Prisão e confissão II

Interrogado na ALERJ, o delegado Cidade de Oliveira conta o interrogatório de Guilherme de Pádua na DP, até sua confissão:                  
Compartilhe
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

One Response to Prisão e confissão II

  1. Armando 29/12/2017 at 12:45 pm #

    Sou contemporâneo da Daniella. Após 25 anos, eu tenho pensado muito em tudo o que eu vivi de 1992 até 2017.. tudo que produzi, todas a viagens, todos os amores, minhas 2 filhas, a minha saúde que ainda tenho, as coisas que aprendi.
    Disso tudo, o que me causa tristeza e indignação, foi o fato de que em 1999 os dois assassinos já estavam soltos. É inacreditável! O assassino aos 30 estava livre! A assassina aos 26 estava livre! Na flor da idade, para ter uma vida plena.
    Vi uma imagem atual da assassina, hoje com 44 anos, bonita, saudável, atraente, cheia de vida.
    Meu Deus! Quanta injustiça!
    Neste caso apenas duas condenações seriam justas: a pena de morte ou a prisão perpétua. APENAS essas duas opções.
    7 anos de cadeia?
    Muito pouco… muito pouco…
    Meu Deus! Quanta injustiça!

Leave a Reply

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes