Premeditação: o álibi do Barrashopping

Ao planejarem a execução do crime, Guilherme de Pádua e Paula Thomaz tinham um álibi pronto para escapar das suspeitas que pudessem recair sobre eles. O Barrashopping. Veja o que ele diz no livro que escreveu, falando de si na terceira pessoa, quando descreve o momento em que a polícia o interrogava e ele negava a participação no crime, dizendo que tinha saído da gravação diretamente para ir buscar a mulher no Barrashopping.

Ele e Paula tinham inventado a história do Barrashopping para ter um alibi, mas ele não contava que a polícia tivesse o horário de saída da Tycon. Nem tinha pensado na questão do tempo (....) Ele tentava se acalmar para parecer o mais inocente possível. Não poderia parecer inseguro. Tinha que convencer a toda e qualquer pessoa que ele e Paula nada tinham a ver com a morte de Daniella. Para isto já possuía um depoimento armado: ele havia buscado a esposa no Barrashopping e só não podia comprovar porque quando passou para apanha-la eram mais de 22 horas e o guiche de entrada, que anotava a placa dos veículos já estava fechado. Para conseguir entrar com o carro havia pedido autorização a um segurança, explicando que a esposa o esperava. O segurança era moreno, tinha a barba por fazer e usava uma daquelas roupas fluorescentes. Tudo já estava combinado entre ele e Paula, para que ambos contassem a mesma história

Naquele dia 28, Guilherme de Padua e Paula Thomaz sairam de casa no início da tarde para ir ao médico de Paula, que tinha consulta marcada com o ginecologista dr Fernando Pedrosa. Mas ao invés de ir ao médico, foram preparar o álibi: rumaram para o Barrashopping, onde, segundo informação oficial do estabelecimento, deram entrada às  hs. 14.19. Guilherme de Pádua marcou presença, entrou no Bobs e tirou fotos com fãs, Ao sairem de lá, às 15.12, como marcam os registros, acharam com certeza que podiam estar tranquilos: depois era só dizer que Paula Thomaz tinha ficado lá,  durante as 8 horas seguintes, à espera de que ele terminasse as gravações.

Para um psicopata, que vive com a sensação de ser mais esperto que o resto do mundo, parecia o álibi perfeito. E ele diz isso textualmente, no livro que escreveu, quando conta o momento em que, juntamente com Paula, teve de atender a policia, que bateu na porta de sua casa, ao amanhecer:

Seguros de que possuíam um álibi perfeito, foram até a sala ao encontro dos investigadores

Mas voltemos ao dia do crime. No estúdio, Guilherme de Padua tratou de divulgar a história do Barrashopping entre a equipe da novela, durante todo aquele dia 28. A atriz Marilu Bueno descreve, em seu depoimento,  a saída das gravações, quando cruzou com Guilherme de Pádua na saída do camarim:

que a declarante, ao passar por Guilherme , cumprimentou-o normalmente, tendo o mesmo dito que estava com pressa, pois iria levar sua mulher no Barrashopping. Que a declarante, em virtude dessa resposta, indagou a Guilherme: "e daí, qual é o problema?" tendo Guilherme respondido "é que já são vinte e uma horas, e o Barrashopping fecha as vinte e duas e se eu não levar minha mulher ao Barrashopping ela me mata

Ao mesmo tempo que divulgava o álibi, o cerco a Daniella e o constrangimento em que a situação a colocava, era percebido por todos. Diz a figurinista Carla Albuquerque:

que a declarante encontrou  com Guilherme de Padua nos corredores da Tycoon e perguntou a Guilherme a razão porque ele não havia ido embora, tendo o mesmo respondido que iria logo em seguida, mas necessitava antes falar com Daniella Perez; que a declarante adiantou que Daniella Perez ainda estava gravando; que por volta das 20.10 a declarante voltou a encontrar com Guilherme de Padua em frente ao camarim feminino, voltando a perguntar porque ele não havia ido embora; que nessa oportunidade Guilherme demonstrava estranho  com a expressão conturbada, parecendo irritado, que inclusive a declarante percebeu que a mão de Guilherme estava suando frio no momento em que ele tocou em seu braço; que nesse momento a declarante perguntou a Guilherme se ele estava se sentindo mal, havendo ele respondido que estava somente cansado e voltando a perguntar: Cade a Daniella Perez? que a depoente voltou a responder que Daniela estava gravando (...)  tem também a esclarecer que ouviu a figurinista Rosinha dizer que a continuista Vanilda ouviu Guilherme pedindo uma carona a Daniela até o Barrashopping

Horas depois do crime, quando o casal de assassinos foi até a delegacia prestar solidariedade à nossa familia, diz a produtora Marcela Honignam em depoimento à polícia:

que Paula e Guilherme, acompanhados dos pais de Paula compareceram a essa delegacia, onde a declarante teve a oportunidade de conversar com Paula, quando então ela lhe disse se encontrar naquele dia muito cansada,  pois passara a tarde no Barrashopping esperando Guilherme;

Como sabemos, o álibi do Barrashopping foi facilmente desmentido, com o pronunciamento oficial do estabelecimento dizendo que o santana dirigido por Guilherme de Padua não havia entrado naquele estacionamento depois daquela saída, às  15.12.No livro que escreveu (falando de si na terceira pessoa), Guilherme de Pádua deixa claro o quanto apostou no seu taco de manipulador para convencer os policiais:

Uma dúvida pairava no ar. Todos estavam espantados diante do crime e do suspeito. Ninguém naquele gabinete obteve má impressão da pessoa de Guilherme e eram evidentes em expressar isso. E a dúvida se acentuava na medida em que os tão experientes policiais não conseguiam resumir naquele jovem a autoria do crime.

A frase é um bom exemplo da empáfia de um psicopata: desde que apareceu a testemunha visual, confirmando seu carro com a placa adulterada no local do crime, a polícia não teve a menor dúvida do envolvimento de Guilherme de Pádua. Tanto assim que, na madrugada do crime, no IML, o delegado Cidade recomendou a mim que não falasse com ninguém que o assassino era ele, porque só poderia prende-lo às 6 da manhã.

Compartilhe
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

, , , , , , , ,

42 Responses to Premeditação: o álibi do Barrashopping

  1. Marcos Galeano Colman 03/04/2016 at 10:29 am #

    Nao acredito que esse cara anda solto, lembro como se fosse hoje has noticias, como alguem pode matar una jovem como Daniella e agora estar libre. ele deberia continuar preso. E un Psicopata, ainda quer convencer que e inocente (meu idioma e espanhol perdoem os erros de portugues)

  2. ADRIANA OLIVEIRA 31/01/2012 at 4:52 am #

    A DANIELLA NUNCA SERA ESQUECIDA A GLORIA PERZ UMA GUERREIRA MULHER INCANSAVEL NA LUTA PARA DEFENDER A MEMORIA DE SUAFILHA QUE DEUS A CONFORTE SEMPRE

  3. Alan Lobo 22/12/2011 at 8:56 pm #

    Na época do crime eu tinha 9 anos de idade e até hoje eu não esqueço do brutal assassinato, só de lembrar me uma tristeza em saber que esses assassinos trouxeram dor e sofrimento à família da Daniella pelo resto da vida. A saudade bate forte, dói no fundo, mais um Natal se aproxima e a Dani não está. Glória, não perca a esperança, pois um dia você poderá encontrar sua filha quando Jesus voltar. 🙂

  4. Perlla Maria 19/05/2011 at 2:18 pm #

    Não há uma sombra de dúvidas de que a morte da sua filha foi premeditada, ela era uma menina linda, brilhante, bailarina maravilhosa, era tão responsável pelo que se pode ver, meu Miguel, apesar de 20 aninhos, era muito maduro, era capoeirista dedicado, exemplar, cursava direito e queria ser juíz, no caso do meu filho foi demonstrado depois que foi premeditado, ele levou a pedrada dentro do carro e marcas do sangue demonstram que ele tentou fugir e depois lutar contra os assassinos em especial contra o que lhe deu a pedrada e o mata-leão, que contei no outro post seu. Na época ainda veio um jornal em minha casa, mas me recusei a falar, eu não queria falar, estava desnorteada,mas ainda saiu uma nota a respeito. Depois eu pude entender o que aconteceu, meu filho queria ir embora da festa por causa do clima e dessa desgraçada que cismava com ele, aí ela pulou no colo dele que já a empurrou e meu filho que não custumava xingar, falou um palavrão para ela, cujas iniciais são pqp, vai pra “pqp”. Mas há de se entender que ele estava saturado. São muitos detalhes, muitas coisa, então não vou narrar detalhes por detalhe para não me tornar tão cansativa e por me causa uma dor que nem sei narrar, desde que abri seu blog estou às lágrimas aqui, pela sua situação, por lembrar do meu filho, por relembrar o que aconteceu a sua filha tão meiga, tão dócil, por pensar em tanta injustiça e tanta maldade no mundo. Meu filho tinha uma forma especial de ver o mundo… ele era muito sincero, responsável e nunca, mas nunca mesmo me deu dor de cabeça, nem nunca me respondeu, nunca, era um amor. Beijos e luz, muita luz.

  5. Paula Santos 02/05/2011 at 4:02 pm #

    Nunca duvidei que fosse premeditado, glória, eu lembro dessa monstruosidade aos meus 13 anos, foi difícil pois eu me inspirava muito nela e sempre me acharam um pouco fisicamente parecida, não muito, mais pelos lábios, aí me deprimi quando soube que a coisa que a matou tinha o nome de Paula tb. Eu sou mineira e moro no Rio, fico lá e cá, espero nem esbarrar com esse sujeito lá por BH, francamente, prefiro não ter o desprazer. Tive até vergonha de ser mineira, hoje sei que não tem nada a ver, mas na época eu era muito menina e tinha vergonha de falar que era mineira por causa dele e carioca por causa dela, coisa louca. A morte da Dany me abalou muito, parabens guerreira.

  6. Inara [amor de mãe é eterno] 06/04/2011 at 9:02 pm #

    Retificando, explicando melhor aliás, ele ficou 5 anos e meses preso, pós-julgamento, antes ele ficou quase 3 pois não conseguia o habeas corpus, não havia justa causa, ele (no total ficou pouco mais de 8 anos) – mais tempo do que os que mataram a filha da Glória – ele havia sido condenado à 16.
    Nós nunca a esquecemos, a citamos sempre, os irmãos eram muito protetores com ela, era o xodózinho, ela sempre dizia que seria médica e que salvaria muitas vidas pois achava lindo isso e que nos daria uma vida muito melhor do que a que tínhamos. Anos após a morte da minha lindinha, a estrutura da nossa família melhorou, pude proporcionar boas coisas aos meus filhos, minha lindinha não pôde usufruir. Minha filha queria conhecer países, a “cidade grande”. Mas eu tenho uma certeza que talvez a Glória tenha em relação à Daniella também. Minha filha foi muito amada, viveu em uma família cheia de amor, eu proporcionava o que eu podia de melhor a ela e aos irmãos. Quando estou muito pensando nela, procuro lembrar disso ao menos para tentar pensar em fatos bons que houveram à ela.
    Quanto a esse namorado, a minha filha conversava comigo, dizia que estava pensando em terminar. Apesar daqueles tempos serem outros, eu nunca a reprimi em nada, confiava nela.
    Eu li vários comentários por aqui, percebi que a maioria ainda era criança quando Daniella se foi, como o tempo passou, para nós, porque para elas que se foram, o tempo não passa. Os jovens de hoje em dia ao meu ver são mais esclarecidos, até porque o mundo dá maiores possibilidades para isso. Gosto muito de conhecer os ideais dos jovens.
    Não sei mexer em itens da internet como orkut, msn, twitter, mas o meu filho criou um twitter a meu pedido, aí está: @inara_mae. Quero falar sobre o amor de mãe, o amor que sobrevive até à morte e falar de assuntos similares a este.
    Na realidade eu tinha twitter mas eu não soube mais como entrar.

    Abraço carinhoso a vcs.

  7. Inara [amor de mãe é eterno] 06/04/2011 at 5:57 pm #

    Palewa Merçon, muitíssimo obrigada minha querida.

    Esse miserável ficou 5 anos preso apenas, e está livre há muito tempo, mas ele voltou duas vezes pra prisão que soube, mais ou menos àquela época, por furto, mas saiu, que eu saiba ele ele vive como fazendeiro.
    É uma sensação de dor, revolta. Em palavras não se explica. Toda e qualquer palavra acolhedora de carinho, solidariedade, até mesmo indignação, conforta, faz ver que não estamos só, e sei que a Glória pensa o mesmo.
    Eu só vivi por causa dos meus outros filhos, e por ela à época, vivi porque tive amigos e familiares que não me deixaram esmorecer e morrer, a seguir em frente. A morte não se ameniza com o tempo sabe, apenas aprendemos a conviver com ela. Hoje tenho momentos felizes, de tanquilidade, de paz, meus filhos, meus netos, todos que amam me proporcionam isso, mas o espaço que minha filhinha ocupava, estará eternamente vago.
    Minha solidariedade à todas as mães que perderam seus filhos também para violência e mais ainda para a impunidade.

    Grandioso abraço à todos aqueles que lerem este comentário.

  8. Palewa Merçon 06/04/2011 at 3:40 pm #

    Eu li em outros posts o seu relato sobre o assassinato da sua filha, Inara. Nossa, que coisa mais triste. Violento demais. Inaceitável demais. Terrível demais.
    Deprimente também os comentários xulos do assassino da Ju, isso é coisa de maníaco sexual. Com certeza deve ser um perverso sexual, até propício a se tornar um estuprador homicida em série, se já não o é… vc tem notíciasdesse monstro ainda? Quanto tempo esse desgraçado cumpriu de pena, Inara? Ele está solto, hj em dia?
    Eu fico revoltada com o descaso da justiça e relação a esses crimes tão bárbaros. Dão inúmeras chances a esses perversos, esquecendo-se de suas vítimas. Como pode um absurdo desses, gente? A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos! u não sou obrigada a aturar conviver com esse tipo de monstro, só pq a “justiça” os devolvem às ruas. Os senhores juízes e promotores que se sujeitem a ficar perto desse tipo de vagabundo, já que acham que eles tem conserto. Soltam esses demônios, pq não mataram as filhas deles!
    Eu já fui jurada no I Tribunal do Júri. Essa experiência só me fez tomar uma decisão radical: trancar o curso na faculdade de Direito no quinto período de tão revoltada que fiquei com nossas leis penais. Antes queria concluir o curso para fazer prova para delegada de polícia. Por eu ter um senso de justiça muito forte, sempre houve muita pressão em cima de mim para que eu fosse promotora ou juíza criminal. Mas pq eu seria? Com que motivação? Para fazer cumprir essas leis que não concordo? Não ia conseguir dormir tranquila nunca mais na vida, eu hein… não tenho sangue de barata não; se eu não gosto falo mesmo, doa a quem doer. E QUEM NÃO GOSTAR, VAI SE FU…!

    O que era crime, agora é lei! Esse é o sistema: o crime acima da lei! 😡

  9. Inara [amor de mãe é eterno] 31/03/2011 at 1:18 pm #

    Glória Perez, minha querida, que crime frio, horrível e inescrupulosamente premeditado. Como pode alguém planejar a morte de uma pessoa, ainda mais essa pessoa com toda vida pela frente.
    Quero dizer que entendo a sua dor, a 32 anos eu perdi minha linda filha de 18 anos, vítima da violência do ex-namorado. Da mesma forma que sua Daniella, ela foi difamada, ele dizia ser traído por ela e que perdeu a cabeça. Acontece que minha filha nunca o traiu, o que aconteceu é que ela era virgem, e ele queria forçá-la a sexo, ela disse que não era a hora e ele a matou por isso. Um motivo tão torpe mas foi esse o motivo, ele a estuprou e matou. Depois ele comentou a um colega, desculpe o termo chulo, mas foram palavras dele “ah eles tinham que me agradecer, tá, ela morreu, mas pelo menos não morreu sem saber o que era uma pica”. Um nojo. Agi parecido com vc, fui onde ele morava, conversei com pessoas que o conheciam, todos o retrataram como violento e debochado. Enfim, ele cumpriu pena, irrisória e está isento. Depois de tudo me mudei para a Espanha pois queria ficar longe de tudo isso.
    Tenho 2 filhos, homens, maravilhosos, os mais velhos, minha Julinha era caçula, hj sou avó de 5 netos, tenho as minhas alegrias, mas felicidade mesmo, nunca mais. Sempre lembramos dela.

    Te admiro e desejo toda a força do mundo sempre.

  10. Irene Ribeiro 30/03/2011 at 1:20 pm #

    Desculpem, escrevi “tesouradas”, são “punhaladas”, é a força do hábito, ficou muito tempo com “tesouradas” na cabeça pq antes só se falavam em que eram golpes de tesoura né. Beijos.

  11. Irene Ribeiro 30/03/2011 at 1:18 pm #

    Oi Patty, eu tb achei por muito tempo que a Paula era quem havia apunhalado a Dani, sei que isso não faz diferença né como vc citou, não muda, mas sempre fiquei pensando quem foi o carnificina que cometeu as tesouradas, mas hj em dia eu acho que foi o Guilherme, tem a questão da barra do casaco dele suja de sangue (se bem que ela poderia estar usando o casaco né), e pela força dos golpes, mas tbm acho que podem ter sido os 2, um começou e outro terminou, sei lá, só sei que não entendo alguém conseguir fazer uma ato tão brutal de enfiar inúmeras vezes um objeto cortante dentro de alguém, inconsciente e indefeso. Horrível.

  12. Nice Vianna 24/03/2011 at 5:51 pm #

    Querida Palewa, sei bem que a “justiça” foi feita. Sou advogada e entendo bem de leis, quando me refiro a “justiça não foi feita” me refiro como um todo, o julgamento foi justo mas a justiça, deles pagarem até o fim não foi realizada. Por isso eu disse à Glória que a justiça não foi feita. Como mãe essa é a minha forma de pensar. Forte abraço.

  13. Patrícia Escobar 21/03/2011 at 8:55 pm #

    O que vale a vida da Daniella agora? Nada, ela morreu, os que a fizeram morrer estão livres quando, de acordo com a pena que tiveram, ainda deveriam estar cumprindo pena. Enfim, esse país Às vezes me irrita, dá raiva, o povo em geral se importa com o que não deve e não sabe lutar e se interessar com o que realmente importa.
    Glória, só tem uma coisa que o Guilherme diz que eu creio que possa ser verdade: a Paula esfaqueou a Danii, eu acho que ele armou todo o terreno pra ela matar, ele não queria, ir lá e matar, queria gerar uma situação pra Paula matar. Agora, não importando quem esfaqueou, são igualmente culpados e monstros. Ele pode até ter dado algum golpe, sei lá.

    Beijos.
    Patty Escobar

  14. Palewa Merçon 10/02/2011 at 4:13 am #

    Nice, de acordo com nossas leis, os assassinos já pagaram pelo crime que cometeram. As nossas leis não são justas, de fato, mas a justiça foi feita sim. O que acontece é que nada o povo brasileiro faz para mudar essas vergonhosas brechas nas leis. Enquanto nao exigirmos mudanças, reforma no Código Penal, as penas serão desproporcionais aos crimes. E continuará havendo remição, indulto, livramento condicional, etc.

  15. Nice Vianna 09/02/2011 at 10:26 pm #

    É muita sujeira, é muita covardia de todos os ângulos que fizeram com essa menina tão delicada e jovem, um dos crimes mais terríveis que já ouvi falar. Justiça não foi feita, infelizmente.

  16. Guilherme Luíz Guerra 27/12/2010 at 6:39 pm #

    Entraram às 14.19 e saíram às 15.12, faltaram ao médico, consulta importante já que esperavam o nascimento de um filho, foram lá, o sujeito tirou umas fotos e meteram o pé, só pra depois dizer que a outra ficou lá e que após a gravação ele foi buscá-la e Dani foi morta num assalto ou por um fã alucinado. Toda preparação, tudo isso pra matarem a Dani.

  17. Raphael Brandão Jr. 22/12/2010 at 10:09 pm #

    Não sabia de todos esses detalhes.
    A premeditação é nítida. Marca o médico e ao invés de ir pra consulta vai lá pro Barrashopping.
    Glória, vc foi fundo mesmo nessa história, “cutucou” tudo, eu sabia que vc tinha descoberto muita coisa, que vc correu atrás, mas não imaginei que tivesse descoberto tanto. Vc não cruzou os braços mesmo. E mesmo assim o caso deu nisso, imagina se vc tivesse ficado quieta.
    Vc é um excelente exemplo a todos.

    Abraço,

    Raphael.

  18. Palewa Merçon 21/12/2010 at 10:00 pm #

    Foi MUITO violento de qualquer jeito, perverso demais, Dany tendo levado 16 ou 18 punhaladas. Mas Irene, pelo que eu sei, foram 18 punhaladas em regiões letais como pescoço, coração e pulmão.

    Leiam este artigo que fala da conduta atual do assassino:

    http://www.sidneyrezende.com/noticia/81255/?p=6

    E eu questiono sempre: até quando nossas leis serão apenas folhas de papel? Temos que mudá-las! Afinal, a sociedade não perdoa mesmo, em sua MAIORIA, esse tipo de crime. Dane-se a posição da igreja evangélica, não somos obrigados a acatar as “verdades”deles como sendo nossas também, seja pq eles querem acreditar que essa é a posição de Deus ou pq consta em algumas passagens bíblicas. No Brasil não temos uma religião oficial, ou seja, somos um Estado LAICO. Eles deveriam lembrar-se disso antes de tentar enfiar goela abaixo de todos as suas crenças.

  19. Irene Ribeiro 21/12/2010 at 8:27 pm #

    A premeditação é clara, não há sombra de dúvidas.
    Sobre os comentários que citam tb sobre as perfurações no corpo da Dani e que o casaco do Guilherme estaria com sangue. A própria Paula (ex)Thomaz cita numa entrevista que a barra do casaco dele estava sujo mesmo de sangue.
    No post “Paula Thomaz: como se chegou a ela?”.
    Eu sempre achei que ele havia golpeado.
    Outra dúvida que me persite muito, afinal, foram 18 ou 16 estocadas? Já li muitas matérias divergirem quanto a isso, e li uma vez, que a blusa de Daniella tinha 18 estocadas, mas duas dessas estocadas podem ter sido dadas com a blusa dobrada, o Guilherme já citou que a blusa da Daniella ficou “pra cima”. Então não sei se foi isso que aconteceu. eu penso também se Paula não tentou apunhalar e não conseguiu perfurar e daí o Guilherme tomou “as rédias”. Gostaria de tirar essas dúvidas no livro também.
    Glória Perez, não esqueço de vc no Faustão, na época de “Explode Coração”, quando fizeram uma surpresa pra vc, com todas as mães que vc havia ajudado com a sua campanha pelas crianças desaparecidas e depois, colocaram as imagens da Dany e vc ficou bastante emocionada, eu tbm fiquei, minha mãe chorou horrores.
    Beijos.

  20. Megg 21/12/2010 at 4:14 am #

    Realmente péééssimo alibi, nada a ver, até parece que iriam acreditar nisso.

  21. Kelly Cristina Leal 21/12/2010 at 2:45 am #

    Disse tudo Palewa.
    ô alibi mais mal arranjado, que mal-feito.¬¬

  22. Palewa Merçon 21/12/2010 at 2:40 am #

    O álibi dos dois assassinos era tão patético quanto eles. Como puderam achar que escapariam com um álibi mal arranjado desses? Acham que a Polícia é tão idiota quanto eles parecem? Eu hein… que bom que a maioria dos criminosos não conhecem o trabalho policial, como se desenrola a investigação criminal. Mesmo os que tem algum conhecimento, se houver uma investigação policial bem feita, acabam sendo pegos, pois é fato mais do que comprovado que não existe crime perfeito.
    A inteligência do psicopata não é tão precisa, a malícia é tão grande, se acham tão mais espertos, que acabam deixando rastros tão fáceis de identificar que mais se parece com “burrices”, e sempre subestimam a inteligência alheia. É aí que são pegos nas próprias armadilhas. Podem ser astutos, mas não são sábios.

  23. Yasmin Villefort 21/12/2010 at 2:02 am #

    Me entristece tanto cada vez que eu leio sobre o crime, pq eu nunca acompanhei ela viva na TV nem nunca vou acompanhar, como digo sempre, sinto saudades de algo que eu não vivi, não sei explicar.
    Essa premeditação é tão clara…
    Olha eu sempre achei que o Guilherme deu sim as punhaladas na Dany, que ele tenta dizer que não fez e tal, mas eu sempre achei que ele que fez sim, a Paula deve ter se deliciado ao ver Dany ser estupidamente ceifada pelo marido. Ah eu acho que ele perfurou a Dany sim. Mas ela deve ter feito muita coisa também. Eu tenho muita raiva desses 2, juntos matando a Dany. Por causa deles, tudo acabou, por pura ira, maldade, inveja, ciúme, psicopatia. Muita injustiça.
    Agora eu fico pensando nessa Paula, haja vontade hein, ficar deitada no banco de trás do carro só pra fazer essa maldade. Fico me perguntando, é uma pena que ninguém a tenha visto de fato ali, pq aí perguntariam o que ela estava fazendo ali e tudo poderia ser evitado… se bem que eles poderiam tentar outro dia… acho que pra Dany não teria escapatória mesmo. Infelizmente.

  24. Nice Vianna 20/12/2010 at 6:54 pm #

    Sempre pensei que houve premeditação pela simples capacidade de terem ido consolar-te após a perda brutal do seu tesouro. Alguém descontrolado jamais conseguiria se concentrar e fazer isso.

  25. Nice Vianna 20/12/2010 at 6:52 pm #

    Creio em Guilherme também como o autor do terrível ato final contra Daniella. Por todos os motivos citados abaixo.
    Eu nunca tive dúvidas também quanto a essa premeditação.
    Foi muita maldade, dois contra uma, penso que Paula assistiu a todo o ato final, e nada fez, então isso a faz igualmente culpada.
    Lamento profundamente por ti Glória Perez.

    Abraço.

  26. Lucas Albertini 20/12/2010 at 6:17 pm #

    Relendo este blog volta toda a minha revolta daquela época quando eu tinha 18 anos e esse bárbaro crime aconteceu!

    A Daniella era linda, um princesa!

    Sou um cara que me vejo completamente incapaz de agredir uma mulher, de qualquer maneira, então uma brutalidade, uma canalhisse dessas não entra na minha cabeça por nada nesse mundo!

    Sempre lembro da Daniella quando chegam essas datas próximas ao dia 28/12/1992, sempre, pra mim é inevitável!

    Forte abraço Glória Perez, siga sempre em frente com essa sua incansável luta de limpar a honra e a memória da sua filha, covardemente difamada uma vez que ela não está mais aqui para se defender!

  27. LUÍZA GUIMARÃES 19/12/2010 at 2:25 pm #

    QUANDO ACONTECEU ESSA BARBARIDADE, EU SEMPRE TIVE UMA CERTEZA DENTRO DE MIM QUE ISSO NÃO FOI POR ACASO, EU VI ISSO NOS OLHOS DELE NA ÚLTIMA FOTO DELE ANTES DO CRIME E QUANDO VI DANI TODA PERFURADA, EU TIVE UMA CERTEZA DE QUE NÃO FOI NDA SEM QUERER.
    EU TAMBÉM PENSO QUE QUEM PERFUROU FOI O GUILHERME, MEU AVÓ TRABALHOU MUITOS ANOS COM COMPORTAMENTO HUMANO, ESSAS COISAS, ELE ME DEU UMA OPINIÃO QUE QUERO REPASSAR AQUI. SÓ UMA OPINIÃO, NÃO UMA CERTEZA. NEM SE LEVANDO AO LADO DE PSICOPATIA.
    O FATO É QUE O GUILHERME SEMPRE QUE FALA DE PERFURAÇÕES NÃO FORAM “NA MALDADE” E TENTA AMENIZAR, DIZENDO QUE DANIELLA ESTAVA DESFALECIDA, COMO SE MOSTRASSE QUE ELA NÃO SOFREU, QUE FOI O DESESPERO, QUE NÃO FOI NA INTENSÃO DE MATAR… ENTÃO PROVAVELMENTE NA VERDADE ELE ESTARIA DEFENDENDO, NÃO A PAULA, MAS A SI MESMO, QUE SERIA O AUTOR DAS PUNHALADAS. TENTANDO AMENIZAR UMA ATITUDE QUE TERIA SIDO DELE E NÃO COLOCANDO COMO ALGO TÃO HORRÍVEL ASSIM. ELE NÃO TERIA PQ DEFENDER A PAULA, QUE O TRAIU, O DENUNCIOU.
    OS GOLPES FORAM PRECISOS E GUILHERME TEM PERSONALIDADE PRÁTICA E OBJETIVA, MAIS DO QUE ELA PAULA, QUE ENCIUMADA TALVEZ NÃO SERIA TÃO “PRECISA”
    FORA QUE ME LEMBRO DESSES COMENTARIOS QUE CITARAM AQUI, DE QUE A FORÇA DOS GOLPES APONTAM PRA ELE E ESSE LANCE DO SANGUE NA BARRA DO CASACO, EU LI ALGO ASSIM, MAS NEM LEMBRO DETALHES, EU LI, SOUBE, NÃO RECORDO. ESSE ENTREVISTA QUE A KELLY CITOU, EU LEMBRO.PENSO O MESMO.
    ELE DEMONSTRA TER UMA RAIVA DE DANIELLA, NÃO SÓ PELAS DIFAMAÇÕES PARA SE DEFENDER, MAS TAMBÉM POR DETERMINADAS DECLARAÇÕES, UMA DELAS, QUE CONTEI AO MEU AVÓ, NÃO SEI SE RECORDAM, NO JORNAL, ALGO COMO:”QUEREM ME DAR PENA MÁXIMA, QUEM ERA DANIELLA PARA SER MELHOR DO QUE ALGUÉM.” DIZENDO QUE MUITA GENTE MATA E NEM É CONDENADO.
    OUTRA: QUANDO FALAM PARA ELE, SE QUEM MATOU FOI A PAULA ENTÃO, ELE DIZ, “NÃO FALEI ISSO, NÓS DOIS MATAMOS”. ISSO É ESTRATÉGIA. PQ O PROPRIO ADVOGADO NUM PROGRAMA NA MANCHETE DISSE QUE PAULA THOMAZ ERA QUEM HAVIA MATADO DANIELLA, MAS O GUILHERME QUER MOSTRAR QUE APESAR DE DIZER QUE ELA DEU AS TESOURADAS, NÃO JOGA TUDO PRA CIMA DELA. TUDO ISSO É SÓ OPINIÃO.
    MAS MESMO QUE SEJA ASSIM, ISSO NÃO AMENIZA A PAULA CLARO, AMBOS ESTAVAM LÁ, FOI TUDO PREMEDITADO.
    É ISSO, SÓ FICO TENTANDO ENTENDER QUEM GOLPEOU A DANI, AMBOS OU UM SÓ, E TAMBÉM ESSAS DÚVIDAS CITADAS ABAIXO, TENHO AS MESMAS. BEIJOS.

  28. adilene amaral 19/12/2010 at 2:22 pm #

    gloria,eu tambem sou mãe,você está certa de não perdoar esse farsante,admiro muito vc,pois se fosse uma filha minha,eu ía amarrar ele e fazer ele sofrer lentamente até a morte.

  29. Kelly Cristina Leal 18/12/2010 at 10:04 pm #

    Palewa, essa sua dúvida: “como a mulher que nao se identificou ligou para Glória para dar informações”. É uma das maiores que tenho tbm. Quem era e como sabia o tel da Glória.

  30. Kelly Cristina Leal 18/12/2010 at 10:01 pm #

    Também acredito que o golpeador da Daniella seja o Guilherme, pela força dos golpes e já li algo assim na época também. E acho que é por esse lado, a prova de amor também consistia nele matar de fato e a Paula dando apoio moral.
    Outra coisa que notei: sempre que ele tenta jogar a culpa dos golpes todos na Paula não transmite segurança. E não sei se lembram, na entrevista dele no Fantástico, a Paula tbm foi entrevistada e quando o(a) repórter(a)(não lembro se era homem ou mulher), falava que o Guilherme disse que ela deu as tesouradas, ela fez uma reação que eu li nela, no rosto dela, na boca, no olhar, na hora, uma reação como se quisesse dizer: “mas quem golpeou foi ele”, ela calou-se uns segundos depois e ficou como que com vontade de dizer que foi ele, só que ela teve que ficar quieta senão ia assumir que estava lá. Até o advogado dela se meteu. Ele admitiu no início, depois se arrependeu e passou a culpar a Paula, isso é pq ainda dizem que ele assume. Vejam só, a versão dele o coloca como um inocente. Isso não é “assumir a culpa”.

  31. Palewa Merçon 18/12/2010 at 9:54 pm #

    Eu também tenho algumas dúvidas ainda. Não acabei de ver o blog todo e estou ansiosa pelo livro. Para mim as punhaladas foram dadas pelo Guilherme, pois eram profundas e acho que Paula não teria tanta força física (só a maldade) para golpear o peito da vítima. Acho que ela ajudou o cretino nessa hora fatídica só “moralmente”.
    Tenho duvidas em relação aos arranhões no braço do assassino, ela lutou então, se ele agrediu a Dany de novo depois do posto, se havia mais coisas no local do crime que comprovasse a magia negra, pq a mancha na mão não foi identificada, pq emboscar no posto na frente de pessoas, pq pegar sacos de laranja na Cobal, pq pó e tesoura dentro das estátuas de preto velho no apartamento dos assassinos, como a mulher que nao se identificou ligou para Glória para dar informações, como sabia o tel dela, etc. Enfim, detalha mais esses fatos no livro, Glória. São questões que ainda nos impede de concluir esse crime tão brutal nas nossas cabeças.

  32. Megg 18/12/2010 at 9:23 pm #

    Eu também soube disso que está no comentário do Saulo,. Não sei exatamente aonde foi tb, se no julgamento, audiência, não sei.
    Realmente, ficaram pouco tempo no Barrashopping e ela ter faltado ao ginecologista para ir ao shopping?! Claro, pq era o alibi, o Barrashopping, depois ela diria que ficou lá andando por não sei quantas milhares de horas. Tudo cristalino.
    Glória, sei que não muda nada saber quem golpeou a Dani com as punhaladas, mas na época eu li algo parecido com um comentário da Luíza Guimarães que li em algum lugar por aqui: que a Paula golpeou o pescoço e o Guilherme o toráx, fico pensando se nenhum especialista chegou a alguma conclusão quanto a isso. Já li tb, isso tudo naquela época, que o Guilherme deu as facadas sozinho. Talvez a “prova de amor” exigisse que ele executasse friamente a Dani na frente da Paula. Não sei se é verdade tb, mas eu li na época que a barra da manga do casaco dele, que ele levou àquela noite, estava com respingos de sangue, como se ele tivesse apunhalado ela, usando o casaco, e aí respingou na barra da manga. Não sei se é real isso. Sei que não muda nada, mas é que tenho muitas dúvidas ainda. E todas elas, assim como esse blog, ajudam a derrubar a tese de “crime sem querer”.
    Ambos são culpados, isso não importa, não muda a culpabilidade, ambos concorreram para o resultado final: a morte da Dani, mas eu tenho essa dúvida, assim como a dúvida da mancha na mão da Dani e tb em que momento ela teria acordado, se já no matagal ou no carro, em que momento ela teria arranhado o Guilherme, pq se ela o arranhou de fato, é pq acordou, pq na hora da emboscada foi tudo de surpresa, ela nem reagiu. E pq ele deu a gravata nela, se foi pq ela acordou, ou tentou fugir, se é que tentou fugir. E se ele bateu mais vezes nela depois do soco. E a Paula? Ela tinha hematomas? Enfim, por isso estou ansiosa pelo livro.

    Abraço.

  33. Saulo 03/11/2010 at 7:50 pm #

    Paula não foi ao gincologista e ficaram muito pouco tempo no Barrashopping, tá na cara que estavam armando o alibi. Soube que Guilherme, não sei bem onde, no julgamento talvez, não tenho certeza, dizia absurdos sobre o crime e as pessoas riram ironizando ele e ele simplesmente se enfezou dizendo que as pessoas não deveriam rir, afinal, Daniella havia morrido e merecia respeito, e que alías, ele era a única pessoa que a respeitava. Eu achei um absurdo esse canalha assassino dizer uma coisa dessas.

  34. Palewa Merçon 23/10/2010 at 11:28 pm #

    Fico pasma com a estupidez desses dois assassinos! É muita soberba e prepotência achar que a polícia é besta e que não seriam desmascarados. Não existe crime perfeito, oras! Não precisa ser policial para saber isto, qualquer leigo tem essa consciência. Mesmo que o Hugo da Silveira nao tivesse passado pelo local do crime e anotado a placa adulterada do carro conduzido por Guilherme, mais cedo ou mais tarde a polícia chegaria a uma autoria.

  35. Megg 13/10/2010 at 1:31 am #

    Já li tudo mas faço questão de comentar nos que mais me abismaram e chamaram a atenção, crime frio, premeditado, com requintes de crueldade, o cara atrás da garota. A Daniella era uma pessoa boa, ingênua, são raras as pessoas assim, ela era legal, generosa, tinha boa vontade com o próximo, e infelizmente caiu nas mãos erradas, infelizmente a maioria das pessoas boas, são “atropeladas” pelas más, nesse mundo torto que a gente vive.

  36. Sheila Pereira 30/08/2010 at 3:14 pm #

    Esse cara é um canalha, ele deveria ser preso para sempre, no Brasil a impunidade é o que prevalece, quando nossos representantes no governo irão tomar providencias para melhorar nossa justiça eu acho que isso não acontece por interesse proprio deles pois se a justiça melhora eles corre o risco de irem preços também.
    abraços e beijos a todos e fica nossa saudade pela Daniella

  37. buy links 03/08/2010 at 9:05 am #

    I’m impressed!! Really informative blog post here my friend. I just wanted to comment & say keep up the quality work. I’ve bookmarked your blog just now and I’ll be back to read more in the future my friend! Also nice colors on the layout, it’s really easy on the eyes.

  38. Simone Garcia 22/07/2010 at 5:05 pm #

    É… e por muitos anos ele ainda vai se fazer de vítima… vi no Jornal que ele queria te pedir perdão Glória… ahhhhhhhhhhhhhhhh, eu não acreditei. Até quando vamos ter que conviver com psicopatas soltos… será que teremos ter agora mais assinaturas (virtual) para mudar a lei para esse tipo? Tenho filhos e imagino a perda de um, essa perda será eterna, e a impunidade é cruel… nos fere, nos mata… FOrçaaa Glória!

  39. kampanie AdWords 20/07/2010 at 12:13 am #

    I will add this blog to my favorites, it is great.

  40. linki sponsorowane 19/07/2010 at 6:03 am #

    Sorry my english, but this is great site, I wil add to my favorites.

  41. veronica benitah 06/07/2010 at 3:52 pm #

    Estes assassinos são monstros e farsantes,tenho nausea só de olhar pra aquela cara dele falando asneiras como fosse se safar do seu crime.Deus q me perdoe mais eu os odeio,tiraram a vida da Dane,arrancaram seus sonhos,roubaram ela de nós e de sua familia por pura inveja,ambição.Q Deus tenha piedade de suas almas,eu não consigo ver arrenpedimento nele.Te admiro Glória por ser essa mãe q é,Deus te recompensará por vc lutar por justiça.Se ele conhece a palavra deve saber disso.

  42. Eneida 30/06/2010 at 4:47 pm #

    É um cretino! Um nojento, um rato.

Leave a Reply

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes