As muitas versões de Guilherme de Pádua – Confissão

O assassino contou muitas versões. Conduzido à delegacia, negou o crime durante 7 horas, e tentou corromper o delegado, propondo que considerasse o caso não como assassinato, mas como assalto seguido de morte. Confessou, então,  que havia levado  a bolsa de Daniella para simular assalto. Vale lembrar que a bolsa e os dólares que estavam lá para fechar a compra de um carro nunca foram devolvidos!

Proposta não aceita, e encurralado pela apresentação de que havia uma testemunha visual -Hugo da Silveira- e de que a perícia havia constatado que adulterara a placa do seu carro para cometer o assassinato, "elaborou" uma primeira história, baseada no filme que lhe veio à mente: "Atração Fatal", onde cuidou de acomodar todas as provas que a polícia havia apresentado para prende-lo.Veja o que ele diz no livro que escreveu (a narração é na terceira pessoa). Trecho publicado no noticiário da época:

Enquanto os investigadores elaboravam uma forma de faze-lo falar, ele imaginava o que iria dizer aos investigadores. (...) Naquele curto espaço de tempo que teve para pensar, elaborou uma confissão. Falaria que Daniella tinha um interesse amoroso por ele, mas ele não correspondia. Daniella o perseguia com extremo sentimento que nasceu de uma amizade. Algo como no filme Atração fatal. Ele jamais havia correspondido (...) O sentimento de Daniella tornava-se cada vez maior sob efeito da rejeição (...) Esse era o esquema que ele havia elaborado. No desespero, acreditou que essa história absurda seria realmente convincente.

A montagem da história, segundo o próprio assassino denuncia, contou com a colaboração dos seus advogados, presentes ao depoimento. Vejam o que ele diz no livro que escreveu, falando de si na terceira pessoa:

Era hora de pensar, juntamente com seus advogados e criar uma descrição minuciosa de uma situação que pudesse levar à morte de Daniella

E sem nenhum escrúpulo, (nem dele nem dos advogados), não satisfeito em assassinar Daniella, parte também para a tentativa de assassinar também a sua imagem, retratando-a como uma insana, disposta a destrui-lo pessoal e profissionalmente. Vamos ao processo. Aqui está o que ele diz, no depoimento contido no auto de prisão em flagrante:

que há cerca de 04 (quatro) meses atras, DANIELA, aproveitando-se das normais brincadeiras entre atores, passou a assedia-lo de todas as formas possíveis de uma mulher (...)  que apesar de notar as insistentes insinuações de DANIELA nunca a encorajou, procurando dissuadi-la de qualquer pretensão.(...) que procurava, apesar das insinuações da jovem, manter uma amizade profissional, pois estariam trabalhando juntos quase diariamente. Que DANIELA nunca se conformou com o fato do declarante não atender as suas insinuações, passando a partir daí, DANIELA, a se insinuar cada vez mais para o declarante, fato este sempre repudiado por ele. Que fora essas insinuações, DANIELA passou a ameaçar a vida pessoal do declarante, afirmando diversas vezes que mandaria matar a esposa do mesmo, determinando que o corpo fosse esquartejado em seis pedaços e enterrados em locais diferentes, para que a alma nunca mais se reencontrasse. (...) Que DANIELA por diversas vezes também alegava que poderia prejudicar a profissão de ator do mesmo, pois sua mãe e seu marido, assim como ela, são pessoas muito influentes no meio artístico

A narrativa de como aconteceu o crime ainda é mais surreal. Diz que Daniella praticamente o obrigou a segui-la para bater papo, até o matagal sombrio, típico local de desova, de meter medo à própria polícia, que armou-se de metralhadora para permanecer ali, quando do encontro do carro.  Embora sua mulher grávida estivesse esperando por ele há muitas horas no Barrashopping, Guilherme de Pádua conta que  seguiu Daniela "para não ser indelicado". No local, ela o espancou e tentou beija-lo. Com medo, ele se defendeu desferindo nela 18 punhaladas:

que no local DANIELA veio para o carro do declarante e começou a se insinuar de forma mais agressiva, tendo o declarante repelido, sempre tentando contornar a situação da melhor maneira (...) que DANIELA estava totalmente transtornada, transtorno esse que se agravou com a negativa do depoente, que passou a ficar constrangido, acuado e irritado com tal situação. Que DANIELA começou a chorar compulsivamente, tendo o declarante aberto o porta-luvas do seu carro para pegar um lenço de papel que ali guardava; que neste momento DANIELA viu uma tesoura que ali estava, pegando-a imediatamente, partindo agressivamente em direção ao declarante, dizendo que ia acabar com a vida do mesmo; que neste momento o declarante, acuado, saiu do seu carro tentando se desvencilhar de DANIELA; que o declarante, diante dessa situação, tentou imobilizar DANIELA, que estava totalmente descontrolada, tendo travado com ele luta corporal; que a violencia com que DANIELA batia no declarante era tanta que mesmo ele estando com casaco tipo couro, napa, teve seus braços e sua testa lesionados; que apos conseguir tirar a tesoura de DANIELA, o declarante que estava desesperado, com medo de tudo o que estava acontecendo, digo, que o declarante conseguiu tirar a tesoura de DANIELA depois de imobiliza-la com uma gravata; que apesar disso tudo, DANIELA sempre gritava, além de diversos palavrões, que iria acabar com a mulher dele e com seu filho. e que o declarante, digo, tendo neste momento DANIELA neste momento novamente  agredido o declarante, e este como se estivesse vivendo um pesadelo se atracou com DANIELA, não podendo descrever a forma precisa como a atingiu.

Uma observação: Daniella tinha 1.62 de altura, e como registra o laudo cadavérico:  "apresenta compleição física franzina"

Algumas horas depois desse depoimento, num show de cinismo e dissimulação, Guilherme de Padua divulga a  versão  que "elaborada" através de uma entrevista a Nélio Bilatti, da rádio Tupy. Cuidando para não se comprometer com muitos detalhes. Afinal, a investigação estava só começando:

 

Os colegas de trabalho reagiram com surpresa e indignação:

A "versão" , registrada diante de 4 advogados, tinha um intuito muito claro: fugir das evidências da frieza e da premeditação que agravavam o crime e aumentavam a pena. Para isso, seria preciso convencer que havia sido  um crime passional, para poder se beneficiar das atenuantes. Assim, os primeiros advogados de Guilherme de Pádua anunciaram a historia que defenderiam no júri.

No livro que escreveu, Guilherme de Padua confessa que esses advogados participaram das "negociações" com o delegado sobre como registrar a história em depoimento. Diz mais: que a participação de Paula Thomaz foi discutida ali, abertamente, entre eles.  Ainda assim, na disposição de safar o cliente, se prestaram ao papel de denegrir publicamente a pessoa de Daniella, emprestando suas imagens respeitáveis para dar credibilidade às novas punhaladas que o assassino desferia contra ela.

É isso que chamam de ética da profissão?  é isso que chamam de direito de defesa? não, eu não entendo nem aceito. A atuação de um advogado, a partir de certo limite, deixa de ser defesa para se tornar cumplicidade. Foi com certeza a partir da observação de histórias como essa, que Dostoievsky definiu duramente o advogado como "consciencia de aluguel"!

Quanto às concessões que ele conta terem sido feitas pelo delegado Mauro Magalhães, são tão vergonhosas que  merecem até uma postagem à parte!

Isso foi só o começo, a primeira das muitas outras versões que vieram a seguir. Leia sobre as outras nas postagens seguintes.

Compartilhe
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

, , , , , , , , ,

40 Responses to As muitas versões de Guilherme de Pádua – Confissão

  1. Camila 28/12/2017 at 6:18 pm #

    Queria deixar aqui meu abraço de mãe à Glória, assim como você também convivo com a dor da saudade de um filho que a brutalidade deste mundo me tirou há quase 4 anos. Eu espero que como você eu tenha fé, coragem e saúde suficiente para suportar 25 anos de separação. Por escolha própria meu filho aos 18 anos 2 meses e 10 dias de vida cometeu suicídio, em segunda-feira nublada e triste do dia 13 de janeiro de 2014. Eu ainda com resto de forças juntamente com a minha mãe e minha irmã o reanimamos com massagem e respiração boca-a-boca, ali mesmo diante da evidente morte, com suas pupilas midriáticas totalmente frouxas ainda tentei dar a ele o último sopro de vida… dois depois ele morreu, segundo o LML de autoextermínio. Glória você está em minhas preces, era menina quando sua Daniella foi morta, e sempre temi a perda de um filho! Posso dizer que embora nossas perdas sejam iguais, a dor é sempre um sentimento do qual não podemos comparar, apenas fazer idéia de que sentimos essa dor constante que agrava a cada foto sorridente de nossos filhos!
    Seguirei sempre lhe desejando o melhor e que Dany nunca seja esquecida, estou ao seu lado, Glória! Que eu tenha a sua força para continuar a viver, sorrir e seguir a minha vida tão forte quanto você.

  2. Reni 27/08/2016 at 12:18 am #

    Não conhecia essa parta da história, por isso a Glória não o perdoa, tem razão como pode perdoar uma pessoa q não se arrependeu do que fez e sempre mentindo e denegrindo a imagem de uma pessoa que nem tá aqui pra se defender?

  3. Drina 06/11/2012 at 10:06 pm #

    Depois deste episódio de ver igreja Evangélica acolhendo assassino que deveria ter tido pena de morte ou no mínimo um linchamento em praça pública, estas igrejas ainda promovem um animal destes… O povo brasileiro deveria acordar e começar a agir, já que a justiça não esta nem aí. Povo mole, condizente a tudo…. Acorda Brasil….. igrejas evangélicas não prestam, a justiça no Brasil não serve para nada, apenas para proteger criminosos, então resta apenas o bom senso do povo. Somos a maioria, mas infelizmente muito bonzinhos e bobinhos….Damos espaço para estas igrejas usarem da boa fé do povo, para assassinos matarem, só acontece isso porque deixamos acontecer……

  4. wagney 08/06/2012 at 6:35 pm #

    E o mais curioso e que um dia na Igreja Batista lagoinha em culto realizado pelo Pastor andre valadao(letras de acordo com seu carater…,resolveu falar que esteve em um jantar com uma pessoa maravilhosa espetacular comendo sushi, com elogios que nem para um irmao da igreja ele nuca fez,ai quem aparece guilherme de padua naquele momento eu e minha familha como outras pessoas incluisive que eu tinha recomendado a ir ao culto que era exelente e que sairia de alma lavada, fiquei muito envergonhado e deixei a igreja por nao confiar naquela que prega o bem, e nao defende criminosos e assassinos e colocando como parte da igreja ……..Imagina se todos resolverem fazer o mesmo haja lagoinha para tanto assassino,………..Fiquei indignado…….

  5. Daniel Livino de Carvalho 29/02/2012 at 5:10 am #

    PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR:O que leva uma pessoa que se diz super fiel à sua esposa a acompanhar,a um lugar como aquele,uma mulher que segundo ele,o assediava com insistência e agressividade,e que teria inclusive(segundo ele)ameaçado sua vida?Se ele queria evitá-la,pra que segui-la até lá?Qualquer pessoa dotada de um mínimo de inteligência,vê que essa não cola.No fundo,acho que ele formulou essa versão também para comover a sociedade,fazer parecer para a opinião pública que era um coitado sendo perseguido por uma louca que matou para defender a família.Confiou demais no seu talento de ator.E deu um tiro no pé!Mas como ele não iria dar o braço a torcer,encontrou satisfação em ser reconhecido pra sempre como ASSASSINO da Daniella Perez,protagonista absoluto de um caso sem precedentes na história

  6. Anna Carolina Veiga (Carolzinha) 13/06/2011 at 8:25 pm #

    Concordo com todos abaixo que falaram que nada justificaria mesmo que alguma merda que ele disse tivesse sido verdade. Adorei os comentários.
    Esse cara só fala merda e é sempre contraditório, em uma entrevista na época do julgamento, o sujeito disse que namorava a D.P. mesmo se prova nem nada, ridículo, mais uma dentre as 10 versões dele, ele inventou o que ele queria que tivesse sido verdade, por isso ele tem raiva dela, por ter sido rejeitado.Mas enfim, ele disse que era a primeira vez que ele traia, que sempre foi fiel, porém em outras duas entrevistas ele falou que sempre traia e saia com duas ou três mulheres por noite, na gandaia, drogas, que era pervertido, o cara inventa tanto que acaba se contradizendo. Já li muitos furos dele, e muitos com a voz dele nem tem como dizer que foi reporter que inverteu não. Já disse que quem começava a briga era Paula, depois era Daniella, que quem xingava primeiro era uma depois era outra, e ele sempre o bonzinho, que ele sempre foi um cara super calmo do tipo que poderia até “apanhar de mulher” e na cena do crime? Só a Paula é má e culpada, foi somente dela a ideia de apunhalar e ela fez isso sem ele ver, ela, somente ela teve todas as “más idéias” daquela noite, ele tadinho, não. Vai te catar vai loroteiro.

    Carol.

  7. Jana Pimenta 05/06/2011 at 1:58 am #

    Gente este cara é um doente!esta entrevista na epoca do crime é insana…ve-lo agora dando testemundo nas igrejas .pois tem vido no youube me da nojo!

  8. Palewa Merçon 06/05/2011 at 4:07 am #

    Inara, compartilhamos da mesma opinião: sou inteiramente a favor da prisão perpétua e terminantemente contra a pena de morte no Brasil. 😉

  9. Inara [amor de mãe é eterno] 05/05/2011 at 3:04 pm #

    É tão velha essa história de transformar a vítima em ré(u), mais velho do que andar pra frente, claro mais ainda a vítima sendo mulher, isso dá uma revolta tão grande, sufoca a gente, pois sabemos como são aquele ser que nasceu de nós. Uma mãe sempre conhece o filho(a) que tem. Não é nem nunca será de outro jeito. Assassinos são sempre assim, muito “corajosos” quando estão armados ou são mais fortes do que a vítima indefesa, mas na hora de arcar com a consequências, as coisas mudam. Não defendo a pena de morte, acredito que em um país como o nosso, morreriam muitos inocentes, e quando se descobrisse, seria tarde demais, mas sou inteiramente a favor da prisão perpétua. Seres assim não tem reabilitação, não têm jeito.

  10. Palewa Merçon 13/02/2011 at 6:43 pm #

    Exato Megg, antes parecer paranóica do que ser descuidada e se ferrar. Precaução e cuidado nunca é demais. As pessoas deveriam confiar mais nas suas intuições. Ela sempre nos avisa de perigo, é o nosso sinal de alerta mais confiável. No meu blog falo muito dessas coisas e de segurança pessoal. Só conferir lá! Bjks em todos.

  11. Gabriella Aride 09/02/2011 at 10:14 pm #

    As coisas que ele criou me intrigam e me levam a crer se ele não pensou em muita coisa que não deu tempo de fazer, ele falar de esquartejar por exemplo, como se fosse idéia da Dany, depois ele desmentiu, como o Saulo aqui abaixo citou, é muito estranho ele ter idéia de falar em esquartejar, aliás, primoroso o comentário dele. Vê se que ele diz que a Dany perseguia ele e descobriram que era ao contrário. Eu penso, o que será que ele iria fazer com carro dela? E o corpo, será que seria daquela maneira ou ele esquartejaria?

  12. Megg 08/02/2011 at 7:15 pm #

    Lendo o comentário da Palewa, esse abaixo, chega me encheu os olhos de lágrimas, em pensar no que a Dani passou e que acabou sendo vítima de sua própria inexperiência, ela poderia ter salvo a si mesma se tivesse dito algo, isso realmente é um alerta, mais e mais pessoas tem que ter acesso a esse blog, pra saberem o que realmente houve com a Dani e de como isso poderia acontecer com qualquer um, infelizmente todos temos que estar preparados pra cruzarmos com um possível psicopata, cuidado nunca é demais, eu prefiro ser cismada e desconfiada, as vezes penso que sou paranóica, mas meu “feeling” me “salvou” muitas vezes.

  13. Palewa Merçon 30/01/2011 at 4:11 am #

    A prática de perseguir outra pessoa com habitualidade, incansavelmente, seja por qual motivo for, chama-se “Stalking”. É sempre um sinal claro de perigo e de comprometimento psicológico do perseguidor (stalker). Eu fui vítima disso e foi uma péssima experiência. Aconselho a todos que forem vítima desse tipo de abuso e invasão de privacidade a denunciar, a ser firme ao afastar o abusador.
    A Daniella Perez mesma foi vítima de sua inexperiência, estava incomodada e constrangida com o assédio e a perseguição contumaz do Guilherme, mas não soube se defender e perceber o tamanho do perigo que a rondava. Dany foi omissa por ingenuidade e para evitar mais confusão. Ela achou que pedir ajuda para impedir o assassino de continuar com um comportamento inconveniente para com ela o prejudicaria profissionalmente, aí ficou aturando do jeito que dava para “proteger” a carreira artística dele, foi evitando ele na medida do possível, ultrapassando os limites dela mesma para não entregar o sujeito. E de que adiantou? Ela acabou sendo assassinada! Antes mesmo dela ser morta covardemente, já vinha sendo vítima de violência psicológica, estava muito constrangida com as investidas do Guilherme, sem se dar conta na íntegra do fato de já estar naquela época sendo vítima de uma forma de violência e manipulação; se a Dany tivesse percebido isso mais claramente poderia ter salvo a própria vida. E que isso sirva de exemplo para todas as mulheres que estão vivenciando algum tipo de abuso psicológico e/ou físico. Não deixem ninguém te maltratar de qualquer maneira que seja; não negocie; não perdoe mais de duas vezes; não se omita. Proteja-se! Defenda-se! Reaja! A sua integridade física e psicológica é um bem indisponível e vc não merece sofrer. Ame-se mais e cerque-se de pessoas que te façam bem, que te agradem e que, acima de tudo, te respeitem.

    Gente, atualizei o blog e está cheio de postagens legais. Basta clicar aí no nome “Palewa” em azul. Bjks pra todos!

  14. Eduardo M. Sá 02/01/2011 at 4:19 am #

    Uma versão idiota. Ele que era um pervertido mal-resolvido e a outra, por aí caçando suas “carnes de leopardos”, não era a Dani que vivia por aí brigando por homens e atacando mulheres com garrafas por um par de calças. Daniella era feliz e queria ter filhos, tava vivendo a vidinha dela, a carreira, aí cruza com dois psicopatas com neuras e paranóias em relação a ela e acabou tendo este fim que sabemos.Eu tinha 13 anos quando a Dani se foi, eu ficava enfeitiçado vendo ela na TV, linda, uma gata, e agora, por causa desses assassinos cretinos, nunca mais veremos a Dani com novos personagens, linda pór aí, todos perderam a Dani.
    Esse Guilherme poderia palestrar sabe aonde? No inferno.

  15. Lilian 01/01/2011 at 5:35 am #

    A me dá uma revolta gigantesca pensar no que aconteceu com a Dani, e este… fulano…. solto se esquivando o tempo todo de sua culpa.Concordo tbem com Saulo,Palewa nos seus comentários. NADA, NADA JUSTIFICA TIRAR A VIDA DE UMA PESSOA, Espero nunca ver este cara pessoalmente!! forte abraço para vc Gloria.

  16. Palewa Merçon 22/12/2010 at 6:55 pm #

    Esse Guilherme é um PALHAÇO previsível. O que ele falou da Daniella é a típica defesa de agressores de mulheres. Eles sempre culpam as vítimas pela violência cometida contra elas. Se a mulher era bonita então, sensual, é um prato cheio para acusá-la de assédio, de sedução, principalmente se o crime cometido foi estupro. Homens que maltratam mulheres, não raro, culpam suas vítimas, classificando-as de tolas e/ou merecedoras do destino que tiveram. Quando descobertos, podem simular um arrependimento que jamais sentirão (seja por possessividade, psicopatia, etc.). Simplesmente consideram que fizeram um “mal necessário” e ponto final pq já era… não tem volta. AFF! Que não nos exponhamos tanto. Que nos protejamos do mal que nos ronda. Que estejamos sempre alertas e vigiando.
    Não critico os advogados de defesa do Pádua, pq quem entende um pouco sabe que não tem outra forma de defender os assassinos, se não for de maneira apelativa. Tem que criar dúvidas, atacar a moral da vítima para tentar atenuar as coisas para o cliente. Arrumar uma motivação mais “normal” (que não existe) e tentar fazer colar. É uma profissão que eu não gostaria de ter… rs. Nesse caso Daniella Perez, eu não vejo outra defesa possível a não ser insinuar que ela teria ido por vontade própria ao matagal, por mais absurdo que nos pareça. Tentar plantar duvidas a respeito dela, insinuando adulterio, por mais indignação que isso nos cause. Não acho isso certo, mas compreendo. Nem tudo que é legal é justo. Os fins, nesses casos, justificam os meios. É um direito constitucional. Quanto mais perspicácia esses advogados tiverem, mais podem produzir diferentes estratégias de defesa. Isto é importante se o caso for a tribunal. Leva tempo construir uma reputação por ser um advogado de defesa de marginais. Esse tipo de advogado tem que ver os casos sem emoção mesmo, sob uma perspectiva maior, em vez de só ver o que é apresentado. Se não existir, eles inventam. Tentarão convencer até o fim. É a missão deles, então não os condeno, não foram eles que cometeram os crimes que seus clientes praticaram. Entendo também os familiares da vítima não saberem compreender isso, algo natural diante de perdas terríveis causadas pela maldade alheia e ainda ver essa vítima ter a moral atacada num tribunal. Os parentes dos acusados também não ficam numa situação confortável, também sofrem muita discriminação. Normalmente sao acusados junto por continuar ao lado de quem cometeu o crime, por não conseguirem enxergá-lo como o perverso que a maioria enxerga. Enfim, é tudo muito complicado… mas, temos que respeitar essas famílias, sua dor e despreparo para lidar com tudo isso.
    Eu sou libriana e por isso sou muito justa. Não defenderia, por dinheiro nenhum, um perverso. Por isso nunca pensei ser advogada de defesa na área criminal, não teria estômago pra isso… rs

  17. Luciana 22/12/2010 at 5:50 pm #

    Um absurdo tentar manchar a memória de Daniella! Q MALDITO!!

    Ela era magrinha.. não consigo imaginar essa situação descrita por ele.

  18. Kelly Cristina Leal 12/12/2010 at 6:04 am #

    Até quando?

    http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/12/estudante-mata-professor-facadas-porque-nao-gostou-de-uma-nota-baixa.html

    Se sentia perseguido, até quando vítimas serão réus?

    Lembrou o caso da Dany, acusada de perseguição e assédio, depois de adultério, no entanto era querida e amada, como o caso desse professor que se nota muito querido pelos alunos.

  19. Yasmin Villefort 12/12/2010 at 3:47 am #

    Sabe o que dói? É que matam, difamam e a vítima nem tem o direito de se defender, não está mais aqui pra explicar o lado dela, a versão dela dos fatos. A Dany não pôde dizer o lado dela de como as coisas foram, ainda bem que vc falou por ela, mas mesmo assim, a própria pessoa se defender não se compara, muitas levaram como verdade essa versão do Guilherme, pq a Dany não está aqui pra poder falar “gente não foi bem assim não”. Eu tenho nojo de tudo isso. Dany vc é eterna. não tem jeito, não adianta nada do que fizeram pq vc nunca será esquecida, nunca nunca nunca.

  20. Irene Ribeiro 07/12/2010 at 1:56 pm #

    ha-ha-ha, tem q debochar duma coisa dessa né. Que historinha estapafúrdia é essa meu Pai. Só besteira, o cara só inventou um monte de besteira esses anos todos, só gente sem raciocionio não vê, não percebe, agora tá uma de crente, pregando e marcha pra Jesus pra lá e pra cá. Tenha dó. Tenho pena de quem não enxerga a verdade, toda manipulação dele. Eita mentirinha mal feita. Querendo ser vítima e colocando a Daniella como uma verdadeira psicopata que perseguia ele e ameaçava a vida dele, mulher e filho. Quem mente muitas vezes não merece crédito. A vítima é a Daniella Perez Gazolla. Essa é a verdadeira vitima, que morreu e nunca mais vai voltar, foi perseguida por meses, e depois trucidada, apanhou, levando soco no rosto, levou várias punhaladas. Essa é a vítima. E se teve mais vítimas foram as pessoas que amavam ela, principalmente a mãe, amor de mãe, mãe de verdade, não existe igual, e foi esse amor de mãe que acredito fez Glória ressurgir naquela época e agir, amor eterno, tipo o meu amor pela minha filhotinha. Beijos.

  21. Margot Ramos 06/12/2010 at 5:16 pm #

    Agora que eu li o comentário do Saulo aqui, só tinha visto nos outros posts, quem me indicou esse blog foi ele, o Saulo Soares, ele era meu prof. de inglês e alemão à muitos anos já, e já militamos juntos e tbm com outras pessoas, contra a violência. Uma vez conversando descobrimos a mesma empatia pela Dany; Ninguém tá livre de uma mente psicopata, eu mesma já passei por uma situação parecida, de uma pessoa cismar comigo, mas com muitos contornos isso passou, lamentavelmente não foi o caso da Dany. Sempre é culpa da mulher, sempre ela quem faz o santo homem perder a cabeça, essa história já era. Já cansou. E eu não canso se bater a mesma tecla, o povo tem que se unir, falar, reclamar seus direitos.

    Um abraço.

  22. Tony Souza 06/12/2010 at 3:05 pm #

    Aff, a coisa mais ridícula que já li na minha vida, a versão mais mal feita e mal contada que existe, aliás, ele é fraquinho em termos de imaginação hein. Não é possível que ainda há quem acredite nesse sujeito ou na inocência daquela outra lá. Pq cérebro foi feito pra pensar, raciocinar e não acreditar na primeira besteira que aparece. Desde o início sempre difamando a Daniella Perez que era um doce de menina, uma garota que só queria viver e nada mais, será que é pedir muito ter o direito de viver? Volta a minha revolta toda lendo tudo isso, minha indignação daquela época.
    Não sei até hoje Glória Perez como vc teve forças pra se erguer e lutar por justiça, acho que isso foi o seu alicerce pra continuar vivendo, além da sua família e seu trabalho claro. Vc é forte pra caramba. Tenho o maior respeito e admiração pela mulher que vc é. Não foi em vão sua luta não, pq veja quanta gente tem do seu lado? Esse crime é uma vergonha.

  23. Margot Ramos 05/12/2010 at 9:16 pm #

    Eu lembro dessa versão, não sabia os detalhes. Pois a mim ele NUNCA convenceu nem com essa nem com versão alguma, não sou manipulada facilmente, nem na mídia eu acredito na maioria das vezes, eu sou muito desconfiada com tudo e não acredito facilmente em nada. Me atenho a fatos, e neste blog há fatos. E que versão machista essa hein, se ela tivesse assediando, perseguindo ou qualquer coisa assim, merecia ser assassinada pq ele não poderia resolver de outra forma? A mulher sempre tem que ser a safada, destruidora de lares, a que fez o homem perder a cabeça. Faça me o favor. Nunca levei em conta se era mais grave ou menos grave se por acaso ela tivesse afim dele, ou estivesse tendo um caso com ele, isso é tão irrelevante, isso não faz crime nenhum ser “menos pior”.
    Entro pouco na internet e então claro, tb no twitter, mas sempre que possível vou divulgar esse blog. Mesmo que pessoalmente.

    Um abraço.

  24. Bruno Faria 27/11/2010 at 8:49 pm #

    Putz, esse cara é ridículo mesmo, olha o sonho dele: a belíssima filha da autora da novela correndo alucinadamente atrás dele, implorando pelo amor dele. Era até pra rir se não fosse trágico. É um babaca mesmo.
    Abraço e força nessa enterna luta por sua Daniella Perez.

  25. Pedro Jordão 25/11/2010 at 11:09 pm #

    Faço coro com quem falou aqui que mesmo que a Daniella tivesse ‘feito algo’ não justificaria o crime. Mas pelo que eu pude ver, tudo o que ele fala que a Daniella fez, na verdade foi ele quem fez, todo o assédio, o cerco, perseguição, tudo feito por ele, sabe-se lá mais o que de repente ele falava pra ela, se ele não ameaçava ela da maneira que ele contou que ela o teria ameaçado, versão desmentida por ele mesmo depois, ele deveria dizer para ela, tudo o que ele disse que ela era quem havia dito para ele, devia estar ameaçando ela e por medo a coitada tbm não teria dito nada. Ele tinha inventado que a Dany ameaçava a Paula, daí eu me pergunto, será que ele ameaçava o Raul para a Dany??? Afinal, ele queria ficar no lugar do Raul!
    Muito mal contado ele falar que a Dany foi pq quis pro matagal, aquele mato, abandonado, escuro, todo sinistro, nada a ver isso, e tbm ela apaixonada por ele, por favor, se ela estivesse apaixonada por ele, afim dele, ele ia gostar e muito, aproveitar e se tivessem um caso, teria virado fofoca na mídia antes do crime pq essas coisas rolam no ar, sempre tem um que viu, que sabe, que pensa que sabe, e a mídia não perdoa. E lógico tbm que ele não iria matara filha da autora da novela se estivesse envolvido com ela. Isso é tão óbvio, não vê quem não quer.
    Sei que é importante saber os reais motivos de um crime, até por questões de justiça, importa em termos de justiça, mas humanamente falando, nada justifica tamanha bárbarie, então se eles tivessem tido um caso, ou algo do gênero, se Dany tivesse ido ao local do crime, não ia mudar em nada a premeditação, a covardia e a sordidez desse crime, pq nada nesse universo justifica a atrocidade da qual Dany foi vítima, nada explica, nada minimiza fazer isso com alguém, nada faz a gente pensar assim ‘ahh tá agora, então ela tinha que ter morrido mesmo'(quem pensar isso é louco), enfim, só acho, de verdade, que isso não mudaria em nada e nem faria da Dany indigna ou vulgar, muito menos alguém que merecesse morrer pq pra mim isso é irrelevante em qualquer caso, mas claro que é preciso colocar os ‘pingos nos is’ e desmentir todas as mentiras que comprovadamente são mentira. No dia que eu fiz 22 anos, de estalo lembrei da Dany, foi muito forte, e voltei a procurar sobre ela na internet, daquele dia em diante fiquei procurando sempre coisas sobre ela, descobri a existência desse blog e passei a acompanhar, embora nunca tivesse postado nada, mas hj me deu uma vontade enorme de escrever sobre meus sentimentos em relação a esse crime. Eu só fui entender melhor esse caso depois daqui. E eu me surpreendi ao saber que o “cabeça” de tudo foi o Guilherme pq eu sempre achei que tivesse sido a Paula. Ainda tenho algumas pequenas dúvidas, por isso pretendo comprar seu livro quando for lançado. uma dúvida por exemplo é saber que mancha era essa no dedo, na mão da Dany e como pode ninguém ter identificado, pq imagino que toda substância no mundo dê pra ser identificada. Não entendo isso.

    Pedro.

  26. Simone Monteiro 14/11/2010 at 4:45 pm #

    Meu Deus será que ainda tem gente que consegui acreditar neste monstro louco, cada vez que eu leio as coisas a respeito da Dani fico doida por dentro pois não da para acreditar no acontecido nas insanidades des louco na dor desta mãe navida linda desta menina que do nada se foi para sempre do raul… falta palavras para falar. Jamais o MONSTRO vai pagar seja qual for sua religiao. Que saudade Dani…

  27. Megg 13/11/2010 at 8:12 pm #

    Saulo realmente fez uma excelente colocação. Disse tudo.
    Às vezes pensando nesse crime, ainda não acredito que há quem pense que o crime não foi premeditado(nota-se uma minoria) e que ele virou bonzinho. O cara é comprovadamente psicopata, não foi a Glória Perez quem inventou isso, nem o público, nem a imprensa, especialistas da mente e até o juíz o qualificaram assim, e psicopatia não tem cura. Taí até hoje se promovendo do crime horrendo que cometeu e a família Perez é obrigada a aguentar isso. Esse cara entrou em crise pq achou que estava perdendo o papel na novela, um motivo torpre pra um crime de tamanha proporcão mas psicopatas fazem tudo justamente por motivo torpe, mas pela Dani ser famosa, já ficam viajando em versões a respeito do crime e o Guilherme instigando. Daniella como milhares foi vítima de gente gelada, foi dilacerada sem piedade, e ninguém está livre disso infelizmente. E mesmo que ela tivesse feito algo que os “perfeitos da humanidade” julguem errado, isso não faria dele menos psicopata e menos cruel, nem da Paula, se todos que errassem tivessem que morrer, seríamos dizimasdos e nesse caso da Daniella Perez, ela realmente estava totalmente inocente nessa história. Mas é fácil matar e dizer “eu tinha um caso com fulano(a), fulan(o) me assediava, me ameaçava, me prejudicava. Mas tem que provar contudentemente também. Eu penso o que se passa na cabeça de uma pessoa dessa, perfurando o corpo de alguém frágil, indefeso, inconsciente. Me da arrepios. Coitada de Dani, o que passou. Se estivessem cumprindo integralmente a pena, ainda estariam presos, quer dizer, ela não sei se teve a pena reduzida, já ouvi isso mas não sei. Esse blog ajudou a esclarecer muita coisa na minha cabeça e o legal é que os comentários se completam e ajudam também.
    Abraços Glória Perez e força sempre, isso sei que tem.

  28. Luíza 07/11/2010 at 8:37 pm #

    TAMBÉM GOSTEI MUITO DA COLOCAÇÃO DO SAULO E CONCORDO 100%.
    ESSES DOIS MONSTROS NÃO TINHAM O DIREITO DE FAZER O QUE FIZERAM COM A DANI, EU TINHA 8 ANOS QUANDO ISSO ACONTECEU E EU LEMBRO QUE CHOREI MUITO. CHORAVA MUITAS VEZES. MEUS PAIS FICARAM ATÉ PREOCUPADOS. NÃO ME CONFORMO ATÉ HOJE.

  29. Saulo 07/11/2010 at 6:07 pm #

    Palewa:
    Oi meu anjo, muito obrigado, o intuito foi esse mesmo, um “tapa na cara” dos hipócritas cheios de falso moralismo. Geralmente é o mal que acomete a quem se acha impecável. Hipocrisia é ignorância.

    Um grande beijo querida.

  30. Palewa Merçon 05/11/2010 at 11:15 pm #

    Saulo, amei seu comentário “tapa na cara” dos hipócritas de plantão. Vc disse tudo, querido. Assino (totalmente) embaixo!

  31. Saulo 03/11/2010 at 7:54 pm #

    Ele fala desse lance de esquartejar, estranho, da onde ele tirou esse troço hein? Será que ele pensou em fazer isso? Sei lá, vindo de uma mente doentia, tudo é possível.
    Ridículo esse cara falar que a Daniella o assediava, falta de vergonha na cara, se isso fosse verdade não mudaria em nada ‘a moral do crime'(fazendo alusão a ele mesmo).
    Sou homem mas sou contra o machismo, porque um homem trai ou assedia e é garanhão e muitos não acham tão absurdo, ao mesmo tempo que, quando se refere à uma mulher, é de vagabunda – desculpe o termo – pra baixo? (vide caso Elisa Samúdio).A hipocrisia humana me irrita muito. Esse Guilherme inventou isso porque sabia que mexeria com os machistas de plantão(e muitas mulheres são machistas também, algumas até mais do que os próprios homens). Enfim, eu já ouvi gente falando que a Elisa teve o que mereceu, como se não existisse outra maneira de resolver um problema que não assassinando.
    O fato é que a Daniella era ingênua mas com certeza não era otária, parecia uma mulher inteligente, e percebeu que esse indivíduo quis se aproximar dela por interesse, para subir na carreira por isso evitava ele. Certa vez vi uma entrevista dele em que ele diz que a Daniella se dava muito ao valor. Contraditório, já que ele dizia que a Daniella corria loucamente atrás dele, é o lance da brincadeira de gato e rato para deixar rastros da psicopatia, cada hora fala uma coisa. Canalha difamando a Daniella que sempre foi tão querida e amada.
    Aliás vi uma entrevista da minha musa Daniella em que ela dizia que os valores dela são o amor, a união e a fidelidade e que era muito positiva em relação ao próximo.Tadinha. Penso sobre o que ele escrevia nos bilhetes para ela, será que seria burro em escrever ameaças? Terror psicológico? Tentava marcar um encontro com ela? Enfim, são coisas que pergunto cá com meus botões.
    Li uma entrevista em que ele se assumiu pervetido. Tem má índole, submeteu a menina a uma sessão de tortura, eu seria incapaz de machucar uma mulher o mínimo que fosse. Não entendo um monstro assim. Ele tem vergonha de ser stripper e homossexual? Isso não é vergonha para ninguém, vergonha é ser sanguinário, assassino e covarde.

  32. Megg 30/10/2010 at 9:43 pm #

    Olá Glória.
    Uma coisa que esqueci de comentar que faz com que ele se mostre mais contraditório ainda, diz que era um marido 100% fiel, mas depois em entrevistas diz vivia na gandaia com mulheres mesmo casado(pode até ser mas com certeza uma dessas mulheres NÃO ERA E NEM NUNCA FOI A DANIELLA). Fala que a Daniella tem um marido maravilhoso, lindo, que gosta dela, porém depois veio inventar historinha de que ela apanhava dele, tentando botar no Raul a culpa do soco que ele deu na Dani, o chato pra ele é que ficou provado que o soco aconteceu minutos antes da morte da Dani. É bem claro que ela não apanhava do marido, claro que não, a Dani não era uma pessoa sozinha e desemparada. Geralmente só apanha do marido, a mulher que é só, desamparada, que não tem para onde ir, ou que muitas vezes tem filhos com o companheiro e às vezes “segura a onda” pelos filhos. A Daniella não tinha nada que a “prendesse ao casamento” a não ser o amor dela. Claro que ela estava com o Raul pq queria estar com ele, pq amava ele e isso o Guilherme nunca se conformou. E dava pra ver como o Raul era louco por ela, tenho certeza de que ele a tratava como uma rainha, o desespero dele ao perdê-la, dava para ver que ele a amava muito. Eles eram o casal mais lindo e fofo da TV brasileira. Eu era muito criança mas lembro que achava lindo ver eles juntos em fotografias e me impressionei com o tanto de amor que o Raul demonstrava por ela. Quando esse crime aconteceu, eu ia viajar no dia seguinte para Cabo Frio, viajei, num desânimo só, fiquei pra baixo, nem conseguia dormir pensando na Daniella, no reveillon eu pensava nela, foi muito e muito tempo assim, fiquei impressionada.
    Voltando ao Guilherme, ele sempre tentando culpar a Dani… só faltou mesmo ele dizer q ela socou a si mesma, depois se suicidou com 18 punhaladas e se jogou naquele matagal horrendo só pra sacanear ele, só pra destruir a vida desse anjo de candura Guilherme de Pádua.
    Pois é, eu nem imaginava os motivos exatos dessa tragédia, e agora que conheci esse blog e vi tudo o que vi, eu volta e meia me pego pensando nisso. A vida realmente é muito injusta as vezes, sinto uma tristeza pela Dani, tão linda, tão vibrante, tão cheia de vida, queria ter um filho com o marido, queria ser mãe, estava tão feliz, tudo isso que aconteceu é cruel demais. Estou muito ansiosa pelo livro sobre ela, gostaria de saber mais sobre a vida dela, sobre seus sonhos, gostos, histórias engraçadas, convicções que ela tinha, etc, etc, etc.
    Um grande abraço e muita força para a senhora.

  33. Palewa Merçon 23/10/2010 at 10:59 pm #

    Esse cara é um nojento! Como alguém dá credibilidades ainda a esse imundo? Assassino perverso e covarde, é só o que esse MONSTRO é! E pior que gente que não presta assim tem muita lábia mesmo, acabam convencendo de tanto insistirem em contar mentiras, ou misturarem mentiras com verdades… fico revoltada que até hoje tenha gente que pense que Daniella Perez morreu porque tinha um caso com esse cretino. Mesmo que isso fosse real, isso seria motivo suficiente para se tirar a vida de uma jovem daquela maneira tão brutal?! Tenham mais consciência gente, por favor! Os homens violentos sempre negam seu ato de violência e sua responsabilidade, culpando só a vítima pela situação; ou seja, homem violento sempre está apto a se defender. Não temos que colocar agressor nenhum como vítima! Esses canalhas são apenas homens violentos, que gostam de espancar mulheres, traidores compulsivos, vagabundos, exploradores de mulheres e mentirosos…

  34. Megg 23/10/2010 at 10:33 pm #

    Esse áudio dele é muito cinismo, dá pra ver como ele mente com facilidade, olha é o fim, é de dar nojo, diz que a Daniella estava numa loucura, perturbada, querendo se fazer de gostoso, como se ela ficasse atrás dele e ele não queria, dizendo que virava o rosto para evitar beijos, mas pelo menos assumiu que nunca teve nada com ela, só que não foi pq ele não quis e sim pq ela não quis nada com ele. “Eu respeito o amor das pessoas”, é revoltante. Desde que li, vi os vídeos e ouvi tudo neste blog, pensei muito na Daniella, em tudo o que ela passou, em todo sofrimento da senhora, assim como o de muitos que perdem um ente querido de uma maneira tão brusca, tão brutal. Glória, estou ansiosa para que fique pronto o livro sobre a Daniella, espero comprar e conseguir um autógrafo da senhora nele. Estou lendo o livro “Mentes Perigosas”, li todo o capítulo sobre a Dani como já comentei aqui e recomendo a todos que querem entender melhor o que se passa na cabeça de um psicopata e como se prevenir.
    A Dani era muito novinha, inexperiente, não soube lidar com um psicopata, na verdade, acho que ela nem imaginou que ele era psicopata, deve ter pensado que era só um chato. Como ela poderia imaginar que estava correndo perigo de vida nas mãos de alguém que a via e convivia com ela quase todos os dias?! É difícil desconfiar de um amigo, um colega de trabalho, um parente até, mas enfim, infelizmente aconteceu com a Dani, eu fico imaginando como ela seria hj, que personagens representaria na TV. Glória, continue firme e forte, tenha certeza que as pessoas sensatas, sempre estarão ao seu lado.Abraços.

  35. lgolba 08/08/2010 at 6:31 am #

    CONSCIENCIA DE ALUGEUL EIS UMA BOA DEFINICAO PARAOS ADVOGADOS

  36. Eduardo 29/07/2010 at 4:50 pm #

    Muito bom esse post, Parabéns !

  37. Roberta 03/06/2010 at 6:50 pm #

    Eu fico imaginando como você, Glória, deve se sentir ouvindo uma atrocidade dessa… Se eu, que não sou nada da Daniella fico enojada, imagine você… Esse cara é muito nojento, muito asqueroso!!!! Ele ainda tem a coragem de caluniar sua filha!!!! Que Deus te console e te conforte, Glória.

  38. Daniela 29/05/2010 at 3:25 pm #

    Ele não só deveria estar preso, como estar em uma cela isolada, como ficam traficantes.

  39. Ana 24/05/2010 at 3:39 pm #

    Nossa!!!Esse audio do assassino dá nojo!!!!
    Como pode ser tão asqueroso!!!!!!!mentiroso, cínico.

Trackbacks/Pingbacks

  1. As muitas versões de Guilherme de Pádua – o video e a testemunha visual | Daniella Perez - 18/06/2010

    […] pedindo que fossem anulados. Não conseguindo, tentou dar credibilidade às calunias contidas na confissão do assassino, fazendo entrar em cena a testemunha visual: Jochen Hick, um alemão que veio ao Brasil dirigir o […]

Leave a Reply

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes