A motivação: ambição, cobiça II

Naquele dia 28, depois de falar por muitas vezes que, ao final da gravação, iria pegar  a mulher no barra shopping (álibi já pré ajustado entre os dois criminosos), Guilherme de Pádua vai  buscar Paula Thomaz no intervalo de uma gravação, com a roupa de cena.

Veja o que diz Correia, o coordenador de produção:

Que GUILHERME gravou, naquele dia, 5 cenas, todas elas com uma única roupa- calça jeans e uma camisa clara, que figura no roteiro como roupa numero 5. Que começou gravando o cenário Quarto de Yasmin, onde teve duas cenas, e essas gravações foram de 19.10 a 19.16. Depois dessas duas cenas GUILHERME teve um intervalo de 11 cenas para gravar outra vez. Lembro que no final da última cena gravada (19.16), GUILHERME me consultou sobre o seu tempo disponível, queria saber quanto tempo teria livre para gravar outra vez. Dei a ele uma estimativa. De passagem pelo corredor presenciei quando GUILHERME pediu ao camareiro que emprestasse um relogio porque tinha esquecido o seu naquele dia

Ele vai a copacabana buscar Paula Thomaz. Saíram do prédio  munidos de um travesseiro e de um lençol, para a emboscada. Diz o Porteiro Cesarino do Nascimento, que depôs na polícia e na justiça:

Paula trazia um travesseiro e um lençol de cor clara, tendo Guilherme aberto o porta-malas e colocado estes objetos no interior. Que ao retornarem, com o carro molhado, foi feito o procedimento inverso, isto é, abriram o porta-malas e dali retiraram o travesseiro e o lençol. (OBS. Estranhamento, nem esse travesseiro nem o lençol foram apreendidos pela policia)

  A atriz Carla Daniel, em declaração constante do processo, conta que ligou para Guilherme de Pádua na madrugada do crime, para avisa-lo do que tinha acontecido. E ouve como resposta:

-E agora? como é que fica a gravação de amanhã e o roteiro? Fiquei indignada ao ouvir tal resposta, reclamei pelo absurdo de dizer aquilo, respirei fundo e perguntei se ele iria na 16 DP ele confirmou.

Carla Daniel fala também de como Daniella vinha tentando fugir do cerco de Guilherme de Padua:

Quero ressaltar que dez dias antes do trágico ocorrido do assassinato, vi Daniella entrar no carro da atriz Juliana Teixeira, pedindo para irem  logo embora e que não desse carona para o Guilherme, porque ela não aguentava mais ele ficar alugando o ouvido dela o tempo todo.

O assédio, a pressão, o cerco de Guilherme de Pádua a Daniella não passou despercebido a ninguém, especialmente no dia do assassinato.

Diz a camareira Amélia, em depoimento ao juiz:

que viu Guilherme chamando Daniela na porta do camarim; que escutou Daniela gritar para Guilherme lhe esquecer; que no dia dos fatos pode verificar o acusado Guilherme por tres vezes espaçadamente chamar a vítima na porta do camarim; que no dia do fato e somente nesse dia, ouviu Daniela comentar com dona Marilu (Marilu Bueno) que o reu Guilherme estaria lhe perseguindo.

Depoimento do maquiador Guilherme Pereira:

percebendo o declarante que ela (Daniela) saiu irritada de perto de Guilherme, levantando os braços com certa irritação

O ator Sandro Siqueira, que interpretava o garçom Severino na novela, contou a mim e à policia que no dia do crime  percebeu o constrangimento de Daniella fugindo do assédio de Guilherme de Pádua. O delegado Mauro Magalhães conta o que ouviu de Sandro na Tribuna da Imprensa de 4/01/93:

"Daniella perez lhe afirmara ter medo de Guilherme de Pádua. Ela disse que tinha repugnância de trabalhar com ele e não dissera nada à mãe dela com medo de prejudicar o ator, ressaltou Siqueira, acrescentando que a atriz acabou sendo vítima de sua própria inexperiência.

Sandro Siqueira me contou esse fato e disse mais: que quando ouviu Daniella dizer que não tinha me contado sobre a pressão que estava sofrendo por parte de Guilherme de Pádua, foi taxativo: -você vai contar isso hoje pra sua mãe! se não contar, amanhã eu conto!

Infelizmente não houve amanhã! Sandro Siqueira morreu logo em seguida, mas sua esposa depôs diante do juiz, confirmando o que ouvira dele.

Durante os anos em que se esperou pelo julgamento, Guilherme de Pádua dedicou-se a "elaborar"histórias, na tentativa de passar o crime torpe e covarde para o terreno do passional e, assim, beneficiar-se das atenuantes previstas pela lei. Falou demais e explicou de menos. Veja o que ele diz, em entrevista à rádio Tupy, na própria semana do julgamento:

Compartilhe
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

, , , , , , , , ,

122 Responses to A motivação: ambição, cobiça II

  1. Mariana 26/09/2011 at 12:42 pm #

    Sinceramente, dá um nó na garganta, um aperto no coração e uma dor na alma, saber que esse tipo de coisa é real, acontece não apenas em filmes e novelas, mas que psicopatas como esses podem estar bem ao nosso lado. Na é poca do crime, eu só tinha dois anos de idade, hoje tenho 20, já ouvi falar do caso, mas nunca procurei saber. E por acaso hoje estava estudando a Lei de crimes hediondos para fazer minha prova , e vi que tinha uma relação com a Glória, resolvi pesquisar e descobri o verdadeiro horror que foi, palavras são poucas para descrever a monstruosidade de tais pessoas e a carência de punibilidade que tem na nossa lei, concedendo na minha opinião muitas regalias a criminosos.
    Infelizmente, a justiça dos homens é falha, mas pode ter certeza que a de Deus não é, essas pessoas infelizes que assassinam brutalmente, não merecem absolutamente nada. Sempre te admirei como profissional e hoje te admiro ainda mais como pessoa, pois é forte e batalhadora.
    Á você e á todas as mães que sofrem com a impunidade desse país, eu desejo muita força, podem ter certeza que esses infelizes terão seus respectivos castigos, pode não ser pelos homens, pode não ser hoje, ou amanhã, mas sim terão.
    Tudo que fazemos, está sob os olhos de Deus.

  2. Pericles A. R. de Toledo 09/09/2011 at 6:42 am #

    A batata dele está assando..O que aqui se faz aqui se paga..Vai ser muito infeliz esse cara..

  3. Daniela Galvão 18/08/2011 at 3:21 pm #

    Verdade Ricardo, lamentável que haja pessoas assim, penso que a maioria das pessoas são boas, infelizmente as poucas ruins fazem um grande estrago.

  4. Gisele Vicente 11/08/2011 at 11:09 am #

    Burro, burro, burro!!!
    Além de psicopata é burro!!!
    Ao matar(uma colega de trabalho, o que é pior ainda) ele perdeu a oportunidade de progredir na carreira.
    Quantos candidatos estão esperando uma oportunidade de serem descobertos, de entrar para o time de atores da Globo, o que não é fácil, e ele joga no lixo essa chance.
    Perdeu a dignidade, uma carreira promissora,o carinho e o respeito do filho(que Deus tenha misericórdia dele) ganhou a pecha de assassino; pecha esta que vai estar sempre estampada na cara.

  5. Ricardo 02/08/2011 at 5:52 pm #

    Daniela Galvão,

    Para todos os seres normais não dá pra acreditar no que esse psicopata foi capaz de fazer. Trata-se de um psicopata! Um monstro da sociedade que é capaz de qualquer coisa ou ato para conseguir o que quer, em diferentes níveis, porém que causam destruições na vida do que se tornam suas vitimas.

  6. Ricardo 02/08/2011 at 5:47 pm #

    É triste saber que num país como o Brasil um psicopata desses, após admitir ser o assassino, tenha direito de defesa. Defesa do que?! Tem é que apodrecer preso dentro de um quarto sem conversar com ninguém pro resto da vida.

    Desculpe o desabafo, mas é a voz da indignação que fala mais alto. Meus sentimentos Glória e que a Daniella descanse em paz eternamente…

  7. Daniela Galvão 13/07/2011 at 3:20 am #

    Na verdade foi um grande mix de motivação, ele invejava a Dani, além do que ficou com os brios mexidos por ter sido rejeitado pela Dani, ele se acha o tal, o centro de tudo, imagina ele lidar com essa rejeição, vaidade… o medo de se queimar por perseguir Dani no estúdio. Ela, agiu por inveja, por ciúme e vaidade tb, capricho. Ainda aplicaram magia negra no meio.
    Ele posa de grande mártir da humanidade, já ela, mudou o visual e sumiu, mas sempre posou de menina inocente e inguênua. Nojo!

  8. Daniela Galvão 13/07/2011 at 2:09 am #

    Quanta mesquinharia!
    Matar por causa de papel em novela. É demais pra minha mente. Encher de facadas uma colega de trabalho só por ACHAR que seria prejudicado. Ele assediou, foi inconveniente, teve medo de se queimar no meio por Dani ser filha da autora da novela daí fez o que fez, ainda manipulou o ciúme, a inveja e a agressividade da Paula pra ajudá-lo. Plantando coisas na mente dela. Cara não pensaram ao menos no filho. Aliás o que sei é que hoje nem tem contato com o filho, e nem fala dele em entrevista alguma, que tem saudade, quer vê-lo… Só fala dele pra se defender em suas versões.

  9. Yasmin Villefort 08/07/2011 at 9:59 pm #

    Hoje minha mãe estava vasculhando os pertences que tem da Dany, são muitos, ainda não tinha lido todos, hoje li uma revista e tinha tipo um dossiê dos criminosos. Só seres muito ruins e mesquinhos terem tanta inveja, tanta ganância e ira em relação à uma menina tão doce e cheia de ternura feito a Dany, tão amoroso, tão bondosa e pura. Eu já chorei até lendo entrevista dela, vendo quanto ela era ao mesmo tempo madura, e ingênua, ela dizendo que sempre preferia acreditar no melhor das pessoas, no lado positivo delas, dizendo que era sim positiva em relação as pessoas. A vida é mesmo muito injusta. Dany morreu por ser ingênua demais, fato isso viu…

  10. Yasmin Villefort 25/06/2011 at 6:42 pm #

    Nossaaa gente, essa entrevista do Guilherme já mostrava a forma dele pensar e só confirma tudo mesmo, que ele ficou obsecado nessa coisa do personagem dele ficar com a “Yasmin”.

  11. Irene Ribeiro 24/06/2011 at 5:39 pm #

    Exatamente, esse cara achou que era o fim do mundo se seu personagem não ficasse com Yasmin, a gente vê que ele levava a sério a coisa mesmo, que coisa, o cara jovem, iniciante na TV, em uma novela das 20h, e achou que sua carreira estaria acabada se não tivesse um final feliz com Yasmin, caramba, mas com certeza a Glória iria dar um bom final ao Bira visto que era um personagem voltado pro lado do bem, apesar de Guilherme representá-lo muitas vezes agressivo. E aquilo era só o começo de uma carreira que poderia ser brilhante pra ele, se ele melhorasse claro sua interpretação, não que fosse péssimo, mas não era ótimo tbm. Mas o fato é que foi um surto isso, achar que era o fim da sua vida, o fim da sua carreira se não ficasse com Yasmin, e achou que teria que ficar com a Daniella de qualquer jeito, imagino que ele idealizava casar com ela, ser o genro da Glória Perez. O cara criou um monte de historinha na cabeça dele. Ele estava bem encaminhado profissionalmente, não precisava nada disso.

  12. Kelly Cristina Leal 23/06/2011 at 9:36 pm #

    Isso mesmo, já mostra da forma do Guilherme pensar, ele agia com a Daniella como ele acreditava que o “Bira” deveria agir com a Yasmin.
    Carolzinha, é verdade, ridículo falar que foi imaturidade o crime, as pessoas falam cada uma, eu já li algo assim tb, já tem muito tempo. As pessoas muitas vezes que falam essas coisas, não sabem nem detalhes do crime, não conhecem nem um terço e nem procuram conhecer. Além disso já li pessoas colocarem como verdade absoluta a versão do Guilherme, com uma convicção como se tivessem testemunhado o crime inteiro, ignorando inclusive conhecer o que há dentro do processo a respeito. Afirmando que a Daniella estava com o Guilherme e falando como se isso fosse justificativa do tipo “ela mereceu”, primeiro que levantam esse falso sem o mínimo conhecimento dos arquivos do processo, essas pessoas deveriam vir aqui ler e conhecer, segundo, mesmo se tivesse sido, e daí? Eu não suporto a hipocrisia da sociedade em todos os sentidos.
    Daniella foi vítima de um crime covarde, era uma moça de 22 anos , no auge da juventude e foi brutalmente assassinada e ainda há quem faça piadas ou especulações com isso.

  13. Palewa Merçon 22/06/2011 at 6:38 pm #

    Irene, essa entrevista que o assassino deu falando do personagem Bira, retrata muito bem o que ele mesmo estava sentindo em realação à Yasmin/ Daniella. Ele confundiu ficção com realidade. Achava que se nao conquistasse a personagem da Dany na novela, teria perdido a unica chance de ter uma carreira promissora como ator… que loucura, neh? Quanta amargura e ambição desmedida. A mente de certas pessoas me assusta e muito. Pior que nem sempre percebemos isso a tempo de nos proteger sem saírmos machucados, ou mortos como foi no caso da Danda. Lamentável. Horrível. Inaceitável. 🙁

  14. Irene Ribeiro 22/06/2011 at 2:45 pm #

    Em revistas e materiais antigos de quando Dany ainda estava viva, tinha uma reportagem sobre Yasmin e Guilherme dizia isso sobre seu personagem ficar com Yasmin: “O Caio está no seu limite e, se ficar com a Yasmin, não tem mais o que acrescentar. O Reginaldo coitado, com aquela cabeça cheia de idéias, não vai muito longe, resta o Bira, meu personagem, que pode surpreender transformando-se no gato dos sonhos da Yasmin, estudando, ganhando dinheiro só pra conquistar a menina.” – “O melhor que ele(Bira) tem a fazer é ficar amigo da Yasmin, tornar-se seu confidente e, mais tarde, deixar que ela perceba que ele é realmente seu amigo e protetor.” Essa última frase parece o que ele fez com a Dany tentando ser seu amigo por interesse e se aproximar.
    Olhem a diferença da colocação do Fábio Assunção bem mais humilde e digamos “A Yasmin sente uma atração muito grande pelo Caio. Ele é romântico de uma forma comum e do jeito que ela gosta a tal ponto que nem conta sua posição social ou a desgraça que envolve a família dos dois”. Assim como Eri: “O fato dele pegar uma rosa que ela jogou fora, um papel de bala que passou por sua mão ou um fio de cabelo tem um significado muito grande.” Ele fala tbm que seu parsonagem não usa cantadas e seduz à distância.
    E Dany dizia que apesar de não poder decifrar Yasmin e que todos tinham chances de uma reviravolta com Yasmin, ela acreditava mais no amor de sua personagem com Caio por ser o “amor seguro”. Ela disse apostar suas fichas em Caio.
    Tudo isso já era um prenúncio. Vê se as idéias do Guilherme e imagina a raiva dele vendo que Daniella dizia acreditar no amor de Yasmin e Caio. Por isso ele deve ter achado que ela queria ir contra ele. Sem palavras mais.

  15. Anna Carolina Veiga (Carolzinha) 13/06/2011 at 8:07 pm #

    Já li tanta coisa sobre o caso Daniella, e um dos absurdos que li é que o crime foi uma “grande imaturidade” e que eles não são hoje o que eram naquela época. Ridículo isso, quem é ruim é em qualquer idade, se fosse assim, Pimenta Neves não seria mataria por exemplo. E, assim, todo jovem, mataria pelo menos uma vez na vida. Já li motivações tão absurdas, que nem me sinto à vontade de comentar aqui.

    Adoro vc e suas novelas.
    Fique bem.

  16. Yasmin Villefort 03/06/2011 at 5:59 pm #

    Eu tbm fiquei chocada com o relato da Perla, eu sempre fico chocada com relatos de violências desse tipo, um absurdo, eu fico assustada. Eu fico mais ainda indignada com as nossas leis, é uma vergonha.

  17. Carla Antero 30/05/2011 at 1:09 pm #

    Perlla Maria, fiquei chocada com a brutalidade da morte do seu filho, eu sempre fico muito mexida com esse tipo de coisa, eu sou mãe e me dá pavor quando leio esse tipo de acontecimento.
    Glória, eu discuti com uma garota do meu trabalho, ela até tá meio séria, chateada comigo, eu fico indignada não só com os crimes como com a hipocrisia do ser humano, sinceramente, às vezes prefiro os animais por causa disso, não são todas as pessoas assim claro, mas grande parte delas são hipócritas infelizmente. Eu comentei lá no trabalho sobre o caso Elisa Samúdio, falei que pelo menos os caras estavam presos né, aí essa garota falou [aaahhhh ela estragou a vida do cara, engravidou pra ganhar pensão, uma p.]. Eu olhei pra cara dela, pois achei um absurdo e falei que não importa isso não justifica e que se a Elisa errou, o Bruno errou mais ainda e tudo mais. Eu me admiro como tem mulher que pensa assim tipo essa garota que estou citando. Ela tinha me contado que a irmã dela de 18 anos estava de rolo com cara casado e tudo mais, aí eu fui bem curta e grossa [e se a sua irmã fosse assassinada por ter tido rolo com cara casado, vc acharia certo terem matado ela?] cara a mulher me olhou com uma cara daí falou pra eu esquecer que não queria mais conversar, tem dias isso e ela ainda está meio estranhada comigo, mas não tô nem aí. Estou dizendo isso pq me cansa essa hipocrisia das pessoas, por exemplo alguém critica a Elisa, mas talvez tenha alguém na família que fez o mesmo ou algo pior do que ela poderia ter feito, ou até a própria pessoa que critica. Sabe é de assustar, “De meter medo” como vc bem colocou lá no seu blog. Beijos querida, fica na paz.

  18. Palewa Merçon 24/05/2011 at 7:27 pm #

    Nossa Perlla, que coisa triste foi o assassinato do seu filho… sabe, acho péssimo tomar conecimento desses casos, q sempre mexem comigo, nao só no sentido de revolta e sensação de impunidade, como tambem e, principalmente, me dá uma sensação horrorosa de impotencia… de ser vulneravel ao mal… que tudo que aconteceu poderia e, ainda pode, acontecer comigo ou com alguem que amo tambem… é estranho… 🙁

  19. Leonardo Batista 24/05/2011 at 4:42 pm #

    Pude perceber ao longo desses anos o troca-troca de versões e ele fala todas como se cada uma fosse verdade, sempre com a voz mansa, mas na entrevista à Glória Maria, se alterou. Já li ele dizer que ele sempre foi um cara calmo e a Paula era que era uma bomba a explodir, e ele um santo. Só a Daniella conheceu de fato a ira dele. E depois bancou o garoto perdido sem saber como agir, protetor da família. É ridículo demais. O cara fez e aconteceu, estraçalhou a garota, mentiu de tudo quanto é jeito sobre ela, pegou suas bolsas e agora carrega e bíblia debaixo do braço e se diz estigmatizado?! O que não há, nunca de se esquecer, é que tudo isso foi uma escolha dele, e somente dele e da sua ex. Não foi uma escolha sua Glória, ou da Daniela e mesmo que a Daniela tivesse feito algo “errado”, a escolha de matar foi dele e nada neste mundo justificaria. E o cara não tem vergonha de nada disso. A cara dele no Ratinho, o jeito, é o mesmo jeito que ele sempre teve, não mudou nada, igualzinho como sempre foi, só alienado não vê. Abração, te admiro muito guerreira.

  20. Irene Ribeiro 24/05/2011 at 2:01 pm #

    Faço das palavras da Megg as minhas. Triste o relato da morte do seu filho Perlla, me deu uma angustia. Pra ver Megg, nunca sabemos quem nos rodeia né, tendo em visto o que vc falou do suqueiro. Revoltante.

  21. Megg 24/05/2011 at 12:54 pm #

    Perlla querida, estou estarrecida com a narrativa do assassinato do seu filho, eu sinto muitíssimo mesmo.Aliás, Inara que contou aqui sobre a morte da filha, Cadú, que teve o irmão assassinado, desculpe se esqueci alguém, minha solidariedade a vcs, que assim como Glória, merecem toda solidariedade e consideração.
    Uns dias atrás, um suqueiro de onde eu sempre frequento foi preso, ele estrangulou a namorada com uma corda, e quando ele foi preso, eu não vi, disse pessoas que conheço que ele disse “pelo menos na cadeia não vou trabalhar, vou ter almoço e janta de graça, visivelmente irônico. Uma pessoa tão “normal”, simpatico, aparentemente simples, não o conhecia bem, mas era tão “comum”. Fiquei muito chocada, estarrecida.
    Por isso que eu não confio 100% mesmo, sempre penso em tudo, nunca se sabe.

    Abraços a todos.

  22. Perlla Maria 19/05/2011 at 2:08 pm #

    Glória, achei teu blog e emocionou-me muito mesmo, eu li o livro Mentes Perigosas que cita o caso do crime que sua filha foi vitimada, então tive curiosidade em procurar informações e até mesmo um contato com vc. Não ligue se meu português talvez não parecer bom, sou descendente de argentinos e estive passando um tempo na Argentina, então pode ser que eu “desaprenda” um bocadinho. Quero dizer que eu entendo sua dor e passei pela dor terrível de ter meu filho Miguel covardemente assassinado, ele tinha 20 anos apenas e o crime se foi a 15 anos, Miguel era um rapaz adorável, tranquilo, não metia-se em confusões, ainda assim o colocaram em uma confusão e ainda o difamaram muito depois, ele foi assassinado após ir para um sítio com amigos da faculdade, meu Miguel foi levado à um matagal próximo ao local e lá o mataram. É uma dor, uma revolta que não tem fim, foram três monstros que mataram meu filho, um deles deu uma pedrada na cabeça do Miguel que ficou tonto e desnorteado ainda assim quis se defender, mas caiu no chão, então um deles aplicou o golpe “mate-leão”, ou “gravata” como o que acredito que sua filha sofreu também. Miguel ainda tentou reagir, então o que dava a gravata pediu que os outros dois segurassem os braços e pernas de meu filho. É com muita dor e sofrimento que narro isso para vc, para que entenda que sei o que sente. Meu filho perdeu os sentidos e o monstro que lhe deu o mata-leão, o com o canivete cortou a garganta e deu um golpe no abdomem do meu Miguel, meu filho só foi encontrado dois dias depois. Quando foi tudo descoberto, esse monstro que lhe matou veio a dizer que meu Miguel estava masturbando-se para a noiva dele e que ele viu, a noiva dele, depois soube, era convente com tudo, ela confirmou a versão desse monstro por ser igualzinha a ele, fria, cínica e mentirosa. Meu Miguel morava a um ano com uma moça que até hoje é uma filha pra mim e esta esperava um filho dele, hoje meu neto lindo e amado. Alegaram que meu filho masturbou-se para a moça e que quando flagrado por ele, foi cínico e não se inibiu continuando o ato, houve uma briga e depois meu filho e essa maldita teriam marcado um encontro em um mato próximo e foi seguido pelos três assassinos e mais um outro, e quando chegaram meu filho estaria tendo relações sexuais com aquela cínica fria, um deles levou ela embora e daí tudo aconteceu. Eu sabia que aquilo não se encaixava, os depoimentos deles eram basicamente levando para o lado de escurraçar a memória do meu filho, mas eram contraditórios, um chegou a ponto de dizer que precisava reler o que havia dito antes para “não falar errado”. Ele precisava rever o próprio depoimento para não se contradizer. Descobrimos muitos furos nas versões dele. Para não ser mais tão longa quanto estou sendo, resumindo mais, descobrimos que nada se sucedeu daquela forma. Pegaram meu filho do sítio e levaram pra aquele matagal das proxímidades para matá-lo, premeditadamente, descobrimos esta mulher era obsecada no meu filho, e que naquele dia meu filho estava sério e disse que estava muito bom estar entre amigos mas preferia ir embora do sítio. Essa mulher foi a cabeça. Ela e o noivo mantinham uma relação doentia e ela de fato não foi ao local, mas sabia de tudo e era a mentora, falou para o noivo matá-lo e esse noivo era o “bonequinho” dela. Descobrimos através de provas inclusive periciais, que demonstram que ele foi arrastado e havia sangue dele no carro, e demonstrando que a pedrada foi dada dentro do carro. Mostra também que meu filho tentou fugir em dado momento. Um dos monstros resolveu dar mais informações, ele disse que segurou os pés do meu filho, que tentava se libertar mesmo tonto e machucado e que ele não olhava para o meu filho para não vê-lo sofrer, esse tipo de covarde soube na hora ajudar aquele assassino. Por fim, ele falou que o crime foi premeditado sim, mas que ele não sabia, mas que depois confirmaram para ele que era premeditado só não daria detalhes, falou que essa mulher era obsecada no meu filho e que ela criava sempre obsessões por alguém, mas quis a morte do meu filho, pq meu filho irritou-se e disse para ela ir para “pqp” e deixar ele em paz. Eles foram condenados, todos, os três, a maníaca e a quarta pessoa que eles haviam citado(que teriam ido embora junto com a monstra), nunca foi encontrada e provavelmente nunca existiu. Mas todos adivinhe, já estão em liberdade. Meu neto hoje em dia sofre muito com o que fizeram com o pai dele, minha filha caçula, sempre tem pesadelos com o irmão, para mim é uma dor que não se cala, não se apaga e eu entendo vc e todas as mães de filhos assassinados. A dor da perda, de ver que seu filho querido foi assassinado é algo que nem dá pra explicar com exatidão.
    Eu tenho tirado sempre força da minha família, daqueles que sempre me apoiam, acredito que assim seja com vc. Mas uma coisa eu consegui, limpar a dignidade do meu filho, colocado como um mau-caráter sujo por aqueles porcos. Beijos e luz.

  23. Marina Machado 03/05/2011 at 3:33 pm #

    Ele falava que era assediado, mas tudo o que ele disse, era ao contrário que acontecia, é claro que ele matou pq ela não o quis, senão ele iria matar a filha da autora da novela que ele fazia pra que? Sua luta foi uma grande demonstração de amor de mãe, me orgulho como mãe, por vc.

  24. Daniela Machado - Dani x 30/04/2011 at 9:37 pm #

    Tinha um vídeo com a voz dele falando que Dani chegou a dizer a ele com todas as letras que preferia se afastar dele e aí ele ficou desesperado, falando “poxa, vou perder sua amizade”, que ficou desnorteado, a filha da autora querendo se distanciar dele… era alguma coisa assim. Eu não sei mais achar esse vídeo, mas lembro que eu vi tem um tempinho já. Bjs Glória, sou sua grande fã te amo.

  25. Gabriel Ribeiro Filho 29/04/2011 at 2:04 pm #

    Sou irmão da Irene Ribeiro, minha irmã é fã da daniella, eu lembro bem quando aconteceu a morte da sua filha, minha irmã pediu que eu visse o blog e comentasse o que eu acho. Bem, acho o que sempre achei, que o crime foi uma covardia, e Daniella era uma linda garota que não merecia ter a vida interrompida assim bruscamente. Desejo força a vc e parabens pela sua luta.

    Abraço;

    Gabriel.

  26. edson 27/04/2011 at 4:11 pm #

    Hoje a Dani continua sendo nossa eterna atriz talentosa e meiga, o tempo pode passar, a saudade aumentar, mas seus fãs verdadeiros sempre irão se lembrar da doce menina que sambava com ninguem, a cada vez que vou ao Rio lembro da Dani, são 18 anos de sua ausencia, mas continuara vivissima em minha memoria,.Gloria e uma guerreira se a encontrasse pessoalmente iria abraça-la e agradecer por ser mãe da nossa amiga Dani.

  27. Megg 06/04/2011 at 11:16 pm #

    PAlewa, ah sim, sempre gostei desses assuntos, aliás, gosto de conhecer de tudo um pouco, procuro estar interada, mas meu interesse aumentou mesmo. Ahh leia o livro quando tiver oportunidade, será de grande valia. Abraço.

  28. Palewa Merçon 06/04/2011 at 3:12 pm #

    Megg, ainda não li esse livro. Parece ser bom pelo que vc escreveu… pelo visto vc resolveu se aprofundar nesse assunto, neh? rs
    Gostei de saber! Beijos, querida. 😉

  29. Marcello Khan 01/04/2011 at 7:33 pm #

    Olá Glória Perez, saudações, sou seu fã, eu estava recém formado em medicina quando sua Daniella partiu, e hoje já tenho 45 anos e tenho uma filha de 17 chamada Glória, pois acho esse nome lindo e tb por lembrar a sua pessoa, a sua força, a sua garra. Nunca esqueci esse crime absurdo, a Daniella era demasiadamente linda e ontem me recordei dela ao ouvir no rádio “Romance Rosa”, eu lembro bem que essas músicas tocavam nas cenas em que ela aparecia como Yasmin. Eu acompanhei muito o caso na época mas confesso que depois eu perdi o foco de para onde foram levadas as investigações. Hoje me interessei em procurar a respeito e achei o blog. Eu sabia por alto que ele a perseguia, mas não sabia exatamente o rumo das coisas. Uma pena essa moça cair nas mãos desse maníacos.

  30. Megg 29/03/2011 at 10:05 pm #

    Então, o livro que recomendei em outro post, PSICOPATIA – A MÁSCARA DA JUSTIÇA, tem uma capítulo que fala dessa questão da loucura moral, “Noção histórica: da loucura moral à psicopatia.”
    Eu começei a prestar mais atenção no tema “psicopatia” depois que começei a conhecer mais detalhes do crime contra a Dani, tenho me interessado tanto no tema e em psicologia em geral, que resolvi e me matriculei na faculdade de psicologia, era um dilema que eu tinha, eu antes de cursar e me formar em Educação Física, já tinha cogitado psicologia entre outros cursos.
    Glória, a senhora é um ser que admiro a cada vez mais, isso é do fundo do coração, te considero um grande exemplo, por exemplo, se às vezes penso que minha vida tá ruim, ou algo assim, eu lembro da senhora. Perdeu sua filha em condições e motivos torpes, uma coisa que nem tem mais como definir, e como citado pela Kelly, vc superou tbm outros fatos e vc está sempre forte, firme, me espelho nisso.

    Abração.

  31. Kelly Cristina Leal 29/03/2011 at 4:50 am #

    A Glória é um grande exemplo de força, coragem e superação, além da morte brutal e por motivos torpes que a Dany teve, houve a morte do RAfinha e o câncer que ela superou. Uma guerreira.

  32. Eduardo M. Sá 28/03/2011 at 9:08 pm #

    Ótima explicação da minha prima Kelly, “Loucos moralmente”, sem maiores detalhes.
    Glória, nós todos te admiramos demais, talvez isso não seja um “consolo”, mas talvez a faça ver que não estará nunca só.

  33. Palewa Merçon 24/03/2011 at 8:54 pm #

    Boa sorte para sua filha Nice, espero que ela se recupere 100%. Muita força! Infelizmente, acidentes acontecem… todos nós estamos expostos a perigos nesse mundo louco!

    Mas, gosto dessa frase: “Sem pressão, sem diamantes.” – Mary Case.

    Abraço. 🙂

  34. Nice Vianna 24/03/2011 at 6:18 pm #

    Glória querida, eu não me canso de admirá-la, sei que não age para ser admirada, mas a sua garra e força são verdadeiramente impressionantes. Não sei como agiria na sua pele. Um filho pra uma mãe e/ou pai que verdadeiramente o ama, é o tesouro mais precioso que existe, meus filhos são tudo para mim, a felicidade deles é a minha, meu filho agora terminando a faculdade, é uma realização, um orgulho, uma realização minha, então faço idéia de como a realização da Daniella como atriz e bailarina era a sua também. Uma moça linda, sensível e talentosa, e, repentinamente, perdê-la de maneira brutal, por motivos torpes, com os psicopatas o tempo todo invertendo papéis, realmente brincando com a situação, deve ser doloroso demais.
    O auge do desespero em que entrei com a minha filha em coma foi enorme, foram momentos terríveis que ainda não consegui superar, há 9 dias minha filha saiu do coma e ainda estou com isso entranhado em mim, e creio que nunca esquecerei, faço idéia de como significa a morte de sua Dany que foi através de um assassinato. A sensação que eu tive quando minha filha se acidentou é de que eu gostaria de ter estado lá e como, uma super-heróina, salvo ela, impedindo-a de se acidentar e muitas vezes pensando também que gostaria de estar no lugar dela, acredito que vc também deve ter pensado da mesma forma. Do fundo do meu coração, eu lamento muito tudo o que vc é obrigada a passar ainda hoje.

    Forte abraço, o Brasil te ama.

  35. Patrícia Escobar 21/03/2011 at 8:39 pm #

    Meus pais até hj me contam da comoção da época, eu era bb ainda. Meus pais agora sabem a motivação, mas antes ele disse que era um mistério esse crime, ninguém conseguia entender nada, até pq o Guilherme cada hr dizia uma coisa e confundia e a Paula sempre se dizia inocente mas que graças a luta, tudo apareceu e tudo se encaixou. Vc é uma super mãe mesmo.

    Beijos.

    Patty Escobar.

  36. Kelly Cristina Leal 17/03/2011 at 7:35 pm #

    Isso mesmo Palewa. “Loucos moralmente”.
    Apesar do termo “psicopata” ter sido introduzido em 1818, na Alemanha, antecedeu-lhe o termo “moral insanity” (loucura moral, 1835) do médico inglês James Prichard. Para ele as psicopatias seriam manifestações de “loucura moral” e, portanto, que faltava, nos indivíduos que a apresentavam, o sentido ético e de domínio pessoal.

  37. Fabiano Figueiredo 18/02/2011 at 1:23 am #

    Infelizmente na vida, muitas vezes nos prejudicamos por sermos generosos demais. A Daniella quis poupar a carreira do psicopata e acabou sendo assassinada pelo monstro.

  38. Gabriella Aride 09/02/2011 at 9:33 pm #

    Palewa disse tudo, o Guilherme é um “louco moralmente”.
    Como o Vítor aqui abaixo citou, a Daniella quis evitar maiores problemas, quis evitar escândalo, talvez ao ver dela, desnecessário.
    Daniella era um ser que fazia de tudo para não entrar em encrenca, confusões, pude “captar” isso da personalidade, do jeito de ser, da áurea.

  39. Vitor Jordão 08/02/2011 at 8:00 pm #

    Como a vida da Daniella se foi em vão, teve seus planos, sonhos, seu ciclo de vida intrrompido por uma ambição desmedida desse camarada. Foi como disseram aqui, Danny foi vítima da sua própria inexperiência, ela quis evitar problemas maiores, brigas, confusões e se calou crendo que tudo se resolveria com o tempo, sem imaginar que ele teria a forma dele de resolver as coisas. Ela não imaginou a gravidade da situação acredito eu.
    Como pai, minha filha ainda é pequenina, eu penso como deve ser a dor que vc Glória sente, e nem sei como eu agiria.
    Forte abraço, vc lutou pela justiça possível a sua filha, o tudo mais não é culpa sua, vc fez o que possível e até o impossível, mas a lei achou que ele merecia as ruas… revolta mesmo.

  40. Irene Ribeiro 08/02/2011 at 4:12 pm #

    Concordo tbm com o Fabiano, em outros lugares comentando sobre o caso da Dani, eu mesma, no ímpeto, na raiva, da revolta, querendo arrumar qualificações pra ele já escrevi, esse ” louco desgraçado”, e coisas assim, mas de louco não tem nada, e Eu realmente os loucos não merecem isso.
    Eu tenho nojo de psicopatas.

  41. Palewa Merçon 08/02/2011 at 3:18 pm #

    Fabiano, assino embaixo das tuas palavras. O Guilherme só pode ser associado a um tipo de loucura: ele é um “louco moralmente.”

  42. Fabiano Figueiredo 08/02/2011 at 1:15 am #

    Chamar Guilherme de Pádua de louco é um insulto injusto. Aos loucos. Os loucos são humanos(enlouquecem por serem demasiadamente humanos) e dignos de compaixão e ajuda. Guilherme de Pádua é um monstro psicopata que só merece repulsa e desprezo. Por favor, galera, respeitemos os pobres loucos, que não podem e não devem ser comparados com essa verdadeira besta.

  43. Palewa Merçon 07/02/2011 at 7:46 am #

    Jack, disse tudo! O crime merece lealdade e/ou perdão? Acho que não…
    No pensamento jurídico atual, político autoritário e na fé dogmática religiosa, tudo se relaciona com tudo, não há acaso nem acidentes da natureza. Tudo faz sentido e está contido na teoria geral. E o futuro é certo; e muda conforme a conveniência da hora. Para mim o que vale mesmo é a lei que está por baixo das leis: o respeito à vida e a dignidade de cada ser humano. A essência dos direitos humanos.
    Muitos só criticam a polícia. E eu questiono na hora, a polícia é violenta? Muito mais violenta é a covardia dos bandidos como o Guilherme, entre outros! Muito mais violenta é a omissão e o descaso da justiça! Muito mais violenta é a impunidade e a injustiça! Isso tudo nos corrói!

    “Todo homem é culpado por todo bem que ele não fez.” (Devemos ser a mudança que queremos ver…)

  44. Jackeline Oliveira 06/02/2011 at 10:43 pm #

    Nossa, que gentinha baixa. Que nojo, principalmente dessa “justiça” podre, que não tem vergonha de jogar na rua trastes como esse tipinho.
    Hoje o cara fica bancando o crente arrependido. Não tinha escutado essa entrevista, mas a naturalidade com a qual ele fala sobre o assunto ou melhor, com a qual ele desconversa, mostra exatamente o quanto ele vale. E ainda com a cara de pau de falar em covardia, que a outra lá foi covarde em seguir os conselhos do advogado.
    Na minha opinião, ninguém é capaz de mudar tão radicalmente, como ele diz ter mudado.
    A outra sujeitinha ta viva? Nem sei, as pessoas esquecem muito rapido, infelizmente.
    Eu sou totalmente contra a pena de morte, mas, diante de situações como essa, paro para pensar. Fico imaginando ter esse tipo de gente como vizinhos.

  45. Fernando 14/01/2011 at 5:16 pm #

    Oi, sou Fernando Sanjinés de Santa Cruz de la Sierra, Bolivia. Eu vi a novela cuando tinha uns 13 anos. Fiquei chocado pela morte de Daniela. Pena que os assasinos estâo livres.

  46. Nice Vianna 05/01/2011 at 5:21 pm #

    Glória:
    Infelizmente eles não cumpriram até o fim, mas uma coisa que o Eduardo citou é verdade, mesmo terem tido a liberdade rápido e com suas fichas limpas, eles nunca terão 100% de sossegos nas ruas, com certeza não ficarão totalmente relaxados em um restaurante, bar, festa, caminhando, sentados em uma praça, ficarão sempre com receio de alguma hostilidade, olhando pros lados, sempre imaginando que alguém possa hostilizá-los, como o Guilherme conta que cuspiram nele num shopping, a Paula chegou a mudar os cabelos, e ainda assim, acredito que tenha receios.
    Acho que esse é o único castigo que eles têm, castigo eterno, porque mesmo que ninguém hostilize mais eles, ainda assim eles terão receio de hostilidades, imagina vc não poder sentar num bar, ficar a vontade sem receios?
    É o único castigo deles, esse eterno receio. Até mesmo Guilherme palestrando, aparecendo na mídia, com respaldo, tudo bem, ótimo, faz suas exigências e está tudo certo, mas duvido que ele fique a vontade nas ruas, no dia a dia, no lazer fora de casa. Duvido. E isso eles vão carregar pra sempre mesmo em liberdade e com a ficha limpa. Isso é pouco? É, mas já é alguma coisa.

    Abraço Glória querida. Sua doce menina é inesquecível, não importa quantos anos se passem.

  47. Eduardo M. Sá 02/01/2011 at 4:02 am #

    Sabia que a Dani não era amante de um sujeito sujo desse, a Dani não iria se envolver com um cara maluco desses, que só queria se aproveitar por ela ser filha da grande Glória Perez.
    O maior erro da Dani, infelizmente, foi não ter aberto o jogo com todo mundo, mesmo que isso detonasse a carreira desse cara. Ela quis evitar confusão e se deu mal.
    Glória Perez, eles mataram sua filha sim, isso não muda, mas a vida deles não muda mais também, assim como vc nunca mais terá a vida de antes, eles também não terão, sempre terão receios nas ruas, nunca se sentirão 100% a vontade por receios de hostilidades e sempre serão indagados pelo crime brutal que cometeram. Eles não têm paz, pode acreditar.

  48. Lilian 01/01/2011 at 3:32 am #

    Tbem acredito que ele se interessou por ela por motivos egoistas e como ela não deu bola pra ele, quiz se vingar, como pode ele ainda ir a programa de Tv e dar palestra na faculdade de Piaui como eu li na internet. E´o fim do mundo!!

  49. Rosilene 31/12/2010 at 5:00 pm #

    Oi glória, eu vi vc postando no TT no dia 28 o video da dany dançando. Quando tudo aconteceu eu tinha 6 anos e dançava as musicas da Yasmin na frente da TV, no ultimo dia 28 eu e minha mãe lembramos disso. Hj estou com 24 anos, e poxa parece que foi ontem né. Queria que soubesse que adorava a sua filha, aprendi a sambar com ela sabia ?? rs, através de sua personagem.
    Quero lhe desejar um feliz 2011, estamos com vc, minha mãe esta aqui do meu lado de mandando um forte abraço.
    E a dany será eterna. bjussss @rosylenii

  50. Guilherme Luíz Guerra 27/12/2010 at 6:17 pm #

    Total falta de respeito com a vida do próximo.
    Eu não me conformo ainda hoje que essa moça tão linda, espetacular, perfeita, esteja morta por ter sido brutalmente apunhalada diversas vezes, assassinada de maneira tão feroz. Quanto ódio.
    Dani, descanse em paz, nunca serás esquecida.

Leave a Reply

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes