. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 8:14 pm #

    Isso mesmo Palewa, disse tudo e mais um pouco. Que evolução espiritual é essa que mais parece uma vingança eterna, espiritos que passam a eternidade toda resgatando karmas. A revista que vi dizia muita coisa que nem lembro, mas que em outra vida Dany era avó da Paula, mãe do Guilherme algo assim. Pensando assim então eles não são terriveis, apenas cumpriram um karma. “Tinha que ser”. Então eles cumpriram direitinho o karma e evoluiram? Por isso não vejo lógica em religiões, me perdoem os que creêm mas não dá pra mim. Sou atéia, não deixo de ter humanidade por causa disso, tenho defeitos e qualidades, e procuro contribuir com o mundo com uma palavra amiga, um gesto solidário, me compadeço da dor alheia e o que importa é o caráter justo, o discernir do certo e errado e não passar por cima da dor alheia com palavras causadas pelo fanátismo de muitos, não todos claro, mas muitos, infelizmente.

  13. Palewa Merçon 11/07/2011 at 7:10 pm #

    Bem dito, Kelly. Esse tipo de comentario conformista nas horas dificeis machuca mesmo. Pelo menos com nós duas é assim que sentimos, neh? Eu detesto que fiquem atribuindo tudo a Deus perto de mim. Fico irritadíssima! Pior é os que atribuem o mal ao Diabo. Tinha vizinhas que viviam culpando o demônio de tudo. Fala serio! Meninas novíssimas o dia todo, perdendo tempo, levando um papo ridiculo desses, temendo essa fantasia. Eu perguntava a elas, nao resistia: “Mas nao foi o bom Deus que criou o inferno e Satanás tambem?” 😀
    E no Espiritismo, que prega a reencarnaçao e o carma, falam bem isso mesmo. Que pagamos nessa vida por erros de vidas passadas. É justo pagar pelo que nem lembro que fiz?! Acho que só aprendemos quando sofremos as consequencias dos erros que bem sabemos que cometemos. E se já nasci com um carma, de que adianta eu ter esperança de mudar a minha vida?! A lógica acaba sendo a mesma do Cristianismo, se um mal te acontece é pq vc o merece por alguma razão, mesmo que nao seja dessa vida. Já ouvi tambem muitos kardecistas afirmarem que Daniella e Gloria deviam ter feito mal ao Guilherme e a Paula em outra vida, e os dois cobraram nessa. Eu hein! Entao nunca vai ter fim isso? Na proxima vida a Dany vai matar os 2 para se vingar da forma que eles a mataram nessa vida, por acaso? Que raio de evolução espiritual é essa?! Eu, sinceramente, nao acredito em nada disso. Nem em cartas psicografadas, ou que tem espirito de gente morta andando por aí, etc. Para mim nada disso tem base. Nada é concreto para que alguem possa dar 100% de certeza. Não passam de suposições.
    Não sei se a vida acaba apos a morte e nem estou preocupada em saber. Se acabar, tudo bem. Foi bom enquanto durou. Vou procurar ser feliz nessa existencia, pois ela sim é bem real. E já tenho coisas demais para me preocupar na minha vida, para ficar esquentando a cabeça tentando descobrir para onde vou quando morrer, ou ter medinho de inferno e castigos divinos… se com a morte tudo chega ao fim, que assim seja! Não vou estar mais viva mesmo para sentir isso… rs

  14. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 6:31 pm #

    É verdade, não são todos mesmo mas as vezes, poucos que falam asneiras, queimam uma classe, conheço muitos que não são fanáticos e com esses consigo lidar.
    Em hrs de dor, angustia, desespero, tudo o que não se quer ouvir é que deus isso, deus aquilo, que ele escreve certo por linhas tortas, ou um monte de blábláblá seu fundamento.
    Isso só serve pra machucar.
    Toda religião tem uma explicação prónta mesmo Palewa, sobre Dany já li uma revista de que ela morreu assim pq tinha algo a resgatar com Guilherme e Paula, um karma de outras vidas. Ou seja, eles apenas resgataram um karma, então eles cumpriram uma missão? Ah não.

  15. Palewa Merçon 11/07/2011 at 5:45 am #

    Acredito sim, Kelly. Claro que nao podemos generalizar nada, pois esse tipo de crente é um fanatico. E para esse tipo de crente, Deus é perfeito e 100% justo. Deus não erra, não faz o mal, só permite que ele aconteça por alguma razão… então, se algo errado acontece com vc, provavelmente é pq vc fez por merecer ou pq vc não tinha fé o bastante para Deus te livrar. Simples assim! E isso é muito bom, muito legal, muito justo! Aleluia! Dai glória a Deus! Amem! Hurra! Santa justiça! :-p

    Se deus existir, e aparecer na minha frente… ah, pode apostar que vou esgotar minha cota de palavrões. Vou provar para ele e para mim mesma, que nao tenho educação nenhuma! 😀

  16. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 3:00 am #

    Um filho não, dois. E a assassina da filha dela teve dois filhos. Justo?

  17. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 2:38 am #

    Bem lembrado Palewa sobre o câncer. E se foi a mágoa quem lhe causou o câncer foi Deus por permitir a morte de seus 2 filhos, uma assassinada? Acredita que já li que se ela perdeu 2 filhos deve ser pq mereça isso? Foi dito por um evangélico, um absurdo então, deus achou que ela fez por merecer e decidiu que ela perderia um filho. Bom esse Deus não?

  18. Palewa Merçon 11/07/2011 at 2:15 am #

    E ela ainda teve um cancer na epoca da novela Caminho das Indias, ainda ouvia os cristãos dizer que a doença veio pq ela é amargurada pela morte dos 2 filhos… era para ela ter ficado feliz, por acaso?! E esse deus tao bom, justo e poderoso nao podia evitar a doença da Gloria? Já que ela já sofreu tanto na vida… impressionante! As pessoas ficam egoistas por causas dessas crenças incoerentes, mas nao percebem isso. Falam essas tosquices, chamam a Gloria de mundana, como se isso fosse muito bom e justo. Tudo pq ela nao é capaz de perdoar o assassino da filha. Aí o cancer tá justificado! Argh! Eu fico assustada mesmo com essas coisas! 😮

  19. Palewa Merçon 11/07/2011 at 2:11 am #

    Exatamente, Kelly! Deus nenhum pode confortar mães que perdem filhos; ainda mais um que perdoa assassinos, mas nao aceita gays ou ateus… 😉

  20. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 1:38 am #

    E o guilherme chegou a dizer que o mesmo Deus que o perdoou, lhe restaurou vida, é o mesmo que pode fazer a mãe que perdeu a filha fazer coisas maravilhosas, esse mesmo Deus poderia tb restaurar a vida da Dany né que tal. E como se não bastasse ter a filha assassinada, perdeu um filho, sofreu de novo a perda de um filho, vítima de uma doença.

  21. Kelly Cristina Leal 11/07/2011 at 1:24 am #

    Nada fará um assassino ser um ex assassino. E o coração de um mae que perdeu um filho nunca será confortado por Deus algum.

  22. Palewa Merçon 11/07/2011 at 1:12 am #

    E quando falamos que a Bíblia é cruel em alguns livros do antigo testamento, dizem que ele não deve ser considerado? Pq não? Isso não é justo. É tudo ou nada. Se o bem é deus quem providencia, coerentemente, o mal também. Ah, esqueci. Religião não tem coerência. Desculpem! 😀

    A bíblia é TODA cruel e repulsiva. FATO! E dane-se Deus! 😡

  23. Palewa Merçon 11/07/2011 at 1:03 am #

    EU HEIN! FICO CHOCADA COM TANTA MALDADE GRATUITA, COM TANTO DESRESPEITO. Todos deviam nascer sabendo o que é se colocar no lugar do outro. Aprender desde cedo a não apontar o dedo sujo para o erro alheio. Não julgar baseado em percepções limitadas e obviamente falhas, ou sem dar o direito de defesa antes… agora assassinato de forma fria e por motivo torpe, nao dá para perdoar facinho assim nao, por mais que todos nós pequemos, nem se compara neh? Fala sério, sarcasmo e ironia me acompanham só quando preciso fazer uso dessas armas para me defender, pois não apóio nenhum tipo de maldade. Odeio tudo que é cruel e que ameaça a paz e o bom convívio entre as pessoas. E o cristianismo prega mais egoísmo e conformismo que amor. Nem precisam ler a biblia toda para notar isso. Já basta nos culparem pela crucificaçao de Jesus. Ora, nao foi ele que quis descer na terra para ser morto? Entao pq eu sou a culpada? Que macabro! Dizer que um homem bom morreu por mim daquela maneira… tenho que ficar feliz com uma morbidez dessa? Ser agradecida? Pq agradeceria se ainda corro risco de ir pro inferno pelos meus pecados que ele morreu na cruz para me livrar? Morreu para nos livrar, mas ainda nao estamos livres? Isso tem nexo, por acaso? Fala serio!

  24. Kelly Cristina Leal 10/07/2011 at 10:56 am #

    Eu detesto quando falam que não devemos julgar que todos temos pecado. Uma idiotisse, coisa de alienados.

  25. Kelly Cristina Leal 10/07/2011 at 4:38 am #

    Pois vejam que coisa linda, que pensamento mais justo e generoso, a Dany morreu, já era e nada pode ser feito a respeito disso e mais, pra esses fanáticos religiosos, a Glória deve seguir a vida, deixar de pensar na filha que teve e que foi trucidada aos 22 anos, esque.cer a morte estupida, as ofensas, difamações, o desdém e se calar, fingir que nem está vendo cada vez que o assassino de sua filha quiser aparecer, se exibir, ela deve se calar pq já cumpriu a pena, Deus o perdoou e por isso deixou de ser assassino. Mas talvez Glória o perdoe ainda. Se ele voltar ao tempo e deixar a filha dela viva como ela tinha o direito de estar.

  26. Margot Ramos 10/07/2011 at 3:38 am #

    Qdo me perguntam sobre meu ateísmo e falo da incoerência da existência d deus, há quem diga q “deus não precisa coerência, eh o mistério da fé”, nunca há uma explicação plausível, com alguma lógica. Q raio d deus q protege alguns a outros não, q ouve tudo, vê tudo, tá em todos os lugares, eh altamente poderoso e não resolve os problemas do mundo q criou.
    Se nascemos com a “herança” do famoso “pecado original” pq somos culpados d sermos “pecadores”!? Aliás não sei q culpa temos se a Eva comeu do “fruto”, depois colocando Adão “a perder”. E se Jesus, filho d deus, mas q ao msm tempo eh o próprio deus morreu na cruz para nos salvar, então todos deveriam ir pro céu, independente do q fizeram. Enfim são tantas questões sem lógica q eu ficaria hrs aqui. Há machismo e homofobia na bíblia, passagens incoerentes q mostram um deus tirano e contraditório. Uma coisa eh q na sexta-feira dita como santa, não se come carne, não sei pq, já q se come carne do pobre boi, porco, enfim. E esse lance d santíssima trindade, sem sentido pra mim

  27. Palewa Merçon 10/07/2011 at 2:17 am #

    A Gabriel, virei sua fã. Tambem fico enojada de tudo que falam desse Deus para mim e dessa mania tosca das pessoas atribuírem tudo a ele. Um medico estuda a beça para salvar vidas, e quando ele salva uma vida, nao foi ele, foi Deus! rs
    Por mais que eu tente atribuir as coisas que acontece a algo divino ou sobrenatural, nao consigo. Não vejo logica, consistencia nenhuma. Tudo aquilo que vc falou no outro post de Adão e Eva, eu tambem pensava. Nada tem nexo. Mas se falamos abertamente isso com cristãos, eles vem logo dizer que nao interpretamos direito a biblia. Somos burros! :-D!
    COMO SE INTERPRETA UMA TOSQUICE DESSAS COM LÓGICA?! TEM QUE LER O LIVRO COM FÉ? OU SEJA, PRÉ CONDICIONADA A ACREDITAR? ORA! QUALQUER CRIATURA QUE PENSA, PERCEBE SEM MUITO ESFORÇO QUE NADA TEM SENTIDO NA BIBLIA, ALEM DE SER UM LIVRO TOTALMENTE ANTI-CIENTIFICO. E PIOR É VER CRISTÃOS JUSTIFICAR E DEFENDER AS ATROCIDADES DO VELHO TESTAMENTO COMO ALGO “JUSTO”. EU HEIN! DEVIAM PASSAR POR TUDO AQUILO PARA VER SE IAM ACHAR LEGAL O BOM DEUS FAZER COM ELES TUDO AQUILO. ONDE AQUELE DEUS É UM DEUS DE AMOR? SENHOR DOS EXERCITOS? SÓ SE FOR DE UM EXERCITO ESTILO O NAZISTA! RSRSRS

  28. Gabriel Ribeiro Filho 09/07/2011 at 7:20 pm #

    Pela lógica dos que acreditam em perdão pra esse tipo de coisa, então a lógica é a seguinte: se uma pessoa dessa, que prega o perdão, fosse brutalmente assassinada, seria justo que sua mãe a esquece, que todos a esquecessem, a deixassem no passado e perdoassem o seu assassino, dando-lhe uma nova chance, que ele desse palestrar e entrevistas inclusive sobre o crime, falando mal de vc, que prega o perdão. Nada mais justo não?
    Odeio esse tipo de hipocrisia!!!! Estou de saco cheio de tudo ser justificado com o nome de deus, e esse mundo de cabeça pra baixo por causa do “pecado original”.
    Minha namorada, que é atéia, diz que o melhor livro ateísta é a bíblia, pois não há livro melhor que convença que deus não existe.
    E pra finalizar, uma frase clássica: “graças a deus eu sou ateu”.

    Abs.

  29. Palewa Merçon 01/07/2011 at 11:05 pm #

    Disse tudo, Yasmin! 😉
    Guilherme só matou Daniella pq queria continuar no meio dos “grandes e poderosos”, julgava que ela era uma ameaça para a sua ascensão nesse meio. Ele confiava que nao seria descoberto. Isso justifica muito ele matar, claro. 😀
    Nao devemos questionar o direito dele de refazer a vida pq ele já “pagou” pelo crime e tem todo o direito de recomeçar a vida. E a Dany? Ora, já faz muito tempo que ela morreu. Entao vamos esquecê-la. É como o Deus bom que perdoou o assasino diz na biblia: “deixem os mortos cuidar dos mortos” – Jesus Cristo. Claro, nao devemos questionar os designios de Deus nem o direito do Guilherme de refazer sua vida. Nem mesmo a Gloria tem direito de questionar, só de perdoar. Isso é muito justo. A Dany já era, já foi. Deixemos ela no passado e continuemos a vida felizes, confiando na justiça divina e nao questionando o pecado alheio, já que todos nós pecamos. Nao existe pecadao e pecadinho. Pecado é pecado. Para Deus eu ter roubado um pão na padaria e o Guilherme ter assassinado a Dany é a mesma coisa. Amem! 😀

    É repugnante, nao é nao?! Eu nao aguento! 😡

  30. Yasmin Villefort 01/07/2011 at 6:25 pm #

    Já vi muitas vezes o Guilherme dizer que cumpriu a pena e que não deixam ele viver, aquilo que conhecemos. Acho que ele vive bem demais, dando palestras pelo Brasil a fora, livre pro que quiser, ao contrário da Dany, presa dentro de um caixão, sem poder mais nada da vida. Ele quer dizer que os “grandes” não o deixam, fala dos “poderosos”, fala que não é nada perto deles, acontece que se ele não tivesse feito o que fez, ou, não tivesse sido descoberto, ele tbm estaria no meio desses “grandes”. Agora se faz de mártir da humanidade.

  31. Palewa Merçon 13/06/2011 at 9:15 pm #

    Ok, Irene. Esse livro negro conta coisas terríveis, vc não faz idéia. A leitura dá arrepios.
    Tem vários outros bons livros tambem que contestam o Cristianismo, como: carta para uma nação cristã; Deus, um delírio; a morte da fé; etc.
    Todos são ótimos! Até mesmo para quem não é ateu é bom dar uma conferida. Para seu irmão entao que gosta muito desse tema, deveria ver Zeitgeist. É um filme e tem completo no Youtube.

    Abraços.

  32. Irene Ribeiro 13/06/2011 at 6:16 pm #

    Oi Palewa querida.
    Eu dei um confere lá no teu blog, adorei, adorei mesmo, ah eu vou falar pro meu irmão ver, ele ainda tá viajando, é que ele tá resolvendo tudo sobre a filial do negócio de família que estamos abrindo em SP. Ele vai adorar, tenho certeza rs.
    Nossa, eu quero esse livro “O Livro Negro do Cristianismo”, vou comprar.
    Marquei como “interessante” os temas. Quando eu tiver na internet sem ser a trabalho, eu vou postar com tranquilidade no seu blog, colocar minhas opiniões lá.

    Beijos.

    Glória, atualiza com mais escritos, vídeos e fotos da Dany, uma saudade que me dá de poder prestigiá-la aí sempre tenho que ir ao youtube revê-la linda atuando. Vendo “De Corpo e Alma” nem parece que aquela tragédia toda estava prestes a acontecer, Dany tão linda e cheia de sucesso. A personagem Yasmin era show, super divertida, adorooooo. Saudades dessa atriz tão única.

  33. Palewa Merçon 04/06/2011 at 7:01 pm #

    Irene, seu irmão vai adorar meus últimos posts no meu blog! Dá uma conferida lá… beijinhos.

  34. Jana Pimenta 04/06/2011 at 5:38 am #

    Gente eu estou chocada! Vi hoje no youtube testemunho do assassino na igreja.o cara o tempo todo se promove. Ele fala do crime como quem foi a padaria comprar pão.ele fala eu eu eu o tempo todo num show barato de autoperomoção, é de dar nojo.chorei de raiva vendo os videos.

  35. Palewa Merçon 24/05/2011 at 7:41 pm #

    Perfeitas as suas palavras, Irene. O carater da pessoa se nao for bom, nao adianta ela crer ou descrer em deuses, ela fará o que acha no direito de fazer e ponto final. E eu odeio covardia, impunidade, injustiças… a palavra que mais me define é JUSTIÇA. Tenho um senso de justiça muito forte e rebelo-me imediatamente contra qualquer injustiça. E como sofro por ser assim, vc nao imagina…afinal vivemos num mundo de desigualdades e injustiças e no país da impunidade!
    Eu só respeito os religiosos que aceitam debater comigo sem tentar me impor suas crenças. Isso é algo subjetivo demais e respeitar as diferenças é uma demonstraçao de amor ao proximo. Eu antes de me assumir agnostica, tambem oscilei muito igual a vc… confesso que nao estou fechada totalmente em relaçao a isso, sempre devemos mudar caso reconheçamos que fizemos uma opção errada, não é mesmo? Mas nao acho que deus exista realmente, ou caso sim,que vá me provar isso… entao, creio que será muito dificil eu voltar a crer em algo relacionado a religião… rs, e sou feliz no ateísmo, me sinto livre, mais sensata e lógica desde então.Aquele papo da igreja, abstrato demais, de que é preciso ter fé, de salvação apos a morte e eternidade no paraíso me cansava… nunca vi muita logica nisso e logo vinham eles me alertar de que a justiça de deus e suas obras nao eram 100% compreensiveis para o homem, que bastava eu continuar a ter fé e aceitar tudo que fosse da vontade de deus para ser salvo… rs, aff! Ah, como foi bom me livrar dessas teorias falaciosas todas! 🙂
    Acho que seu irmão Gabriel vai se divertir com as charges que postei ontem no meu blog, vc viu? Eu adoro humor ateu! É uma maneira inteligente de contestar o Cristianismo… rs 😀

  36. Irene Ribeiro 24/05/2011 at 2:07 pm #

    Pois é Palewa, eu disse ao Gabri que vcs pensavam muito idênticos rsrs. Quando ele voltar de viagem, viajou à trabalho, eu falo pra ele tentar acessar seu blog de novo, é que de fato nem ele nem eu conseguimos acessar, nem clicando no seu nome em azul, uns dois dias dava que o blog estava removido, mas agora já voltou a normal, deve ter sido algum erro.
    Ser ateu realmente não é nada de mal, mas eu fiquei relutando sim muito tempo, queria ter uma fio, dar “mais chances” mas realmente não consigo mais. E eu estava lendo debates seus com a Kelly e outros por aqui e uma coisa que vcs sempre citam e concordo plenamente é que sempre perguntam se o mal está associado à falta de fé, de “Deus” no coração, mas não tem nada a ver, maldade vem de índole, de caráter, de frieza, se fosse assim, todos os ateus do mundo seriam assassinos, ou malvados, criminosos de alguma maneira e os que crêem, nunca. Mas enfim, eu continuo defendendo que a fé tem que ser inteligente e conheço pessoas que sabem ser assim e nem insistem para ninguém se converter, assim sim.
    O que sei é que independente do que eu seja, eu defendo a justiça, me revolto com crimes covardes, impunidades, me sufoca isso, essa sou eu, independente de ter fé ou não. É o que imnporta, a essência de cada um.

    Beijos, gosto muito de trocar idéia contigo Palewa =D

  37. Palewa Merçon 19/05/2011 at 9:30 pm #

    Gabriel Ribeiro, adorei seu comentário. Pensamos igualzinho mesmo… também estou cansada desse papo de um deus que tudo pode (mas nada faz), de que é preciso ter fé, que é notempo dele e não no nosso, etc.
    Odeio quando estou com problemas e as pessoas vem me falar de deus achando que isso me confortará, só fico mais irritada ainda… desde que assumi o meu lado ateu plenamente, estou mais forte e segura na vida. Na religião só existia o cale a boca e aceite com fé, a tal promessa de salvação após a morte, etc e etc. um bla bla bla sem fim tentando fazer vc ficar conformado com tudo, te incentivando a não tentar nem entender as coisas do mundo e só se satisfazendo buscando a um deus… que perda de tempo tudo isso foi para mim! Tentei tanto acreditar nesse deus, dei todas as chances para ele e só acabei frustrada com tudo isso. Tenho revolta das pessoas insistirem em falar dele comigo, como me irrita, vc não tem noção… tô cansada de teorias falaciosas, tendenciosas e conformistas. Gosto muito de provas e argumentos fortes. Cansei de fazer boas ações e as pessoas atribuírem tudo a deus, como se eu, por mim mesma, nao tivesse capacidade de fazer coisas boas sem um deus está no comando de tudo… santa loucura! Cansei de discutir religião cristã com gente que não aceita a posição ateísta. Não tenho nada contra a fé alheia ou religiões, tenho contra a ignorância e o fanatismo; mas confesso que não gosto mesmo nem um pouco do Cristianismo. Se deus existe, ele já abandonou a todos há muito tempo, é um mero expectador das nossas vidas e para nada serve todo o poder dele… fato! Para mim, ele é totalmente dispensável na minha vida… pois gosto e muito de pessoas que fazem a diferença nesse mundo, pessoas de atitude! 😉

    Não removi meu blog não se clicar no meu nome em azul aqui conseguirá acessá-lo… ou no link:

    http://www.palewa.blogspot.com

    Abraço!

  38. Danielle Faria 18/05/2011 at 9:22 pm #

    Olá pessoal, olá Glória,
    Como comentei, ontem o coração doeu ao lembrar da Dany. Por isso, escrevi…desabafei. Sinto que nesse espaço posso “conversar” com a Dany. “Dialogar” de um modo que a razão desconhece… Enfim, encontro conforto ao assistir os vídeos, ver as fotos, ler o q/a Dany escrevia… Esse espaço apazigua!

    Li seu comentário no meu blog Megg! Obrigada pelo carinho e gentileza!

    Abraços!

  39. Megg 18/05/2011 at 7:48 pm #

    Eu estava lendo todos os comentários e daí me dei conta de que nunca me manifestei nesses quesitos de crenças, religião, e me deu vontade de comentar a respeito, eu postei em alguns lugares citando até os mandamentos para ilustrar exemplos e contradições, eu era católica não praticante, já tem algum tempo que me converti ao budismo, que é mais do que uma religião, é uma filosofia de vida. Já li pelo blog, que pelo menos tem 2 budistas aqui além de mim(dos que li), o Tony Souza e a Inara, que narrou aqui a morte trágica da filha.
    Danielle eu visitei o seu blog, gostei, bem inspirado.

    Abraço a todos galera.

  40. Gabriel Ribeiro Filho 18/05/2011 at 1:54 pm #

    Palewa Merçon:

    Minha irmã me indicou seu blog, mas eu não consegui acessar pois diz que o blog foi removido, não sei é algum erro ou se de fato vc o removeu.
    Bem, parece que compartilhamos idéias parecidas, li coments seus, eu sou ateu, e francamente não penso nem um pouco em mudar isso, pois eu sinceramente não consigo acreditar em um deus que deixa seus amados filhos sofrerem, sendo ele todo poderoso, podendo assim ser capaz de tudo, melhor não acreditar pra mim. Não digo que estou certo, tampouco sou o dono da verdade, mas sou o dono da MINHA VERDADE. E não gosto de ficar atirando na cara de ngm isso não, apenas me vejo em muitas situações, obrigado a falar sobre isso pq fazem questão de tocar neste assunto comigo. A Irene disse que te contou que eu discuti com uma tia por isso, ela insiste em me converter e muitas vezes fala ‘vai com deus meu filho, mesmo vc ignorando ele, ele te segue, está sempre contigo’ aí depois ela fala ‘esta sempre contigo e com todos’ aí eu respondo, ‘ahhh então ele estava com o meu irmão quando ele desapareceu, então ele sabe onde está meu irmão e pq não nos mostra?’ aí vem minha tia com aquelas explicações de que tem que ser assim, provação, bla bla bla. Meus pais já pediram tantas notícias dele, o desespero da minha mãe já foi tanto a ponto dela pedir notícias mesmo se for pra saber que ele está morto, e aí, deus sabe e não dá a resposta? Francamente. Fora diversas outras coisas que já aconteceram, e muita coisa. Ah, mas alguns dizem que é falta de fé… Aí eu tenho que achar lindo e dar honra e Glória ao que esse deus faz e tb pelo que não faz, todo poderoso e não pode acalmar o sofrimento de seus filhos, pior: ele escolhe alguns para ‘privilegiar’. O caso Daniella é um grande exemplo, esse deus então tem piedade daquele que a matou, e qual a piedade dele para com Daniella? Muitas pessoas pregam contra a Glória Perez, a favor dele, esquecendo-se, ignorando mesmo, o crime cruel, o sofrimento desta moça na noite do assassinato, o sentimento daqueles que a encontraram esfaqueada naquele matagal, a condenação a qual os parentes de Daniella vivem, condenados a sofrerem por isso até o fim de seus dias, isso se esquece fácil? Não se esquece nem ‘difícil’, quem dirá fácil. Enfim, essa é a minha forma de ver as coisas, repito, que não digo que estou certo, mas a minha forma de ver, pensar, a minha verdade é essa, os valores são invertidos nesse mundo que a gente vive, mundinho perdido esse.
    Que justiça Daniella teve? Glória pode se sentir satisfeita com essa ‘justiça’? Claro que não né.

  41. Danielle Faria 18/05/2011 at 5:13 am #

    Um tweet aqui, lendo notícias ali, mas a Dany não sai dos meus pensamentos… Glória, não sei se isso aconteceu porque li uma entrevista em que você afirmava lembrar da Dany em todos os momentos – Lindo! Emocionante ler suas palavras!
    Na verdade, não sei o motivo da minha saudade… Não sei o porquê de ela bate forte aqui… No peito…

    Como a ausência é dolorosa!
    Não há palavras que apazigúem um coração enlutado. Nesses momentos aprendi que o melhor é não falar. A saudade…A tristeza já grita o suficiente, já sufoca…
    A morte é um ponto final da vida terrena, mas não sei usar nada além do que reticências.
    A ausência da Dany é excruciante…Lancina…O coração sangra…A alma que grita por justiça digna…O chão desaparece…É perde-se!
    É difícil saber o que fazer quando as emoções asfixiam…
    Nada traduz melhor a dor da despedida do que as lágrimas!
    É como agora. Não tenho palavras, tenho lágrimas.

  42. Palewa Merçon 17/05/2011 at 5:22 pm #

    Adorei seu comentario, Irene. Fico feliz que agorta tenha tomado uma decisão firme e a esteja proclamando abertamente, sem culpa. Ser ateu não é ser mal. É apenas um ponto de vista.
    O seu relato sobre a sua gata retrata bem esmo que não adianta pedir nada a deuses… as coisas acontecem, fato. Fui uma vez no INCA e fiquei arrasada. Quantas pessoas boas sofrendo com câncer, muitas crianças até… como repensei a vida e chorei naquela semana da visita. Como questionei a Deus, pois na época ainda não era atéia assumida. Eu perguntava pq tantos traficantes maus nos morros cariocas esbanjando saude para cometer crimes e crianças inocentes que nunca fizeram nada de mal, lá presos no hospital com uma doença grave… ah sabe, eu cansei dos falsos consolos da religião de que tudo isso tem um propósito, que é sinal que Deus está voltando, que se vc suportar tudo com fé, Deus te livrará do inferno e te salvará para viver com ele na eternidade e bla bla bla… não vou basear minha vida em “talvez seja assim”… estou cansada mesmo de ver as pessoas atribuírem tudo a deuses. Para mim é absolutamente abstrato esse tipo de atribuição. Sou racional e lógica, não creio no que não posso ver, sentir ou ouvir… não aceito o que é inaceitável em nome de Deus nenhum. Sou justa, não serei conformada. Sou boa, não passiva diante de tanto mal por conta de uma promessa de salvação após a morte. E se não existir a vida após a morte? Que me importa? Qual a diferença isso faria para minha vida agora? Eu vivo o presente! O que acontece depois que morremos, eu realmente nao estou a fim de esquentar a cabeça agora com isso… e se nada existir, por mim tudo bem… foi eterno enquanto durou! 😉

    Abraço a todos!

  43. Irene Ribeiro 17/05/2011 at 1:20 pm #

    Ótimo comentário da Marina, disse tudo mesmo. Eu agora estou me proclamando de fato uma atéia, eu sempre fui muito confusa quanto a isso, meu irmão, Gabriel (que já até postou aqui no blog), se proclama ateu abertamente e reclama de não ser respeitado muitas vezes, como por exemplo, as pessoas sabem disso e falam para ele “vai com Deus” ou “fica com Deus”. E por aí vai. Sempre tive um pé “lá” e outro “cá”, meu irmão disse que eu não queria admitir, mas não sei se era isso, eu tinha mesmo dúvidas, mas eu confesso que sempre fui muito mais “descrente” do que “crente”. Eu não sou contra a fé nem quem acredita em Deus, pelo contrário, sou apenas a favor da fé inteligente, não sou a favor de acharem que tudo merece perdão não importa o que. Eu já vi e vivi algumas coisas na vida que me fizeram pressupor a não existência desse Deus(algumas dessas coisas já citei aqui no blog, fatos que já me fizeram questionar muito), mas nunca me considerei total descrente, sempre procurei alguns sinais, mas não acreditei. Li diversos comentário de ateus aqui. Mas fico satisfeita tbm quando vejo coments por exemplo como o da Marina que disse claramente acreditar em Deus, mas é contra essa proclamação de “perdão”, ela explicou muito bem esse lance do “propósito de vida”. Essa semana minha gatinha de estimação, morreu, ela era um docinho de criatura, carinhosa, amorosa, nunca ficou brava na vida dela, dá pra acreditar?! Nunca mostrou as unhas, nada nada, ela tinha 8 anos, ainda assim, ficou tomada com um câncer, cresceu rapidamente, o veterinário disse que isso acontece. Ela mesmo sofrendo era amorosa, de nada reclamava, foi um sofrimento pra bichinha, ela foi tratada, operada, internada, o câncer voltou, ela morreu agonizando, chorando quietinha apertando com a patinha a minha mão e a mão da minha mãe, internada e olhando profundamente para nós. Morreu sofrendo, uma bichinha que era inocente e só amor. Tem gente que acha que bicho é bicho e pronto, mas eles são os seres mais puros e pela lógica não mereciam sofrer nada. Enfim, tantas coisas acontecem para atribuir a deuses, cheguei a essa conclusão. Sobre minha gatinha Flor é um exemplo de como tudo é injusto e, a meu ver, não adianta pedir nada.

    Maria Estela, vc é digna, vc não acoberta seu filho, isso é digno. Parabéns querida.

    Jadi, desejo que a justiça seja feita para sua irmã. Torço muito por vcs.

    abraços a todos. Amo este blog.

  44. Irene Ribeiro 17/05/2011 at 1:17 pm #

    Ótimo comentário da Marina, disse tudo mesmo. Eu agora estou me proclamando de fato uma atéia, eu sempre fui muito confusa quanto a isso, meu irmão, Gabriel (que já até postou aqui no blog), se proclama ateu abertamente e reclama de não ser respeitado muitas vezes, como por exemplo, as pessoas sabem disso e falam para ele “vai com Deus” ou “fica com Deus”. E por aí vai. Sempre tive um pé “lá” e outro “cá”, meu irmão disse que eu não queria admitir, mas não sei se era isso, eu tinha mesmo dúvidas, mas eu confesso que sempre fui muito mais “descrente” do que “crente”. Eu não sou contra a fé nem quem acredita em Deus, pelo contrário, sou apenas a favor da fé inteligente, não sou a favor de acharem que tudo merece perdão não importa o que. Eu já vi e vivi algumas coisas na vida que me fizeram pressupor a não existência desse Deus(algumas dessas coisas já citei aqui no blog, fatos que já me fizeram questionar muito), mas nunca me considerei total descrente, sempre procurei alguns sinais, mas não acreditei. Li diversos comentário de ateus aqui. Mas fico satisfeita tbm quando vejo coments por exemplo como o da Marina que disse claramente acreditar em Deus, mas é contra essa proclamação de “perdão”, ela explicou muito bem esse lance do “propósito de vida”. Essa semana minha gatinha de estimação, morreu, ela era um docinho de criatura, carinhosa, amorosa, nunca ficou brava na vida dela, dá pra acreditar?! Nunca mostrou as unhas, nada nada, ela tinha 8 anos, ainda assim, ficou tomada com um câncer, cresceu rapidamente, o veterinário disse que isso acontece. Ela mesmo sofrendo era amorosa, de nada reclamava, foi um sofrimento pra bichinha, ela foi tratada, operada, internada, o câncer voltou, ela morreu agonizando, chorando quietinha apertando com a patinha a minha mãe e a mão da minha mãe. Morreu sofrendo, uma bichinha que era inocente e só amor. Tem gente que acha que bicho é bicho e pronto, mas eles são os seres mais puros e pela lógica não mereciam sofrer nada. Enfim, tantas coisas acontecem para atribuir a deuses, cheguei a essa conclusão.

    Maria Estela, vc é digna, vc não acoberta seu filho, isso é digno. Parabéns querida.

    Jadi, desejo que a justiça seja feita para sua irmã. Torço muito por vcs.

    abraços a todos. Amo este blog.

  45. Palewa Merçon 15/05/2011 at 2:55 am #

    Boa sorte, Jadi. Que a justiça seja feita!

    Abraço.

  46. Jadi Piotto 12/05/2011 at 11:57 pm #

    Olá Glória tudo bem?
    Glória, venho mais uma vez pedir a sua ajuda!
    Houve, na minha família, um caso de assassinato, no qual a vítima era minha irmã!
    Ela fora assassinada pelo ex-namorado e eles já namoravam a 9 anos e estavam noivos. Todas as vezes, nesses 9 ano, que eles terminavam o relacionamento, ele dava algum escândalo para que eles voltassem. Na ultima vez que terminaram a 3 anos e meio atrás, ele ligou para ela dizendo que a pagaria (estava devendo dinheiro a ela), foi ao seu trabalho e a esfaqueou 10 vezes, ainda presa ao cinto de segurança de seu carro. Ficou foragido uns dias e depois entregou-se para a polícia! Conseguiu sair da cadeia, pois sua mãe alegou que ele tinha algum tipo de doença psicológica, saiu em liberdade e foi preso novamente portando drogas e mais uma vez foi liberto dessa vez pelo habeas corpus.
    Em liberdade, namorou uma garota de outra cidade, com o nome extremamente parecido com o da minha irmã, bateu e quebrou as pernas do pai dela e a ameaçou de morte ao terminarem.
    O julgamento deste monstro, será agora dia 17/05 e eu gostaria muito da sua ajuda Glória, tendo visto todos os seus posts no blog!
    Talvez o julgamento seja público, então nós gostaríamos de sua ajuda para fazer com que o julgamento chegue a mídia, pois temos medo (depois de todas as vezes que o meliante conseguiu se livrar do cárcere seja inocentado ou tenha uma pena branda) pois estando na mídia poderia haver repercussões pós-julgamento!
    POR FAVOR Glória, imploramos a sua ajuda, uma orientação qualquer coisa! precisamos muito disso para, quem sabe, conseguirmos a tão querida justiça!
    por favor, assim que puder me responda (pode ser nos e-mails : jadi.malevola@gmail.com (Jadi) ou no jjuabre@nycomed.com (juliane) !
    Aguardo !
    Atenciosamente.

  47. Kelly Cristina Leal 11/05/2011 at 12:15 am #

    Fico chateada por vc Maria Estela, muito mesmo. O fato é o que vc mesma constatou, não tem explicação, tenta-se entender o pq o ser se “tornou” assim, mas na verdade a essência dele é assim, daí todo e qualquer trauma que ele venha a ter sofrido, passa a ser, pra o próprio psicopata, desculpa pra tudo.
    Faço das palavras da Palewa as minhas: “Te admiro muito pelo simples fato de não compactuar com seu filho, de não acobertá-lo.” Cuide de vc e dos seus que te amam.;)

    Marina mandou bem demais no comentário, disse tudo mesmo.

    Abração a todos.

  48. Palewa Merçon 08/05/2011 at 7:18 am #

    Bom, saiba que aqui no blog terá apoio de todas Maria Estela, e pelo que vejo até já está tendo… 🙂
    O único conselho que posso te dar Estela é de seguir sua vida em paz sem sentir culpa. Dê valor somente aqueles que te querem bem, que te valorizam e respeitam. Vc já sofreu tudo que tinha que sofrer por causa desse filho ingrato e desprovido de bons sentimentos. Agora segue sua vida cuidando de vc e de sua saúde. Feliz dia das mães, apesar de tudo. Se te consola, ganhou em mim uma filha só pela sua coragem de assumir a psicopatia do rapaz. Antes ser vítima, do que ser autora de uma injustiça! Tire do maior mal, o maior bem. Te admiro muito pelo simples fato de não compactuar com seu filho, de não acobertá-lo. Estou na luta contra um psicopata na justiça, cuja familia acoberta tudo que ele faz. Vc consegue imaginar a minha luta, né? Dificílimo…
    Enfim, querida, te desejo muita luz e sabedoria para seguir a vida em paz e superar tudo isso. Sejas feliz! 🙂

    “Brilhe, mesmo que não haja sol!”

  49. Gabriella Aride 07/05/2011 at 6:34 pm #

    Solidariedade a vc também Maria Estela. Agora que estou grávida, acho que consigo entender mais o sentimento de mãe da Glória, o seu Maria Estela, o da Inara que postou aqui também. Claro, antes eu entendia, solidariedade, tristeza por tudo isso, mas agora, no lugar de mãe, eu passo a me colocar mais ainda no lugar, tenho receio pelo meu filho, se fosse comigo essa violência ou até, Deus me livre e nem me ouça, ele viesse a ser um psicopata. Horrível.

    Abraços para todos

  50. Yasmin Villefort 06/05/2011 at 11:17 pm #

    Maria Estela, eu li seus relatos, fiquei triste pois vc parece ser uma pessoa batalhadora, honesta, nossa, deve ser muito triste ter um filho, cuidar dele com tanto amor e depois descobrir que ele é um psicopata, olha, nem gosto de pensar se fosse comigo, se eu tivesse um filho ou filha assim como seria pra mim, como eu agiria. Eu após ler isso, percebi que eu nunca parei muito pra pensar na mãe do psicopata, geralmente só penso nos familiares da vítima, é bem verdade que muitos familiares acobertam os psicopatas que há no seio da família, mas há de se lembrar que nem todos são assim. E agora lendo seu relato me atentei que nunca parei direito pra pensar nisso!

    Apesar de eu estar um pouco sumida daqui, eu não esqueço a Dany, ela é meu exemplo de vida, como já disse, a admiro muito, e estou sempre divulgando o blog, por e-mail, mostro a amigos, enfim, eu faço o que posso para que o máximo de pessoas tenham mais informações sobre a verdade dos autos no caso Dany! O fato de ter nascido meses após a morte dela e não tê-la acompanhado na sua trajetória, para mim é sim triste pois não pude sentir a época em que ela estava viva, mas minha admiração por ela, o fato de ter me tornado fã dela, é como se eu a conhece a anos.

    Ahh em tempo, eu concordo e mt com o comentário da Marina, arrasou!

    Abraços intensos.

Leave a Reply

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes